BERRO! Uma educação transviada em química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/lc.v24i0.19702

Palavras-chave:

Ensino de Química. Pensamento Queer. Potências Microcopolíticas.

Resumo

Pode a química, e seu ensino, permitir-se enviadecer? A partir de uma prática de pesquisa-escrita, este ensaio propõe-se a discutir aspectos epistemológicos característicos da química, a possibilidade de uma produção rizomática deste saber e as consequências das desestabilizações produzidas pelo pensamento queer no discurso da química. Sugere uma educação pelo cu, a partir da qual serão liberadas as potências micropolíticas ativas, envolvidas em produções de monstros que nos direcionarão a explorar as potências de viver em devir.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Moreira Xavier, Universidade Federal do ABC

Allan Moreira Xavier é professor adjunto do Centro de Ciências Naturais e Humanas da Universidade Federal do ABC. Licenciado e bacharel em Química pela Universidade Estadual de Campinas, mestre em nanociências e materiais avançados e doutor em Ciência e Tecnologia, com tese defendida na área de educação química, ambos pela Universidade Federal do ABC. Atualmente, coordena o Laboratório de Investigações na Diferença: Educação e Sexualidades.

Publicado

2019-02-11

Como Citar

Xavier, A. M. (2019). BERRO! Uma educação transviada em química. Linhas Críticas, 25. https://doi.org/10.26512/lc.v24i0.19702

Edição

Seção

Dossiê: Ciência, Educação e Sociedade