O uso da tradução no livro English please! Fast track: análise e proposta de reformulação de atividade didática

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v12.n1.2023.44081

Palavras-chave:

Ensino de inglês como língua estrangeira. Livro didático. Tradução funcionalista. Atividades de tradução. Análise didática.

Resumo

O objetivo desse trabalho é analisar, sob o viés funcionalista, os exercícios de tradução nos livros didáticos. Esta pesquisa analisou os exercícios de tradução, presentes no livro didático English Please! Fast Track, para o ensino de inglês, à luz do funcionalismo de Nord (2009, 2010, 2012, 2016), Reiss e Vermeer (1996). A partir de tais pressupostos teóricos, constatou-se que os exercícios de tradução analisados ​​necessitavam de informações sobre lugar, gênero, época, funções do texto base e culturas envolvidas no processo, para a configuração de uma situação comunicativa. Em contrapartida, a teoria funcionalista apresenta um guia detalhado para o processo de pré-tradução, que ajudará os professores de inglês a elaborar e avaliar materiais de tradução, com uma finalidade comunicativa clara e estruturada para os alunos. Após o resultado da análise das questões, apresentamos, com base na perspectiva funcional da tradução, propostas de recontextualização das atividades analisadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Valdecy Oliveira Pontes, UFC

Professor Associado 2 na Universidade Federal do Ceará. Doutor em Linguística (2012) pela Universidade Federal do Ceará. Mestre em Linguística Aplicada (2009) pela Universidade Estadual do Cear´´a. Graduado em Letras - Português e Espanhol (2006) pela Universidade Federal do Ceará. Universidade Federal do Ceará, Centro de  Humanidades, Departamento de Letras Estrangeiras. Fortaleza, Ceará, Brasil.

Lídia Amélia Barros Cardoso, Universidade Federal do Ceará

Professora Adjunta do Departamento de Estudos de Língua Inglesa, suas Literaturas e Tradução (DELILT) da Universidade Federal do Ceara (UFC) desde 2010. Ministra disciplinas de Língua e Cultura, Prática de Ensino e Ensino Mediado por Novas Tecnologias. Possui Especialização em Metodologia do Ensino de Línguas Estrangeiras (UFC), Mestrado em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual do Ceará (UECE) e Doutorado em Linguística pela UFC. Em 2015 foi bolsista da Capes no programa doutorado sanduíche (PDSE) na Universiteit van Amsterdam (UvA), integrando o grupo de pesquisa CASLA (Cognitive Aspects of Second Language Acquisition). Atualmente colabora como pesquisadora em três grupos de pesquisa da UFC: (1) PLIP - Políticas Linguísticas para a Internacionalização do Português; (2) PROATIVA - Grupo de Pesquisa e Produção em Ambientes Interativos e Objetos de Aprendizagem; e (3) Processamento da Linguagem de Bilíngues e Multilíngues. Suas principais áreas de interesse de investigação são: ensino de Português como língua estrangeira ou adicional; ensino de Língua Estrangeira (LE) mediado por novas tecnologias e suas interfaces; formação de professores de LE; e aprendizagem e processamento de Inglês como língua estrangeira em escolas públicas no Brasil.

Edwin Leonardo Barrera Franco, Universidade Federal do Ceará

 Mestre em Estudos da Tradução pela Universidade Federal do Ceará. Graduado em lenguas modernas (2012) pela Universidad del Quindío. 

Referências

Álvarez, M. (2012). Novas línguas, línguas novas: Questões da interlíngua na pesquisa em linguística aplicada. Pontes editores.

Atkinson, D. (1993). Teaching monolingual classes. Longman.

Balboni, P. (2008). Le lingue di babele, la traduzione linguistica avanzata. Italy: de agostini scuola spa novara.

Brandl, K. (2008). Communicative language teaching in action: putting principles to work. Pearson/Prentice Hall.

Hurtado Albir, A. (1998). La traducción en la enseñanza comunicativa. Cable: Revista de didáctica del español como lengua extranjera, (1), 42-45.

Jakobson, R. (1973). Lingüística e comunicação. Cultrix.

Kumaravadivelu, B. (2015). A postmethod perspective on English language teaching. World Englishes, 22(4), 539-550.

Laiño, M. J. (2014). A tradução pedagógica como estratégia à produção escrita em LE a partir do gênero publicidade [Tesis, Doctorado en Estúdios de la Traducción, Centro de Comunicação e Expressão]. Universidade Federal de Santa Catarina.

Nord, C. (2009). El funcionalismo en la enseñanza de traducción. Mutatis Mutandis, 2(2), 209-243. http://goo.gl/7kdLWX&gt

Nord, C. (2010). La intertextualidad como herramienta en el proceso de traducción. Puentes, (9), 9-18. http://goo.gl/uSyzUl

Nord, C. (2012). Texto-base-texto-meta. Un modelo funcional de análisis pretraslativo (C. Nord, Trad. e Adaptação). Castelló de la Plana: Publicacions de la Universitat Jaume I, Espanha.

Nord, C. (2016). Análise textual em tradução: bases teóricas, métodos e aplicação didática (M. E. Zipser, Trad). Rafael Copetti Editor.

Reiss, K., & Vermeer, H. J. (1996). Fundamentos para una teoría funcional de la traducción (C. M. de León, & S. G. Reina, Trads). Ediciones Akal.

Pontes, V. O. (2014). A tradução da variação linguística e o ensino de língua estrangeira: da teoria à prática docente. Caderno de Letras da UFF – Dossiê: Tradução, (48), 223-237.

Pontes, V. O, & Pereira, L. L. O. (2016). A tradução a partir do modelo funcionalista de Christiane Nord: perspectivas para o ensino de línguas estrangeiras. Revista Tradterm, 28, 338-363.

Publicado

29-08-2023

Como Citar

PONTES, Valdecy Oliveira; BARROS CARDOSO, Lídia Amélia; BARRERA FRANCO, Edwin Leonardo. O uso da tradução no livro English please! Fast track: análise e proposta de reformulação de atividade didática. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 12, n. 1, p. 01–18, 2023. DOI: 10.26512/belasinfieis.v12.n1.2023.44081. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/44081. Acesso em: 20 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.