INDIGENISMO E INDIANISMO

UMA PROPOSTA DE ESTUDO COMPARADO ENTRE BRASIL E BOLÍVIA

Autores

  • Poliene Soares dos Santos Bicalho Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i13.20035

Palavras-chave:

Indigenismo. Movimento Indígena. Estado.

Resumo

Este estudo tem por objetivo apresentar algumas considerações acerca da atuação do Movimento Indígena no Brasil e na Bolívia, assim como analisar as relações entre o Indigenismo e o Indianismo nos dois países, observando suas especificidades e variações quanto às posturas adotadas pelo Estado e pela Sociedade Civil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BURKE, Peter. História e Teoria Social. São Paulo: Editora UNESP, 2002.
CAMARGO, Alfredo José Cavalcanti Jordão de. Bolívia ”“ A Criação de um Novo País, a Ascensão do Poder
Político Autóctone das Civilizações pré-Colombianas a Evo Morales. Brasília: Ministério das Relações
Exteriores, 2006.
CARDOSO, Ciro Flamarion. BRIGNOLI, Héctor Perez. Os Métodos da História. Introdução aos problemas,
métodos e técnicas da História demográfica, econômica e social. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1979.
CARDOSO DE OLIVEIRA, Roberto. O Trabalho do Antropólogo. Brasília: Paralelo 15; São Paulo: Editora
UNESP, 2006.
FABVRE, Henri. L’Indigénisme. Paris: Presses Universitaires de France, 1996.
FRANCH, José Alcina (Org). Indigenismo e Indianismo en América. Madrid, Espanha: Alianza Editorial ”“
Alianza Universidad Quinto Centenário, 1990.
HOLANDA, Sérgio Buarque. Raízes do Brasil. 26. ed.. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
HOLANDA, Sérgio Buarque. Visão do Paraíso. São Paulo: Companhia Editora Nacional/Editora da
universidade de São Paulo, 1969.
KOSELLECK, Reinhart. Futuro pasado. Para uma semántica de los tiempos históricos. Barcelona: Paidos, 1993.
KUCINSKI, Bernardo. O Fim da Ditadura Militar. São Paulo: Contexto, 2001.
MANCUSO, Lara. “A Comparação no Estudo da História da América Latina”. In: Projeto História: Revista do
Programa de Estudos Pós-Graduados em História e do Departamento de História. Editora da Pontifícia
Universidade Católica de São Paulo. (31), P. 1-442, dez. 2005. (Américas).
NEVES, Lúcia Maria B. Corcundas e Constitucionais: a Cultura Política da Independência (1820-1822). Rio de
Janeiro: FAPERJ, 2003.
QÜIJANO, Aníbal. “Colonialidade, poder, globalização e democracia”. Novos Rumos. Ano 17, n. 37. São Paulo,
2002.
ROCHA, Maurício Santoro. “A Outra Volta do Bumerangue: Estado, Movimentos Sociais e Recursos Naturais
na Bolívia (1952-2006)”. In: Bolívia: de 1952 ao século XXI. Brasília: Fundação Alexandre de Gusmão; Instituto
de Pesquisa de Relações Internacionais, 2007.
ROCHA. Leandro Mendes. “O Estado, as Fronteiras e os Índios no Brasil: Algumas Considerações”. I Encontro
de Estudos: Questão Indígena. Brasília: Gabinete de Segurança Institucional; Secretaria de Acompanhamento e
Estudos Institucionais, 2003.
VAINFAS, Ronaldo. “Sérgio Buarque de Holanda: historiador das representações mentais”. In: CANDIDO,
Antonio. (Org.) Sérgio Buarque de Holanda e o Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 1998.
VEYNE, Paul Marie. Como se escreve a história e Foucault revoluciona a História. 4. ed. Brasília: Editora da
UNB, 1998.
VERDUM, Ricardo. Etnodesenvolvimento: Nova / Velha utopia do Indigenismo. Brasília: CEPAC/UnB, 2006.
(Tese de Doutorado).

Downloads

Publicado

2011-04-15

Como Citar

BICALHO, P. S. dos S. INDIGENISMO E INDIANISMO: UMA PROPOSTA DE ESTUDO COMPARADO ENTRE BRASIL E BOLÍVIA. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 13, p. 187–200, 2011. DOI: 10.26512/emtempos.v0i13.20035. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/20035. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos