Mulheres Sertanejas

Autores

  • Maria do Espírito Santo Rosa Cavalcante Ribeiro PUC/GO
  • Melina Borges Rosa Cavalcante PUC/GO

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i25.14809

Palavras-chave:

mulheres sertanejas. cotidiano. gênero.

Resumo

O presente trabalho desenvolve uma reflexão sobre o cotidiano das mulheres sertanejas, à luz da perspectiva de gênero. O objetivo é dar visibilidade aos vieses que marcam as histórias de vida dessas mulheres, que se colocam como protagonistas e negociam a realização dos próprios desejos. O artigo trata especificamente das mulheres que viveram no Brasil central (GO) nas décadas de 1960/70, momento histórico que antecede a urbanização da região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AGUIAR, Maria V. A.. Complementariedadede gênero e o papel das mulheres morroquianas para a manutenção da agrobiodiversidade em uma porção do cerrado brasileiro. In: SCOTT, Parry; CORDEIRO; Rosineide e MENEZES, Marilda (Org.). Gênero e Geração em contextos rurais. Ilha de Santa Catarina: Mulheres, 2010.

ALMEIDA, Mariomar; OLIVEIRA, Hersilia M. C.. Relações de gênero e poder no assentamento rural Araraiba da Pedra ”“Cabo de Santo Agostinho ”“Pernambuco. In: SCOTT, Parry; CORDEIRO; Rosineide e MENEZES, Marilda (Org.). Gênero e Geração em Contextos Rurais. Ilha de Santa Catarina: Ed Mulheres, 2010.

BADALOTTI, Rosana M.; RENK, Arlene; WINCKLER, Silvana. Mudanças sócio-culturais nas relações de gênero e inter-geracionais: o caso do campesinato no Oeste Catarinense. In: SCOTT, Parry; CORDEIRO; Rosineide e MENEZES, Marilda (Org.). Gênero e Geração em contextos rurais. Ilha de Santa Catarina: Mulheres, 2010.

CAPEL, Heloisa. A Cozinha como espaço de contra-poder feminino. Fragmentos de Cultura. Goiânia, v. 14, n. 6, p. 1183-1192, jun. 2004.

CAVALCANTE, Maria E.S.R. Gênero e perspectivas da Pesquisa Histórica no Brasil Central. Fragmentos de Cultura. Goiânia, v. 14, n. 6, p. 1021-1025, jun. 2004b.

CAVALCANTE, Melina. Biografia Feminina, Gênero e Envelhecimento: a vida de uma mulher do sertão goiano. São Paulo, 2011. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso). Curso de Psicologia. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

HERNÁNDEZ, Carmem O. Reconhecimento e autonomia: o impacto do Pronaf ”“Mulher para as mulheres agricultoras. In: SCOTT,Parry; CORDEIRO; Rosineide e MENEZES, Marilda (Org.). Gênero e Geração em contextos rurais. Ilha de Santa Catarina: Mulheres, 2010.

HIME, Flavia A. Sexualidade da mulher. In: MEIRELLES, Valéria (Org.). Mulher do século XXI. São Paulo: Roca, 2008.

RIBEIRO,Ana Lúcia. Deméter do cerrado mineiro: envelhecimento e corporeidade em mulheres rurais. In: CORTE, Beltrina; MERCADANTE, Elisabeth F. & GAETA, Irene (Org.). Velhice, envelhecimento, complexidade...São Paulo: Vetor, 2005.

RODRIGUES, Luana M.; TORRES, Iraildes C.. O trabalho das mulheres no sistema produtivo da várzea amazônica. In: SCOTT, Parry; CORDEIRO; Rosineide e MENEZES, Marilda (Org.). Gênero e Geração em contextos rurais. Ilha de Santa Catarina: Mulheres, 2010.

ROMANO, Shirlei F. Mulheres do sertão: Vozes, narrativas e visibilidades.Goiânia, 2010. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso). Curso de História. Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

SALLES, Gilka V. F. A Mulher do Sertão de Goiás. Fragmentos de Cultura. Goiânia, v. 14, n. 6, p. 1035-1048, jun. 2004.

SCOTT, Parry. Gênero e geração em contextos rurais: algumas considerações.In: SCOTT, Parry; CORDEIRO; Rosineide e MENEZES, Marilda (Org.). Gênero e Geração em contextos rurais. Ilha de Santa Catarina: Mulheres, 2010.

Downloads

Publicado

2015-02-23

Como Citar

RIBEIRO, M. do E. S. R. C.; CAVALCANTE, M. B. R. Mulheres Sertanejas. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 25, 2015. DOI: 10.26512/emtempos.v0i25.14809. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/14809. Acesso em: 8 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)