Dever de casa: a pandemia, o avanço do homeschooling e os impactos na construção dos sujeitos de direitos

Autores

Palavras-chave:

Crianças, Educação, Pandemia, Homeschooling

Resumo

O objetivo deste ensaio é evidenciar os impactos profundos da pandemia de COVID-19 e o homeschooling, na proteção contra a violência de milhões de meninas e meninos e na aprendizagem. A pesquisa se baseia em artigos, legislações, livros, sendo bibliográfica. Dados coletados pela UNICEF (Fundo das Nações Unidas pela Infância), apontam que cerca de 1,4 milhão de crianças e adolescentes com idade entre 6 e 17 anos estão fora da escola, e outros mais de 5,5 milhões de brasileiros com a mesma faixa etária não tiveram atividades escolares em 2020 por conta da pandemia. Paralelamente, ocorre a difusão de um projeto e ideias que propagam a defesa de uma educação domiciliar, onde genitores e responsáveis assumem o papel de professores e da própria escola, um desmantelamento do Estado brasileiro e da proteção dos sujeitos de direitos mais vulneráveis.

Biografia do Autor

Angélica Ferreira de Freitas, Universidade Federal de Jataí, Jataí, Goiás, Brasil

Graduanda do Curso de Direito, na Universidade Federal de Jataí - UFJ.

Luana Renata Alves Sena, Universidade Federal de Jataí, Jataí, Goiás, Brasil

Graduanda do Curso de Direito, na Universidade Federal de Jataí - UFJ.

Sirlene Moreira Fideles, Universidade Federal de Jataí, Jataí, Goiás, Brasil

Doutora em Direito. Professora da Universidade Federal de Jataí.

Referências

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. 2. ed. Rio de Janeiro: LTC, 1981.

AURINI, Janice; DAVIES, Scott. Choice without markets: home schooling in context of private education. British Journal of Sociology of Education. v. 26, n. 4, p. 461-474, set. 2005.

BARBOSA, Luciane Muniz Ribeiro. Homeschooling no Brasil: Ampliação do direito à educação ou via de privatização. Educ. Soc., Campinas, v. 37, n. 134, p. 153-168, jan./mar. 2016.

BARBOSA, Luciane Muniz Ribeiro; EVANGELISTA, Natália Sartori. Educação domiciliar e direito à educação: A influência norte-americana no Brasil. Revista Educação Perspectiva, Viçosa, v. 08, n. 03. p. 328-344, set./dez. 2017.

BOUDENS, Emile. Ensino em casa no Brasil. Brasília: Câmara dos Deputados, 2002.

BRASIL. Boletim de Jurisprudência Internacional: educação domiciliar. Educação Domiciliar. Disponível em: https://www.stf.jus.br/arquivo/cms/jurisprudenciaBoletim/anexo/BJI2_HOMESCHOOLING.pdf. Acesso em: 04 ago. 2023.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. 1988. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm. Acesso em: 05 fev. 2023.

BRASIL. Lei 8.069, 13 de julho de 1990. Estatuto da Criança e do Adolescente. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm. Acesso em: 05 fev. 2023.

BRASIL. Superior Tribunal Federal. Tese nº 822. Relator: Ministro Luís Roberto Barroso. Tema 822 - Possibilidade de O Ensino Domiciliar (Homeschooling), Ministrado Pela Família, Ser Considerado Meio Lícito de Cumprimento do Dever de Educação, Previsto no Art. 205 da Constituição Federal. Brasília, 2019. Disponível em: https://portal.stf.jus.br/jurisprudenciaRepercussao/verAndamentoProcesso.asp?incidente=4774632&numeroProcesso=888815&classeProcesso=RE&numeroTema=822. Acesso em: 05 ago. 2023.

BRASIL tem quase 1,4 milhão de crianças e adolescentes fora da escola, diz estudo do Unicef com dados do IBGE. G1, 21 jan. 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/volta-as-aulas/noticia/2021/01/28/brasil-tem-quase-14-milhao-de-criancas-e-adolescentes-fora-da-escola-diz-estudo-do-unicef-com-dados-do-ibge.ghtml. Acesso em: 05 jul. 2023.

CARAPAÑA. A nova direita e a normalização do nazismo e do fascismo. In: GALLEGO, Esther Solano (org.). O Ódio como Política: a reinvenção das direitas no Brasil. Brasília: Boitempo, 2018. p. 33-40.

CETIC.BR - CENTRO REGIONAL DE ESTUDOS PARA O DESENVOLVIMENTO DA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO. Crianças e adolescentes conectados ajudam os pais a usar a Internet, revela TIC Kids Online Brasil. Disponível em: https://cetic.br/pt/noticia/criancas-e-adolescentes-conectados-ajudam-os-pais-a-usar-a-internet-revela-tic-kids-online-brasil/. Acesso em: 05 fev. 2023.

CORREIO BRAZILIENSE. Confira o mapa de reabertura das escolas nas redes públicas e particulares. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/euestudante/educacao-basica/2021/04/4920341-confira-o-mapa-de-reabertura-das-escolas-nas-redes-publica-e-particular.html. Acesso em: 04 fev. 2023.

DOIS milhões de crianças e adolescentes de 11 a 19 anos não estão frequentando a escola no Brasil, alerta UNICEF. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/dois-milhoes-de-criancas-e-adolescentes-de-11-a-19-anos-nao-estao-frequentando-a-escola-no-brasil . Acesso em: 05 jul. 2023.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

FREITAS, Marcos Cezar. (Org). História social da infância no Brasil. São Paulo: Cortez, 1997.

FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. Abandono escolar e a pandemia no Brasil: efeitos nas desigualdades escolares. Informe nº 4. Fundação Carlos Chagas. Disponível em: https://www.fcc.org.br/fcc/educacao-pesquisa/abandono-escolar-e-a-pandemia-no-brasil-efeitos-nas-desigualdades-escolares/. Acesso em: 05 fev. 2023.

G1. Evasão escolar de crianças e adolescentes aumenta 171% na pandemia. 02 dez. 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/educacao/noticia/2021/12/02/evasao-escolar-de-criancas-e-adolescente-aumenta-171percent-na-pandemia-diz-estudo.ghtml. Acesso em: 05 fev. 2023.

INSPER. Ensino remoto na pandemia gera prejuízos na formação de alunos. 06 jun. 2021. Disponível em: https://www.insper.edu.br/conhecimento/politicas-publicas/ensino-remoto-pandemia-portugues-matematica-2/. Acesso em: 05 fev. 2023.

LEBRUN, François. Um em cada dois recém-nascidos. In: LE GOFF, Jacques. (Org). As doenças têm história. Lisboa: Terramar, 1985.

LEPRE, Rita Melissa; CAMPOS Isabel Cristina de; BENETTI, Eduardo Silva; SILVA, Matheus Estevão Ferreira da. Direitos humanos, valores morais e educação libertadora: diálogos para a construção da autonomia na escola. Revista de Iniciação à Docência, v. 06, n. 02, dez. 2021.

MARINO, Adriana Simões; BAPTISTA, Marisa Todescan Dias da Silva. A história como paradigma na construção de sujeitos de direitos. Mnemosine, v. 3, n. 2, 28 dez. 2007. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/mnemosine/article/view/41313/28582 Acesso em: 05 ago. 2023.

ONU - ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 1948. Disponível em: https://institutolegado.org/blog/declaracao-universal-dos-direitos-humanos-integra/?gclid=Cj0KCQiA54KfBhCKARIsAJzSrdpqY3xQQE9UrRojuD1-_y3nb3_5eVrC5OlLbqXbSNcyxICYzBPkBkIaAgR4EALw_wcB. Acesso em: 05 fev. 2023.

PASSETTI, Edson. Violentados: Crianças, adolescentes e justiça. São Paulo: Imaginária, 1999.

PORTELA, Lincoln. PL 3179/2012. Disponível em: https://www.camara.leg.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=534328. Acesso em: 04 fev. 2023.

RIEGEL, Sarah. The homeschooling movement and the struggle for democratic education. Studies in Political Economy, v. 65, 2001.

SANTOS, Alexsandro dos. Direito Humano à Educação na Pandemia: Desafios, Compromissos e Alternativas. Nota Técnica. 2021. Disponível em: https://ubes.org.br/ubesnovo/wp-content/uploads/2021/03/NOTA-T%C3%89CNICA_DIREITO-HUMANO-%C3%80-EDUCA%C3%87%C3%83O_Documento-Oficial.pdf. Acesso em: 04 fev. 2023.

SANTOS, Marina Carvalho dos. Homeschooling no Brasil: propostas e debates sobre a sua regulamentação. Vitória da Conquista: Programa de Pós-Graduação (Mestrado) em Educação da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, 2022. Disponível em: http://www2.uesb.br/ppg/ppged/wp-content/uploads/2022/07/MARINA-CARVALHO-DOS-SANTOS.pdf. Acesso em: 04 ago. 2023.

SOBRINHO, Patrícia Jerônimo. Oportunidades e desafios da educação pública (ensino fundamental e médio) em tempo de pandemia. Revista Aproximação, Guarapuava, v. 02, n. 05, out./nov./dez. 2020.

UNICEF - FUNDO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A INFÂNCIA. Dois milhões de crianças e adolescentes de 11 a 19 anos não estão frequentando a escola no Brasil, alerta UNICEF. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/dois-milhoes-de-criancas-e-adolescentes-de-11-a-19-anos-nao-estao-frequentando-a-escola-no-brasil. Acesso em: 04 fev. 2023.

UNICEF. O UNICEF alerta para os riscos da educação domiciliar. Disponível em: https://www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/unicef-alerta-para-os-riscos-da-educacao-domiciliar. Acesso em: 04 fev. 2023.

VAZ, Marta Rosani Taras; VAZ, Ana Eduarda Taras. Homeschooling no contexto político brasileiro e os seus impactos para a Educação enquanto Direito Social. Dialogia, São Paulo, n. 35, p. 148-162, maio/ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.n35.16893.

Downloads

Publicado

22.03.2024

Como Citar

FERREIRA DE FREITAS, Angélica; ALVES SENA, Luana Renata; MOREIRA FIDELES, Sirlene. Dever de casa: a pandemia, o avanço do homeschooling e os impactos na construção dos sujeitos de direitos. InSURgência: revista de direitos e movimentos sociais, Brasília, 2024. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/insurgencia/article/view/47364. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Em Defesa da Pesquisa

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.