“A minha vida vale menos que uma pelota de minério"

ser mulher negra e trabalhadora atingida por barragem no sexto ano do crime da Vale-Samarco-BHP

Autores

  • Simone Maria da Silva Movimento dos Atingidos por Barragens

DOI:

https://doi.org/10.26512/insurgncia.v8i2.39127

Palavras-chave:

Barra Longa/MG, Barragem de Fundão, Samarco, Movimento dos Atingidos por Barragens

Resumo

A gente não pode deixar ninguém contar a nossa história. Porque, se as pessoas forem contar a nossa história, elas não vão contar o que aconteceu. Ela não vai ter aquele sentimento de colocar aquilo que aconteceu com a gente. Somente eu posso falar das minhas feridas invisíveis. Então, eu aprendi. Hoje eu não vou contar uma história. Hoje eu sou a história. Eu virei a história. E não posso deixar ninguém segurar a caneta da minha história na mão. A minha história sou eu que devo escrever. 

[Este documento foi produzido entre os meses de maio e julho de 2021 a partir de conversações sobre a luta das populações atingidas em Barra Longa realizadas entre Simone Maria Silva, atingida pelo rompimento da barragem de Fundão em Barra Longa/MG e militante do Movimento dos Atingidos por Barragens, e Guilherme Cavicchioli Uchimura, membro da equipe editorial da revista InSURgência responsável pela transcrição mediada da voz de Simone, bem como pela edição e pela finalização gráfica do texto.]

Referências

AMBIOS ENGENHARIA E PROCESSOS. Estudo de avaliação de risco à saúde humana em localidades atingidas pelo rompimento da Barragem do Fundão – MG. Relatório final. São Paulo: 2019.

CARTA ABERTA DE JURISTAS BRASILEIROS SOBRE O CASO DO RIO DOCE. Disponível em: /mab.org.br/2021/04/28/carta-aberta-de-juristas-brasileiros-sobre-o-caso-do-rio-doce/. Acesso em 03 jun. 2021.

MAB – MOVIMENTO DOS ATINGIDOS POR BARRAGENS. Sobre a denúncia de ‘caça a atingidos’ no processo de reparação da Samarco no Rio Doce. 26 abr. 2021. Disponível em: mab.org.br/2021/04/26/ nota-sobre-a-denuncia-de-caca-a-atingidos-no-processo-de-reparacao-da-samarco-no-rio-doce/. Acesso em 03 jun. 2021.

Downloads

Publicado

31.07.2021

Como Citar

SILVA, Simone Maria da. “A minha vida vale menos que uma pelota de minério": ser mulher negra e trabalhadora atingida por barragem no sexto ano do crime da Vale-Samarco-BHP. InSURgência: revista de direitos e movimentos sociais, Brasília, v. 7, n. 2, p. 42–54, 2021. DOI: 10.26512/insurgncia.v8i2.39127. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/insurgencia/article/view/39127. Acesso em: 22 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

<< < 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.