Diretrizes éticas

Em Tempo de Histórias adota parâmetros éticos e de boas práticas editoriais em todos os estágios do fluxo editorial. Constam, a seguir, as expectativas de comportamento ético para editores/as, pareceristas e autores/as.

Editores/as deverão observar os seguintes padrões ´éticos:
- Rejeitar/aceitar artigos baseando-se unicamente na sua importância, originalidade, clareza, relevância e propriedade em relação ao escopo da revista, considerando as avaliações dos/as pareceristas.
- Estabelecer diálogo permanente com os membros dos conselhos Editorial e Consultivo sobre as políticas editoriais, desafios e objetivos, procurando encaminhar esforços para aprimorar a qualidade da revista.
- Garantir que, em todo o fluxo editorial, sejam preservadas as identidades dos/as autores/as e dos/as revisores.
- Estabelecer e publicar, junto com os Conselhos Editorial e Consultivo, diretrizes e normas para as submissões, informando sobre os vários estágios do fluxo editorial.
- Em caso de suspeita de má conduta, seja em submissões no prelo, seja em submissões já publicadas, seguir aos orientações da COPE (Committee on Publication Ethics) e as estipuladas pela Comissão de Integridade na Atividade Científica do CNPq (disponíveis em: http://www.cnpq.br/web/guest/diretrizes), dando aos/as autores/as ampla oportunidade de resposta.

Os/as autores/as que desejarem publicar na revista deverão observar os seguintes parâmetros éticos:
- Assegurar que o manuscrito submetido é de sua autoria, respeitando direitos de propriedade intelectual de terceiros.
- Quando necessário, enviar permissões para uso, reprodução e publicação de gráficos, mapas, diagramas, fotografias, etc.
- Cada autor/a que assina o manuscrito deve ter contribuído significativamente para sua realização.
- Ler na íntegra e seguir as normas da revista na apresentação de manuscritos, disponíveis em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/about/submissions
- Realizar a revisão gramatical do texto, antes da submissão, e adequá-lo aos parâmetros de formatação adotados pelo periódico.
- Garantir que o artigo (na íntegra ou em partes) não foi publicado em nenhum outro lugar, e não está submetido ou foi aceito em nenhum outro periódico.
- Conhecer e aceitar as regras da Creative Commons License Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International (CC BY-NC 4.0)
- Enviar artigos originais, sem plágios ou autoplágios, sem dados fraudulentos, e que não sejam o que se chama de “Menor Parte Publicável”.
- Notificar imediatamente o/a editor/a da revista se identificar erros significativos em sua publicação. Cooperar com o/a editor/a na publicação de erratas, adendos, correções, ou mesmo a retratação do artigo, quando isso for considerado necessário.

Pareceristas deverão se basear nas seguintes diretrizes éticas:
- Atentar para qualquer conflito de interesse no que diz respeito à pesquisa e agências financiadoras do artigo e, se necessário, renunciar à indicação de seu nome para avaliar aquele manuscrito.
- Revisar o manuscrito de forma objetiva e construtiva, evitando comentários hostis ou desrespeitosos, e, na medida do possível, dentro do prazo estipulado.
- Manter a confidencialidade de qualquer informação fornecida pelo/a editor/a ou pelo/a autor/a.
- Não usar as informações obtidas no processo de revisão como benefício para si próprio ou para qualquer outra pessoa ou organização. Não usar tampouco para gerar desvantagem ou desacreditar outras pessoas.
- Alertar o/a editor/a para qualquer conteúdo já publicado ou submetido que seja substancialmente similar ao que está sob sua revisão. Obs.: a revista utiliza o software CopySpider para detecção de plágio.

Procedimentos em caso de conduta antiética: 

- Queixas recebidas pela  revista serão avaliadas e respondidas pelo Editor Chefe e pelo Conselho Editorial. Esses membros são responsáveis pela investigação apropriada dos problemas que surgirem.

- Evidências de má conduta devem ser reunidas, evitando que qualquer alegação se propague para além daqueles que se precisam realmente saber das investigações, enquanto elas estiverem em curso.

- Problemas menores serão resolvidos sem necessidade de consultas mais amplas. Em qualquer evento, o autor ou revisor deve ter oportunidade de responder qualquer acusação.

- O Conselho Editorial é responsável pela investigação de eventuais denúncias contra o Editor Chefe.

- Resultados possíveis da investigação de denúncias (em ordem de severidade, podendo ser aplicados separada ou conjuntamente):

- Informar ou educar o autor ou revisor onde ocorra uma falta de compreensão ou não aplicação de padrões de comportamento aceitáveis.

- Enviar carta alertando sobre a má conduta como um aviso para futuros comportamentos.

- Publicar uma notícia formal detalhando a má conduta.

- Enviar carta formal para o diretor do departamento ou financiador o autor ou revisor.

- Publicar a retratação formal do artigo já publicado.

- Relatar o evento para a organização profissional da categoria ou mais alta autoridade para maiores investigações e ações.