De Angicos a Lima: quando Paulo Freire encontra o filho do padeiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/revistainsurgncia.v8i1.40689

Palavras-chave:

pedagogia do oprimido, teatro do oprimido, educação, política.

Resumo

 O texto é uma palestra realizada em uma mesa com o título: “Educação é um ato de amor, por isso um ato de resistência: homenagem ao centenário de Paulo Freire”. Uma história ainda a ser contada: quando Paulo Freire, em seu centenário, encontra Augusto Boal, o filho do padeiro, em seu 90º aniversário, temos a possibilidade de um diálogo no qual amor e coragem se conjugam como luta, ensaio para a revolução das/os oprimidas/os. Atrelados às lutas históricas de nosso tempo, com as cabeças pensando onde os pés pisam, quando pedagogia e teatro do oprimido abrem os caminhos, podemos ver o horizonte da utopia concreta de uma nova sociabilidade, que supere a exploração e as opressões.

Biografia do Autor

Helga Maria Martins de Paula, Universidade Federal de Jataí

Professora Adjunta de Direito Público na Universidade Federal de Jataí (UFJ) e no Programa de Pós-Graduação em Direito Agrário da UFG. Professora convidada no Programa de Pós Graduação em Educação da UFJ. Doutora em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília (UnB). Coordenadora do projeto de pesquisa Pandemia e Agronegócio: expropriações e desigualdades desde o capitalismo dependente periférico brasileiro e também dos projetos de extensão Cursinho Popular Maria Eloá e Promotoras Legais Populares Libertárias Jataí. Pesquisadora dos Grupos de Estudos e Pesquisas Germinal-Sociedade, Cultura e Formação Humana; Eu Quero-Saúde materno-infantil nos 1000 dias; e O Direito Achado na Rua. Colaboradora do Laboratório de estudos marxistas (LEMARX-UESB). Integra o Grupo de Trabalho "Reconfiguração do Capital" da CLASCO. Parecerista das Revistas da Associação Nacional de Pós Graduandas/os (ANPG), Aby Ayala, Revista de Direito Agrário UFG e Insurgência: revista de direitos e movimentos sociais. Foi coordenadora do curso de direito da UFG/Jataí no período de 2012 a 2014. Vice-coordenadora de 2010 a 2012 e de 2018 a 2020. Foi Coordenadora de estágio e do Núcleo de Prática Jurídica no período de 2010 a 2012. É presidente do Núcleo Docente Estruturante do Curso de Direito da UFJ (2020-2022). Representante da Unidade Acadêmica de Ciências Sociais Aplicadas na Câmara de Pesquisa e Pós-Graduação da UFJ. Tem experiência na área de Direito Público, com ênfase em Direitos Humanos, Sociologia Jurídica e Teoria do Direito. Desenvolve pesquisas na área de Teoria Crítica do Direito, Direito e Marxismo, Educação Popular (classe, raça e gênero).

Referências

BOAL, Augusto. Teatro do oprimido e outras poéticas políticas. 6 ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

IASI, Mauro. Aula de Vôo. Disponível em: https://acasadevidro.com/aula-de-voo/ . Acesso em 05 de novembro de 2021.

Downloads

Publicado

31.01.2022

Como Citar

PAULA, H. M. M. de. De Angicos a Lima: quando Paulo Freire encontra o filho do padeiro. InSURgência: revista de direitos e movimentos sociais, Brasília, v. 8, n. 1, p. 573–578, 2022. DOI: 10.26512/revistainsurgncia.v8i1.40689. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/insurgencia/article/view/40689. Acesso em: 17 ago. 2022.