Ideários Estéticos Afro-Atlânticos e Decolonialidade

Um estudo de caso em Jean-Michel Basquiat

Autores

  • Hélio Ricardo Rainho FGV

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i36.31249

Palavras-chave:

Ideários Estéticos; Basquiat; Decolonialidade; Racismo.

Resumo

 Partindo da formulação de um conceito para “ideários estéticos”, este artigo estuda a proposição do artista afro-americano Jean-Michel Basquiat (1960-1988) - expressa, em suas próprias palavras, na estratégia de “atacar o circuito das galerias naquele momento” - de transpor limites politico-territoriais de um campo artístico hegemonicamente branco e inscrever sua arte através de signos estéticos contestadores dos agenciamentos identitários eurocêntricos que conferem apagamento, invisibilidade e primitivismo a legados artísticos afro-atlânticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUDRILLARD, Jean. A Transparência do Mal ”“ Ensaio sobre os fenômenos extremos. Tradução de Estela dos Santos Abreu ”“ 3ª Edição ”“ Campinas: Papirus, 1996.
BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. 1a.ed. São Paulo: EDUSP; Porto Alegre, RS: Zouk, 2007.
COLAÇO, Thais Luzia. Novas Perspectivas para a Antropologia Jurídica na América Latina: o direito e o pensamento decolonial. Florianópolis: Fundação Boiteux, 2012.
EAGLETON, Terry. The Ideology of the Aesthetic. London: Wiley-Blackwell, 1990.
FANON, Frantz. Pele Negra, Máscaras Brancas. Salvador: EDUFBA, 2008.
GILROY, Paul, O Atlântico negro: modernidade e dupla consciência. Tradução de Cid Knipel Moreira. São Paulo: Ed. 34; Rio de Janeiro: Universidade Cândido Mendes, Centro de Estudos Afro-Asiáticos, 2001.
HOBAN, Phoebe. Basquiat: A quick killing in art. New York: Penguin Putnam Inc., 1998.
HOOKS, bel. “Altars of Sacrifice, Re-membering Basquiat” In: Outlaw Culture - Resisting Representations. New York, London: Routledge, 2008.
MAFFESOLLI, Michel. No Fundo das Aparências. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.
MATTOS, Nelma Cristina Silva Barbosa de. Artes visuais, hierarquias e identidades negras. Sernegra: V Semana de Reflexões sobre Negritude, Gênero e Raça. Decolonidade e Antirracismo: Caderno de Resumos. Organizadores: Glauco Vaz Feijó, Pollyana Ribeiro Alves Martins. Brasília: Editora do IFB, 2016.
SAGGESE, Jordana Moore. Reading Basquiat: Exploring Ambivalence in American Art. California: University of California Press, 2014.
TJABBES, Pieter; DEITCH, Jeffrey. Jean-Michel Basquiat: Obras da coleção Mugrabi. Trad. John Norman e Izabel Murat Burbridge. São Paulo: Art Unlimited, 2018.

Downloads

Publicado

2020-07-04

Como Citar

RAINHO, H. R. Ideários Estéticos Afro-Atlânticos e Decolonialidade: Um estudo de caso em Jean-Michel Basquiat. Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 36, 2020. DOI: 10.26512/emtempos.v1i36.31249. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/31249. Acesso em: 7 dez. 2022.