Observatório de egressos(as) de pós-graduação para fomentar impactos dos resultados de pesquisas

Autores

  • Ana Maria Netto Machado Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC
  • Ridha Ennafaa Université Paris 8
  • Vanir Peixer Lorenzini Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC https://orcid.org/0000-0002-1888-2094

DOI:

https://doi.org/10.26512/lc.v22i49.4955

Palavras-chave:

Pós-graduação, Mestres, Doutores, Egressos, Comunidade Científica, Mundo do trabalho, Políticas científicas

Resumo

Problematizamos resultados parciais de pesquisa-observatório, com foco na distância-aproximação entre comunidade científica e mundo do trabalho. Egressos(as) da pós-graduação (PG), mestres e doutores(as) são potenciais protagonistas nessa interface. Verificamos que titulados(as) melhoram suas condições de vida, mas há pouco aproveitamento dos resultados das suas teses e dissertações no espaço de trabalho e baixa contribuição para a sociedade, caracterizando desperdício de recursos públicos. Discute-se os limites da noção de impacto da pesquisa, centrada em publicações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Maria Netto Machado, Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC

Professora pesquisadora permanente do Programa de Pós-graduação em Educação. Líder da Rede de Egressos (GP do Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq. Integra a Université International Terre Citoyenne (UiTC : www.uitc-org). Em sua trajetório pesquisou e produziu sobre temas como: escrita e autoria, orientação de teses e dissertações, cultura e políticas de pós-graduação, modelos de universidade, relações entre universidade e sociedade e entre comunidade científica e mundo do trabalho.

Ridha Ennafaa, Université Paris 8

Professor associado à Université Paris 8. Um dos criadores do Observatoire de la vie étudiante da Université Paris 8 (OVE). Especialista em pesquisa e plataformas de acompanhamento de estudantes. INtegrante da equipe no projeto de pesquisa financiado pela FAPESC que deu origem ao texto ora submetivo.

Vanir Peixer Lorenzini, Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC

Pedagoga. Mestre em Educação. Responsável pelo acompanhamento e educação permanente dos docentes do curso de medicina da UNIPLAC. Trabalha também com Educação inclusive. integra a Rede de Egressos e a equipe do projeto financiado pela FAPESC do qual resulta este trabalho.

Referências

AGULHON, Catherine; ENNAFAA, Ridha. Les étudiants étrangers, des trajectoires spécifiques? In: GIRET, Jean-François; VAN DE VELDE, Cécile; VERLEY, Elise (Orgs.). Les vies étudiantes - Tendances et inégalités. Paris: La Documentation Française, coll. Études & Recherches, 2016.

ALVES, Vania Maria. Formação e trabalho de pesquisadores em educação. 2008. (308 f.) Tese.

AVENDAÑO, Pedro. El papel de la pesca de pequeña escala frente a las reglas del comercio internacional. In: Los nuevos mercaderes de la vida como mercancía.Bogotá/Colombia: GLOBAL FOREST COALITION/Censati Agua Viva, 2005. (99-108)

BIANCHETTI, Lucídio; MACHADO, Ana Maria Netto. A bússola do escrever:desafios e estratégias na orientação e escrita de teses e dissertações. 2.ed. São Paulo: Cortez, 2006.

BIANCHETTI, Lucídio; MACHADO, Ana Maria Netto. "Reféns da produtividade" sobre produção do conhecimento, saúde dos pesquisadores e intensificação do trabalho na pós-graduação. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, XXX, 2007, Caxambu, Anais, Hotel Glória, (16f.) Disponível em:http://www.anped.org.br/reunioes/30ra/trabalhos/GT09-3503-Int.pdf. Acesso em: 02.09.2009.

BIANCHETTI, Lucídio; MACHADO, Ana Maria Netto. Publicar & Morrer? Análise do impacto das políticas de pesquisa e pós-graduação na constituição do tempo de trabalho dos investigadores. EDUCAÇÃO, SOCIEDADE E CULTURAS: Políticas e desenvolvimento Curricular no Ensino Superior. Porto, CIIE, n. 28, pp.53-69, 2009.

BRASIL. Coordenação de Aperfeiçoamento de Profissionais do Ensino Superior (Capes). Brasil dobra número de mestres e doutores em dez anos. http://www.brasil.gov.br/noticias/arquivos/2011. Acesso em: 9/06/2011.

BOURDIEU, P. Tradução Ione Valle. O homo academicus. Florianópolis: UFSC, 2012.

CHARLE, Christophe; VERGER, Jacques. Histoire des universités: XIIe-XXIesiècle. Paris: PUF, 2012.

DE MEIS, Leopoldo e outros. The growing competition in Brazilian science: rites of passage, stress and burnout. BRAZILIAN JOURNAL OF MEDICAL AND BIOLOGICAL RESEARCH. Disponívelem:http://www.scielo.br/bjmbr. Acesso em: 28/06/ 2014.

ENNAFAA, Ridha. Les étudiants étrangers en France. Enquête La Documentation Française, 2008.

FICHTE, Johann Gottlieb. Por uma universidade orgânica.Rio de Janeiro: EDUERJ, 1999.

GORZ, André. A crise e o êxodo da sociedade salarial.CADERNOS IHU IDÉIAS,Ano 3 - N. 31, 2005.

MACHADO, Ana Maria Netto; BIANCHETTI, Lucídio. A (des)fetichização do produtivismo acadêmico. REVISTA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS, São Paulo, FGV, v. 51(3) 244-254, maio-junho, 2011

MACHADO, Ana Maria Netto; SANTOS, Vanice. “Penso onde sou”: conhecimentos pertinentes para a Educação na América Latina(Apresentação).In: I congresso internacional “penso onde sou”: conhecimentos pertinentes para a educação, 2016, Lages, Anais, São José, SC, 2016. (18-25)Disponível em: http://edupalauniplac.wixsite.com/meusite/palestrantes-convidados . 2016

SANTOS, Catarina de Almeida; MORAES, Karine Nunes de; LEMOS, Jandernaide Resende; MACHADO, Ana Maria Netto. O papel do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e tecnológico (FNDCT) e dos Fundos Setoriais no crescimento da produção de conhecimento no Brasil. INTER AÇÃO, Goiânia, UFG, n.1,25-44,jan/jun. 2011.

SANTOS, Tania Steren dos.Do artesanato intelectual ao contexto virtual: ferramentas metodológicas para a pesquisa social. SOCIOLOGIAS. Porto Alegre, ano 11, 2009. Disponível no site www.scielo.brAcesso em 20/08/12.

SCHARMER, Otto.Théorie U: Diriger à partir du futur émergent.ClermentFerrand: Pearson/GénérationPrésence, 2012.

TEIXEIRA, Anísio. A universidade de ontem e de hoje. REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS. Rio de Janeiro, v.42, n.95,27-47, jul./set.1964. Acesso em 13/06/2007

VARELA, Abel.Desenvolvimento e Formação Superior stricto sensu: o caso dos Mestres Egressos da Uniplac. 2012. (123 f.) Dissertação.

VELLOSO, Jacques; VELHO, Léa. Mestrandos e doutorandos no país: trajetórias de formação. Brasília: Capes, 2001.

Downloads

Publicado

14.06.2017

Como Citar

Netto Machado, A. M., Ennafaa, R., & Lorenzini, V. P. (2017). Observatório de egressos(as) de pós-graduação para fomentar impactos dos resultados de pesquisas. Linhas Crí­ticas, 22(49), 623–641. https://doi.org/10.26512/lc.v22i49.4955

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 73 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.