Pelas ruas da cidade

cotidiano e trabalho de mulheres negras em Belém (1888-1900)

Autores

  • David Durval Jesus Vieira Instituto Federal do Pará

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i36.31712

Palavras-chave:

Cotidiano. Trabalho. Mulheres Negras.

Resumo

Este artigo trata do cotidiano e do trabalho de mulheres negras em Belém, entre 1888-1900. Mesmo com a abolição da escravidão, essas mulheres tinham que enfrentar preconceitos relacionados ao racismo e às questões de gênero, os quais se entrelaçavam com o momento de crescimento econômico e remodelação da cidade. Para analisar este quadro, trabalhou-se com o conceito de “quotidiano”, com fontes históricas, especialmente notícias de jornais, e com parte do acervo bibliográfico sobre o período. O estudo apontou formas semelhantes e diferentes de presença e resistência de mulheres negras no cotidiano da cidade.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Fontes

AMA de leite. O Pará, Belém, ano 1, n. 31, p. 4, 13 jan. 1898.

BRAGANÇA. O Pará, Belém, ano 2, n. 399, p. 2, 28 mar. 1899.

CARVALHO, João Marques de. Hortência. Belém: Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves/ Secretaria de Cultura, 1989.

CORRESPONDÊNCIA: Bragança. O Pará, Belém, ano 1, n. 248, p. 2, 27 set. 1898.

D. JOÃO. Folhetim: a noute de hoje. Correio Paraense, Belém, ano 2, n. 338, p. 1, 23 jun. 1893.

ECHOS e noticias. Folha do Norte, Belém, ano 1, n. 288, p. 2, 14 out. 1896.

E A BARBARA Raymunda, conhecem?... O Pará, Belém, ano 1, n. 15, p. 2, 27 dez. 1897.

HONTEM, ás 7 ½ horas da noite... O Pará, Belém, ano 1, n. 183, p. 2, 10 jul. 1898.

HONTEM, ás 11 ½ horas da noite... O Pará, Belém, ano 2, n. 442, p. 1, 25 mai. 1899.

MARIA Francisca do Nascimento... O Pará, Belém, ano 1, n. 294, p. 2, 23 nov. 1898.

NOTAS diversas. O Pará, Belém, ano 2, n. 490, p. 2, 22 jul. 1899.

TERTULIANA Maria da Conceição... O Pará, Belém, ano 2, n. 368, p. 3, 18 fev. 1899.

ZÉ POVINHO. Typos Populares: a tia Chica. Folha do Norte, Belém, ano 2, n. 452, p. 1, 28 mar. 1897.

Bibliografia

BEZERRA NETO, José Maia. Histórias urbanas de liberdade: escravos em fuga na cidade de Belém. Afro-Ásia, Salvador, n. 28, p. 221-250, 2002.

BEZERRA NETO, José Maia. Mercado, conflitos e controle social. Aspectos da escravidão urbana em Belém (1860-1888). História & Perspectivas, Uberlândia, n. 41, p. 267-298, jul./dez. 2009.

CANCELA, Cristina Donza. Casamento e família em uma capital amazônica (Belém ”“ 1870-1920). Belém: Açaí, 2011.

CASTRO, Celso. A Proclamação da República. Rio de Janeiro: Zahar, 2000.

CHALHOUB, Sidney. Trabalho, lar e botequim: o cotidiano dos trabalhadores no Rio de Janeiro da belle époque. Campinas: Editora da Unicamp, 2012.

COSTA, Emilia Viotti. A abolição. São Paulo: Editora UNESP, 2008.

CRUZ, Ernesto. História de Belém. Belém: Universidade Federal do Pará, 1973. v. 2.

DAVIS, Angela. Mulheres, raça e classe. São Paulo: Boitempo, 2016.

DIAS, Maria Odila Leite da Silva. Quotidiano e poder em São Paulo no século XIX. São Paulo: Brasiliense, 1995.

ESTANISLAU, Lídia Avelar. Feminino plural: negras do Brasil. In: FONSECA, Maria Nazareth Soares (Org.). Brasil afro-brasileiro. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2015.

HOBSBAWM, Eric. A era dos impérios, 1875-1914. São Paulo: Paz e Terra, 2009.

LAURINDO JUNIOR, Luiz Carlos. A cidade de Camilo: escravidão urbana em Belém do Grão-Pará (1871-1888). Dissertação (Mestrado) ”“ Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia, Belém, 2012.

MOREIRA, Eidorfe. O primeiro romance belenense. In: CARVALHO, João Marques de. Hortência. Belém: Fundação Cultural do Pará Tancredo Neves/ Secretaria de Cultura, 1989.

PAIXÃO, Marcelo; GOMES, Flavio. Histórias das diferenças e das desigualdades revisitadas: notas sobre gênero, escravidão, raça e pós-emancipação. In: XAVIER, Gioavana; et al. (Orgs.). Mulheres negras no Brasil escravista e do pós-emancipação. São Paulo: Selo Negro, 2012.

PARÁ. Biblioteca Publica. Jornais Paraoaras: catálogo. Belém: Secretaria de Estado de Cultura, Desportos e Turismo, 1985.

PENTEADO, Antonio Rocha. Belém do Pará ”“ Estudo de Geografia Urbana. Belém: Universidade Federal do Pará, 1968. v. 1.

SALLES, Vicente; SALLES, Marena Isdebski. Carimbó: trabalho e lazer do caboclo. Revista Brasileira de Folclore, Rio de Janeiro, v. 9, n. 25, p. 257-282, set./dez. 1969.

SALLES, Vicente. O negro na formação da sociedade paraense. Belém: Paka-Tatu, 2004.

SANTOS, Lorene dos. Ensino de História e a Lei 10.639/03: diálogos entre campos de conhecimento, diretrizes curriculares e os desafios da prática. Cadernos de História, Belo Horizonte, v.12, n. 17, p. 59-92, 2º sem. 2011.

SANTOS, Roberto Araújo de Oliveira. História Econômica da Amazônia: 1800-1920. São Paulo: T. A. Queiroz, 1980.

SARGES, Maria de Nazaré. A “Galícia” paraense: a imigração espanhola em Belém (1890-1910). In: ALONSO, José Luis Ruiz-Penado; CHAMBOULEYRON, Rafael. T(r)ópicos de História: gente, espaço e tempo na Amazônia (séculos XVII a XXI). Belém: Açaí, 2010.

SARGES, Maria de Nazaré. Belém: riquezas produzindo a Belle-Époque (1870-1910). Belém: Paka-Tatu, 2000.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil ”“ 1870-1930. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SEVCENKO, Nicolau. Literatura como missão: tensões sociais e criação cultural na Primeira República. São Paulo: Brasiliense, 1983.

SOIHET, Rachel. Mulheres pobres e violência no Brasil urbano. In: PINSKY, Carla Bassanesi (Coord.); PRIORE, Mary Del (Org.). História das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2010.

WEINSTEIN, Barbara. A borracha na Amazônia: expansão e decadência, 1850-1920. São Paulo: HUCITEC: Editora da Universidade de São Paulo, 1993.

WISSEMBACH, Maria Cristina Cortez. Da escravidão à liberdade: dimensões de uma privacidade possível. In: NOVAIS, Fernando A. (Coord.); SEVCENKO, Nicolau (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1998, v.3.

Downloads

Publicado

2020-07-04

Como Citar

JESUS VIEIRA, D. D. Pelas ruas da cidade: cotidiano e trabalho de mulheres negras em Belém (1888-1900). Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 36, 2020. DOI: 10.26512/emtempos.v1i36.31712. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/31712. Acesso em: 7 dez. 2022.