A educação de professores de línguas em CALL: histórico e perspectivas

Autores

  • Ana Cristina Biondo Salomão UNESP - São José do Rio Preto

DOI:

https://doi.org/10.26512/rhla.v11i1.1141

Palavras-chave:

Formação de professores de línguas;, Tecnologias da Informação e Comunicação;, Aprendizagem de línguas mediada por computador;, TIC;, Tecnologia

Resumo

Nos últimos anos, as novas tecnologias têm mudado o modo como nos relacionamos com a informação e nos comunicamos com as pessoas, o que trouxe impactos para o ensino e aprendizagem de línguas estrangeiras e, consequentemente, para a área de formação de professores de línguas. A sigla CALL (Computer Assisted Language Learning) tem sido usada para designar os processos de ensino e aprendizagem de línguas com a utilização de computadores, e o termo educação de professores em CALL para nomear a formação de professores para e com o uso das novas tecnologias, uma vez que vários autores indicam a interdependência entre ambos os processos. Pretendemos, neste artigo, apresentar um panorama da literatura da área da educação de professores de línguas em CALL na atualidade e discutir questões relacionadas ao uso de novas tecnologias no que tange à integração, à formação e aos novos papéis funcionais e institucionais dela advindos. Apresentaremos, ainda, duas propostas de formação de professores com o uso de tecnologias em fase de implementação e pesquisa no Brasil. Acreditamos que elas contam com elementos essenciais para o desenvolvimento de professores para e com o uso das novas tecnologias nos dias atuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Cristina Biondo Salomão, UNESP - São José do Rio Preto

Doutoranda em Estudos Linguísticos na UNESP - São José do Rio Preto e bolsista FAPESP (proc. 2009/15.071-5)

Referências

BEDRAN, Patrícia. F. A (re) construção de crenças sobre língua, ensino e aprendizagem na interação dos professores mediadores e dos pares interagentes no Teletandem. (424f.) Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) ”“Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2008.

COLLINS, Heloísa. Formação continuada para professores de inglês: uma experiência de integração entre docência, pesquisa e extensão. In: TELLES, J.A. (Org.). Formação inicial e continuada de professores de línguas: dimensões e ações na pesquisa e na prática. Campinas: Pontes, 2009. p.15-28.

CHAPELLE, CarolA. Foreword. In: HUBBARD, Philip; LEVY, Mike. Teacher education in CALL. Amsterdam/Philadelphia: Benjamin Publishing Company, 2006. p. VII-VIII.

HALL, David R.; KNOX, John S. Language teacher education by distance. In: BURNS, Anne; RICHARDS, Jack C. (Eds.). Second language teacher education. Cambridge: Cambridge University Press, 2009. p. 218-229.

HUBBARD, Philip; LEVY, Mike. The scope of CALL education. In: HUBBARD, Philip; LEVY, Mike. Teacher education in CALL. Amsterdam/Philadelphia: Benjamin Publishing Company, 2006. p. 3-22.

HUBBARD, Philip. CALL and the future of language teacher education.CALICO Journal, v. 25, n. 2, p. 175-188, 2008.

JOHNSON, Karen E. Second language teacher education: asociocultural perspective. 1.ed. New York: Routledge, 2009.

KANEOYA, MartaL.C.F. A formação inicial de professoras de línguas para/em contexto mediado pelo computador (teletandem): um diálogo entre crenças, discurso e reflexão profissional. (263f.) Tese (Doutorado em Estudos Linguísticos)”“Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2008.

MENDES, CiroM. Crenças sobre a língua inglesa: antiamericanismo e suas influências no processo de ensino-aprendizagem de professores em formação. (203 p.). Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) ”“Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2009.

MESQUITA, AlexandreA. F. Crenças e práticas de avaliação no processo interativo e na mediação de um par no tandem à distância: um estudo de caso. (251 p.) Dissertação (Mestrado em Estudos Lingüísticos) ”“Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2008.

REINDERS, Hayo. Technology and second language teacher education. In: BURNS, Anne; RICHARDS, Jack C. (Eds.). Second language teacher education. Cambridge: Cambridge University Press, 2009. p.230-237.

RICHARDS, Jack C. Technologies in the classroom. In ___; RENANDYA, Willy A. (Eds.). Methodology in language teaching: an anthology of current practice. Cambridge, Cambridge University Press, 2002. p.361-363.

SALOMÃO, Ana Cristina B. Gerenciamento e estratégias pedagógicas na mediação dos pares no Teletandem e seus reflexos para as práticas pedagógicas dos interagentes. Dissertação de Mestrado. 316 f. São José do Rio Preto, UNESP, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2008.

TELLES, João A. Teletandem: um contexto virtual, autônomo e colaborativo para aprendizagem de línguas estrangeiras no século XXI. Campinas: Pontes, 2009.

VIEIRA-ABRAHÃO, Maria Helena. Teletandem Brasil ”“línguas estrangeiras para todos: um espaço para a formação de professores de línguas. In: BENEDETTI, AnaMariza; CONSOLO, DouglasA.; VIEIRA-ABRAHÃO, Maria Helena. (Orgs.). Pesquisas em ensino e aprendizagem no Teletandem Brasil: línguas estrangeiras para todos. Campinas: Pontes, 2010. p.219-242.

Downloads

Publicado

2013-01-22

Como Citar

Salomão, A. C. B. (2013). A educação de professores de línguas em CALL: histórico e perspectivas. Revista Horizontes De Linguistica Aplicada, 11(1). https://doi.org/10.26512/rhla.v11i1.1141

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.