Estudo sobre educação para privados de liberdade em Santarém-PA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/revistainsurgncia.v10i1.51488

Palavras-chave:

Educação para privados de liberdade, Educação de jovens e adultos, (Re)inserção social

Resumo

Este trabalho é resultado de uma pesquisa de mestrado realizada em contexto prisional. O estudo de caso foi desenvolvido na Escola Penitenciária Prof. Delson Afonso Mourão, localizada no Centro de Recuperação Agrícola Silvio Hall de Moura (Crashm), em Santarém – PA. O objetivo da pesquisa foi conhecer como as metas propostas no Plano Estadual de Educação para Pessoas Privadas de Liberdade e Egressas do Sistema Prisional (Peesp), foram implementadas na escola penitenciária em 2022 e 2023. Além disso, buscamos identificar o perfil socioeconômico dos alunos e levantar informações sobre a finalidade da educação empreendida no cárcere. Verificamos que algumas das metas propostas pelo Plano Estadual foram atingidas, como as referentes ao ensino médio, ensino superior e cursos profissionalizantes, enquanto que as metas para a alfabetização e ensino fundamental não foram alcançadas até o ano de 2023. A partir do “Questionário Socioeconômico”, identificamos que os alunos são predominantemente jovens adultos, negros, solteiros, de baixa escolaridade, santarenos, pais de dois filhos, com composição familiar de cinco ou mais membros, com renda familiar de até dois salários mínimos, que moravam na zona urbana, em residência familiar e que estudavam na escola pública. A partir dos relatos dos alunos, percebemos que a educação no cárcere é compreendida como uma importante ferramenta de inserção social, que contribui para reduzir o tempo ocioso e que possibilita a remição de pena.

Biografia do Autor

Poliana Aguiar Luiz, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, Pará, Brasil

Mestra em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa).

Alan Augusto Moraes Ribeiro, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, Pará, Brasil

Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa). Doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP).

Referências

BORGES, Juliana. Encarceramento em massa. São Paulo: Sueli Carneiro; Pólen, 2019. Disponível em: https://files.cercomp.ufg.br/weby/up/1154/o/Encarceramento_em_Massa_Feminismos_Plurais_Juliana_Borges.pdf?1599239135. Acesso em 06 nov. 2023.

BRASIL. Lei de execução Penal. Lei nº 7210 de 11 de julho de 1984. Institui a Lei de Execução Penal. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l7210.htm. Acesso em: 13 set. 2023.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 5 de outubro de 1988. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 25 out. 2023.

BRASIL. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: https://www.jusbrasil.com.br/topicos/11684035/artigo- 78-da-lei-n-9394-de-20-de-dezembro-de-1996. Acesso em: 10 mai. 2023

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CP nº 02, de 19 de maio de 2010. Diretrizes Nacionais para a oferta de educação para jovens e adultos em situação de privação de liberdade nos estabelecimentos penais. Brasília, DF. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=5142-rceb002-10&category_slug=maio-2010-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 27 ago. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CNE/CEB nº 01/2021. Institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos nos aspectos relativos ao seu alinhamento à Política Nacional de Alfabetização (PNA) e à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e Educação de Jovens e Adultos a Distância. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=191091-rceb001-21&category_slug=junho-2021-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 10 jun. 2023.

BRASIL. Decreto nº 7.626, de 24 de novembro 2011. Institui o Plano Estratégico de Educação no âmbito do Sistema Prisional. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Decreto/D7626.htm. Acesso em: 27 out. 2023.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Portaria nº 676, de 30 de julho de 2019. Diário Oficial da União. Poder Executivo, Brasília, DF, 31 jul. 2019. Disponível em https://dspace.mj.gov.br/handle/1/787. Acessado em 16 abr. 2023.

BRASIL. Conselho Nacional de Justiça. Resolução nº 391 de 10 de maio de 2021. Estabelece procedimentos e diretrizes a serem observados pelo Poder Judiciário para o reconhecimento do direito à remição de pena por meio de práticas sociais educativas em unidades de privação de liberdade. Diário da Justiça Eletrônico, Poder Judiciário, Brasília-DF, Dje/CNJ nº 120/2021, de 11 de maio de 2021, p. 2-5. 2021. Disponível em https://atos.cnj.jus.br/files/original12500220210511609a7d7a4f8dc.pdf. Acesso em: 12 out. 2023.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento Penitenciário Nacional. 13º Ciclo – Infopen. jul. – dez. de 2022. Brasília, DF. 2022. Disponível em: https://www.gov.br/senappen/pt-br/servicos/sisdepen/relatorios/relatoriosanaliticos/br/brasil-dez-2022.pdf. Acesso em: 25 abr. 2023.

BRASIL. Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP). Resolução nº 09, de 13 de novembro de 2009. Dispõe sobre a exigência mínima de presos por agentes em estabelecimentos penais destinados a presos provisórios e em regime fechado. Disponível em: https://www.gov.br/depen/pt-br/composicao/cnpcp/resolucoes/2009/resolucao-no-9-de-13-de-novembro-de-2009.pdf/view. Acesso em: 01 out. 2023.

CARRREIRA, Denise. Relatoria Nacional para o Direito Humano à Educação: Educação nas Prisões Brasileiras. Relatoria de Denise Carreira e assessoria de Suelaine Carneiro. São Paulo: Plataforma Dhesca. Brasil, 2009. Disponível em: https://cmv-educare.com/wp-content/uploads/2013/07/FINAL-relatorioeduca%C3%A7%C3%A3onasprisoesnov2009.pdf. Acesso em: 12 set. 2023.

DUARTE, Alisson José Oliveira; SIVIERI-PEREIRA, Helena de Ornellas. Aspectos históricos da educação escolar nas instituições prisionais brasileiras do período imperial ao século XXI. Educação Unisinos, v. 22, n. 4, p. 344-352, outubro/dezembro 2018. Disponível em: http://educa.fcc.org.br/pdf/edunisinos/v22n4/2177-6210-edunisinos-22-04-344.pdf. Acesso em: 23 ago. 2023.

FERREIRA, Cilicia Iris Sereni. Percursos da Educação no Sistema Penitenciário do Estado do Pará: da Lei de Execução Penal aos dias atuais. Belém: Programa de Pós-graduação (Mestrado) em Educação da Universidade Federal do Pará, 2019. Disponível em https://ppeb.propesp.ufpa.br/ARQUIVOS/Disserta%C3%A7%C3%B5es/2019/Cilicia%20Sereni%20-%20Disserta%C3%A7%C3%A3o.pdf. Acesso em: 28 nov. 2023.

FLAUZINA, Ana Luiza Pinheiro; PIRES, Thula Rafaela de Oliveira (org.). Rebelião. Brasília: Brado Negro, Nirema, 2020. Disponível em: https://bradonegro.com/Rebeliao.pdf. Acesso em: 06 nov. 2023.

FREIRE, Germán; DÍAZ-BONILLA, Carolina, ORELLANA, Steven Schwartz; LÓPEZ, Jorge Soler. CARBONARI, Flávia. Afrodescendentes na América Latina: Rumo a um Marco de Inclusão. Washington, DC: World Bank, 2018. Disponível em: https://dgmbrasil.org.br/media/publicacoes/Relatorio_Port_JH4BjdV.pdf. Acesso em: 13 jan. 2023.

GOFFMAN, Erving. Estigma e Identidade Social. In: GOFFMAN, Erving. Estigma – notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. Tradução de Mathias Lambert. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2004. p. 5-20.

JULIÃO, Elionaldo Fernandes. Escola na ou da prisão? Cad. Cedes, Campinas, v. 36, n. 98, p. 25-42, jan.-abr. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/tQrmp78mcFp47TrN4qhhtHm/abstract/?lang=pt. Acesso em: 22 dez. 2023.

JULIÃO, Elionaldo Fernandes. A ressocialização através do estudo e do trabalho no sistema penitenciário brasileiro. Rio de Janeiro: Programa de Pós-graduação (Doutorado) em Ciências Sociais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2009.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS (ONU). Declaração Universal dos Direitos Humanos. 1948. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2018/10/DUDH.pdf. Acesso em: 31 out. 2023.

PARÁ. Secretaria de Estado de Administração Penitenciária. Plano Estadual de Educação para Pessoas Privadas de Liberdade e Egressas do Sistema Prisional. Belém, 2021. Disponível em: <http://www.Seap.pa.gov.br/sites/default/files/plano_ed_prisoes_geral_finalizado_seduc_Seap.pdf. Acesso em: 29 out. 2023.

PARÁ. Secretaria de Estado de Administração Penitenciária. Seap entrega Escola Penitenciária em Santarém. Belém, 12 jan. 2023c. Disponível em: https://seap.pa.gov.br/noticias/seap-entrega-escola-penitenci%C3%A1ria-emsantar%C3%A9m. Acesso em: 24 jan. 2023.

PARÁ. Ministério da Justiça autoriza atuação da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária no Pará. G1 Pará, Belém, 30 de jul. de 2019. Disponível em: https://g1.globo.com/pa/para/noticia/2019/07/30/ministerio-da-justica-autoriza-atuacao-da-forca-tarefa-de-intervencao-penitenciaria-no-para.ghtml. Acesso em: 15 set. 2023.

Downloads

Publicado

31.01.2024

Como Citar

AGUIAR LUIZ, Poliana; RIBEIRO, Alan Augusto Moraes. Estudo sobre educação para privados de liberdade em Santarém-PA. InSURgência: revista de direitos e movimentos sociais, Brasília, v. 10, n. 1, p. 397–423, 2024. DOI: 10.26512/revistainsurgncia.v10i1.51488. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/insurgencia/article/view/51488. Acesso em: 17 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.