Letramento digital na educação a distância: reflexões sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Solar

Autores

  • Raimundo Nonato Moura Furtado Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará - (PosLA/UECE).

DOI:

https://doi.org/10.26512/rhla.v14i1.1387

Palavras-chave:

Letramento digital;, Educação a Distância;, Novas tecnologias.

Resumo

Resumo

Neste trabalho apresentamos algumas reflexões sobre as práticas de letramento digital vivenciadas por uma turma de Educação a Distância usuários do Ambiente Virtual de Aprendizagem ”“ AVA SOLAR da Universidade Federal do Ceará ”“ UFC. Fundamentamos nosso trabalho principalmente nas reflexões de (CASSANY, 2005; ESHET-ALKALAI, 2004; SOARES, 2002; XAVIER, 2002; Buzato, 2001; LÉVY, 1999). Situamos essa investigação como uma pesquisa explicativa de caráter diagnóstico (GIL, 2002) situada no paradigma qualitativo-interpretativista (BORTONI-RICARDO, 2008). Construímos nossa amostra por meio de duas fontes: dois questionários e a análise das atividades do SOLAR. Os resultados apontam que as práticas de letramento digital recorrente nos dados são diversas e estão, principalmente, relacionadas às práticas vernaculares de letramento. Essas práticas estão vinculadas às diferentes agências de letramento com as quais estes participantes estiveram e estão relacionados.Os dados revelam  que ser letrado digital implica assumir mudanças nos modos de abordagem do texto com a utilização e com interação das múltiplas semioses em textos que estão em um suporte digital, no geral, a tela. 

Palavras-chave: Letramento digital. Educação a distância. Novas tecnologias.


Abstract

In this work, we make some reflections on the practices of digital literacy experienced by a group of Distance Education users of Virtual Learning Environment - VLE SOLAR, Federal University of Ceará - UFC. We base our work mainly on r83eflections (CASSANY, 2005; Eshet-Alkalai, 2004; SOARES, 2002; XAVIER, 2002; Buzato, 2001; Lévy, 1999). We situate this research as an explanatory research diagnostic character (GIL, 2002) located in the qualitative-interpretative paradigm (BORTONI-RICARDO, 2008). We construct our sample by two sources: two questionnaires and the analysis of the activities of SOLAR. The results show that the practices of recurrent digital literacy in the data are diverse and are primarily related to vernacular literacy practices. These practices are linked to different agencies of literacy with which these participants were and are related. Our data indicate that being literate digital implies taking changes in the modes of approaching the text with the use and interaction of multiple semiosis in texts that are in a digital format, in general the screen.

Keywords: Digital literacy. Distance education. New technologies.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Raimundo Nonato Moura Furtado, Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual do Ceará - (PosLA/UECE).

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual Vale do Acaraú (2003), Letras (Português-Espanhol) pela Universidade Federal do Ceará (2008), Mestrado em Linguística pela Universidade Federal do Ceará (2011) e, atualmente, é Doutorando em Linguística Aplicada (PosLa/UECE). Atua como professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico na Universidade Federal do Ceará (UFC), ministrando aulas de Língua Portuguesa na Casa de Cultura Portuguesa. Tem experiência na área de Linguística e Linguística Aplicada, dedicando-se aos seguintes temas: ensino e aprendizagem de línguas materna e estrangeira, formação de professores de LE, produção de textos, ensino de Português como Língua Estrangeira - PLE, Letramento Crítico e Letramento Digital.

Referências

BARTON, David; HAMILTON, Mary. Literacy practices. In: BARTON, D. et al. (Ed.). Situated literacies: reading and writing in context. London: Routledge, 2000. p. 7-15.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. O professor pesquisador:introdução à pesquisa qualitativa.São Paulo: Parábola. 2008.

BUZATO, MarceloEl Khouri. Letramentos digitais e formação de professores. Portal Educarede, São Paulo,2006. Disponível em<http://www.educared.org/educa/img_conteudo/marcelobuzato.pdf>. Acesso em 13 mar. 2012.

________. Sobre a Necessidade de Letramento Eletrônico na Formação de Professores: O Caso Teresa. In: CABRAL, L. G. et. al. (Org.). Linguística e Ensino:Novas Tecnologias. Blumenau: Nova Letra, 2001. p. 229-267.

CASSANY, Daniel. Tras las líneas. Barcelona: Anagrama, 2006.

________. Investigaciones y propuestas sobre literacidad actual:multiliteracidad, Internet y criticidad, conferencia inaugural. Congreso nacional cátedra Unesco para la lectura y la escritura, Chile, Sede Concepción,Universidad de Concepción,2005. Disponível em <http://www2.udec.cl/catedraunesco/05CASSANY.pdf>. Acesso em 30 nov. 2011.

COSCARELLI, Carla Viana. Alfabetização eletramento digital. In: RIBEIRO, Ana Elisa.(Org.) Letramento digital:aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

ESHET-ALKALAI, Yoran. Digital literacy: a conceptual framework for survival skills in the digital era. Journal of Educational Multimedia and Hypermedia, v. 13, n. 1, p. 93-106, 2004.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GILSTER, Paul. Digital literacy.New York: John Wiley & Sons, Inc., 1997.

LÉVY, Pierre. Cibercultura.Tradução de Carlos Irineu da Costa.São Paulo: Editora 34, 1999.

ROJO, Roxane. Letramento e capacidades de leitura para cidadania.São Paulo: SEE: CENP, 2004.

_______. Letramentosmúltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

SOARES, Magda. Letramento e escolarização. In: RIBEIRO, Vera Masagão (org.). Letramento no Brasil. São Paulo: Global, 2003. p. 89-113.

_______. Novas práticas de leitura e escrita: letramento na cibercultura. Educação & Sociedade:Revista de Ciência da Educação-Dossiê “Letramento”, Campinas, v. 23, n. 81, p. 143-160, 2002.

_______. Letramento: um tema em três gêneros. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

SOUZA, Valeska Virgínia Soares. Letramento Digital e Formação de Professores.Revista Língua Escrita, Belo Horizonte, n. 2, p. 55-70, 2007.

SOUZA, Valeska Virgínia Soares; MORAES FILHO, Waldenor Barros.Letramentos digitais emcursos a distância e a contextualização do processo de aprendizagem. Anais do SIELP, Urbelância, v. 2, n.1, 2012.

XAVIER, Antônio Carlos dos Santos. Letramento digital e ensino.2007. Disponível em <http://www.ufpe.br/nehte/artigos.htm>Acesso em 03 mar. 2012.

Downloads

Publicado

2015-11-02

Como Citar

Furtado, R. N. M. (2015). Letramento digital na educação a distância: reflexões sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) Solar. Revista Horizontes De Linguistica Aplicada, 14(1). https://doi.org/10.26512/rhla.v14i1.1387

Edição

Seção

Artigos