O trabalho de licenciandos em alemão e inglês no PIBID: a construção da prática docente a partir das crenças de alunos do Ensino Médio sobre língua e cultura estrangeira

Autores

  • Cibele Cecilio de Faria Rozenfeld Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araraquara
  • Ana Cristina Biondo Salomão Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araraquara

DOI:

https://doi.org/10.26512/rhla.v13i1.1346

Palavras-chave:

Ensino e aprendizagem de línguas;, Crenças;, Cultura;, Formação inicial;, PIBID

Resumo

Há algum tempo, pesquisadores na área formação de professores (cf. ZEICHNER; LISTON, 1996; GIMENEZ, 2005) vêm chamando à atenção para a necessidade de inserir licenciandos em contextos de prática que os auxiliem a fazer sentido da formação teórica que recebem no curso de graduação. Neste artigo, discutimos a intersecção entre escola e universidade no trabalho de formação inicial do professor de línguas estrangeiras por meio de atividades desenvolvidas no âmbito do PIBID-Letras de uma universidade estadual, que tiveram como objetivo, de um lado, promover a reflexão sobre o conceito de cultura e o ensino intercultural de línguas durante a formação inicial do professor e, por outro, a desconstrução de estereótipos, de alunos do Ensino Médio, sobre língua e cultura alemã e inglesa. Partindo da análise dos dados sobre crenças de alunos da escola e do suporte teórico de estudos como os de Kramsch (2006, 2009), Bolognini (1993), entre outros, foram elaboradas oficinas voltadas para a ampliação do universo cultural dos alunos do Ensino Médio da escola estadual parceira, do conceito de cultura e para a desconstrução de estereótipos. Verificou-se que a atividade contribuiu para a formação reflexiva dos bolsistas/licenciandos em relação ao tratamento da temática cultura no ensino de línguas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cibele Cecilio de Faria Rozenfeld, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araraquara

É professora assistente doutora na Unversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araraquara, Faculdade de Ciêncis e Letras, área: alemão

Ana Cristina Biondo Salomão, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araraquara

É professora assistente doutora na Unversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, campus Araraquara, Faculdade de Ciêncis e Letras, área: inglês

Referências

AFFONSO,Suselei A.B.O papel das crenças e dos valores na construção de novos conhecimentos:um estudo na perspectiva dos modelos organizadores do pensamento. 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) ”“Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

BARCELOS, Ana Maria F. Metodologia de pesquisa das crenças sobre aprendizagem de línguas: estado da arte. Revista Brasileira de Linguística Aplicada, v. 1, n. 1, p. 71-92, 2001.

_____. Cognição de professores e alunos: tendências recentes na pesquisa de crenças sobre ensino e aprendizagem de línguas. In: BARCELOS, A. M. F.; VIEIRA-ABRAHÃO, M. H. (Orgs.). Crenças e Ensino de Línguas: Foco no professor, no aluno e na formação de professores. Campinas, SP: Pontes Editores, 2006. p. 15-42.

BOLOGNINI, Carmen Zink. Estereótipos e ensino intercultural. Projekt, n. 10, p. 21-25, 1993.

BYRAM,MICHAEL. Assessing intercultural competence in language teaching. Sprogforum, Kobenhavn, v. 6, n. 18, p. 8 ”“13, 2000.

BRASIL, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Portaria nº 96 de 18 de julho de 2013: Novo regulamento do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência ”“PIBID. Disponível em http://www.capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/Portaria_096_18jul13_AprovaRegulamentoPIBID.pdf. Acesso em: 18/07/2014.

BUSNARDO, Joanne. Contextos pedagógicos e conceitos de cultura no ensino de línguas estrangeiras. In: SANTOS, Percilia; ALVAREZ, Maria Luiza Ortiz (Orgs.). Língua e cultura no contexto de português língua estrangeira. Campinas: Pontes, 2010. p. 123-139.

DUTRA, Deise Prina; MELLO, Heliana. A prática reflexiva da formação inicial e continuada de professores de língua inglesa. In: VIEIRA ABRAHÃO, Maria Helena (Org.). Prática de Ensino de Língua Estrangeira: experiências e reflexões. Campinas: Pontes, 2004. p.31-43.

GIMENEZ, Telma. Tornando-se professores de inglês: experiências de formação inicial em um curso de Letras. In: VIEIRA ABRAHÃO, Maria Helena (Org.). Prática de Ensino de Língua Estrangeira: experiências e reflexões.Campinas: Pontes, 2004. p.171-187.

_____. Desafios contemporâneos na formação de professores de línguas: contribuições da linguística aplicada. In: FREIRE, Maximina M.; VIEIRA-ABRAHÃO, M.H.; BARCELOS, Ana Maria Ferreira (Orgs.). Linguística Aplicada e contemporaneidade. Campinas: ALAB/Pontes, 2005. p.183-201.

GUERREIRO, G. M. S. Cultura, linguagem e ensino de língua estrangeira: um estudo acerca desta inter-relação. 2005. 123f. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplicada) ”“Instituto de Letras, Uiversidade Estadual de São Paulo,São José do Rio Preto, 2005.

KRAMSCH, Claire. Context and Culture in Language Teaching. Oxford: Oxford University Press, 1993.

_____. Language and culture. Oxford: Oxford University Press, 1998.

_____. Culture in language teaching. In: BROWN, K. (Ed.).Encyclopedia of Language and Linguistics. Vol. 3. 2nd edition. Oxford: Elsevier Science, 2006a. p. 322-329

_____. From communicative competence to symbolic competence. The Modern Language Journal, v. 90, n. 2, p. 249-252, 2006b.

_____. The multilingual subject.What language learners say about their experience and why it matters.Oxford: Oxford University Press, 2009a.

_____. Cultural perspectives on language learning and teaching. In: KNAPP, Karlfried; SEIDLHOFER, Barbara (Eds.). Handbook of foreign language communication and learning. Berlin: Mouton de Gruyter, 2009b. p. 219-245.

KUMARAVADIVELU,B. Cultural Globalization and Language Education. USA: Yale University Press, 2008.

LO BIANCO, Joseph; LIDDICOAT, Anthony J.; CROZET, Chantal.Intercultural competence: From language policy to language education. In: J. Lo Bianco; A. Liddicoat; C. Crozet (Eds.). Striving for the third place: Intercultural competence through language education. Melbourne: Language Australia, 1999. p. 113-125.

MORAN, Patrick R. Teaching culture: perspectives in practice. Canada: Heinle & Heinle, 2001.

RISAGER, Karen. Language and Culture: global Flows and Local Complexity. Clevedon: Multilingual Matters, 2006.

______.Language and Culture Pedagogy: from a national to a transnational paradigm. Clevedon: Multilingual Matters, 2007.

ROZENFELD, Cibele C.F.. Crenças sobre uma língua e cultura-alvo (alemã) em dimensão intercultural deensino de língua estrangeira. 2007. 197f. Dissertação (Mestrado em Linguística). UFSCar, São Carlos, SP.:

ROZENFELD, C.C.F; VIANA, N.. O desestranhamento em relação ao alemão na aprendizagem do idioma: um processo de aproximação ao "outro" sob a perspectiva da competência intercultural.Pandaemonium ger. (Online)[online]. 2011, n.17, pp. 259-288. ISSN 1982-8837.<http://dx.doi.org/10.1590/S1982-88372011000100014>.

SALOMÃO, Ana Cristina B. A cultura e o ensino de língua estrangeira: perspectivaspara a formação continuada no projeto teletandemBrasil.2011. 268p. Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos). Unesp, São José do Rio Preto, SP.

SANTOS, Danúsia Torres; MELLO, Ana Catarina Moraes Ramos Nobre. Entre a praia e a nau: reflexões em torno dos conceitos de identidade e competência intercultural em contextode ensino de PLE. In:SANTOS, Percilia; ALVAREZ, Maria Luiza O. (Orgs.). Língua e cultura no contexto de português língua estrangeira. Campinas: Pontes, 2010. p. 181-190.

SILVA, Kleber A. Crenças no ensino-aprendizagem e na formação de professores de línguas: delimitando e atravessando fronteiras na linguística aplicada brasileira. In: SILVA, K.A. (Org.). Crenças, discursos & Linguagem. Vol I. Campinas: Pontes, 2010. p. 21-101.

_____________; ROCHA, Claudia Hilsdorf; SANDEI, Maria de Lurdes R. A importância do estudo das crenças na formação de professores de línguas. Contexturas: Ensino Crítico de Inglês, APLIESP, v. 8, p. 19-40, 2005.

VIEIRA-ABRAHÃO, Maria Helena. Crenças, pressupostos e conhecimentos de alunos-professores de língua estrangeira e sua formação inicial. In: ________. (Org.). Prática de Ensino de Língua Estrangeira: experiências e reflexões. Campinas: Pontes, 2004. p. 131-152.

ZEICHNER, Kenneth M.; LISTON, Daniel P. Reflective Teaching: an introduction. New Jersey: Lawrence Erbaum Associates Publishers, 1996.

Downloads

Publicado

2015-05-14

Como Citar

Rozenfeld, C. C. de F., & Salomão, A. C. B. (2015). O trabalho de licenciandos em alemão e inglês no PIBID: a construção da prática docente a partir das crenças de alunos do Ensino Médio sobre língua e cultura estrangeira. Revista Horizontes De Linguistica Aplicada, 13(1). https://doi.org/10.26512/rhla.v13i1.1346

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.