Adam Smith e a sociedade comercial

Autores

  • Pedro Henrique Soares Santos Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i26.14800

Palavras-chave:

Economia política. Filosofia moral. Sociedade comercial.

Resumo

O presente artigo aponta as correlações entre os trabalhos de filosofia moral e de economia política de Adam Smith, intentando expor a coerência do pensamento deste filósofo. O quadro que emerge é de uma defesa das virtudes advindas de uma sociedade comercial e as soluções e remédios para seus possíveis desvios e vícios.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

FITZGIBBONS, Athol. Adam Smith’s system of liberty, wealth, and virtue.NovaYork: Oxford University Press, 1995.

FULTON, Robert Brank. Adam Smith speaks to our times.Boston: The Christopher Publishing House, 1963.

GRISWOLD JR., Charles. Adam Smith and the virtues of Enlinghtenment. NovaYork: Cambridge University Press, 1999.

HANLEY, Ryan Patrick. Adam Smith and the character of virtue. Cambridge: Cambridge University Press, 2009.

HIMMELFARB, Gertrude. Os caminhos para a Modernidade: os iluminismos britânico, francês e americano.São Paulo: Realizações Editora, 2011.

MULLER, Jerry Z. Adam Smith in his time and ours. New Jersey: Princenton University Press, 1995.

POCOCK, J. G. A. Linguagens do ideário político. São Paulo: Edusp, 2003.

SMITH, Adam. A riqueza das nações,vol. II. SãoPaulo: Nova Cultural, 1983.

SMITH, Adam. Teoria dos sentimentos morais. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

STEWART, Dugald. “Biografia crítica” In SMITH, Adam.Teoria dos sentimentos morais. São Paulo: Martins Fontes, 2002, pp. XI-LXXXII.

Downloads

Publicado

2015-08-19

Como Citar

SANTOS, P. H. S. Adam Smith e a sociedade comercial. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 26, 2015. DOI: 10.26512/emtempos.v0i26.14800. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/14800. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê