Quem deve contribuir com o imposto de sangue?

Discussões parlamentares sobre o recrutamento no I Reinado

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i39.39130

Palavras-chave:

Recrutamento. Cidadão. I Reinado.

Resumo

Este artigo analisa os projetos políticos em disputa acerca do recrutamento para o Exército imperial durante o I Reinado. Para tanto, examina os Anais da Câmara dos Deputados e normativas referentes às forças terrestres para compreender as diferentes propostas apresentadas pela elite política imperial e o que representavam no momento de afirmação do Estado independente e constitucional. Conclui que as propostas debatidas demonstravam a preocupação da elite política em adaptar as práticas de recrutamento para o contexto constitucional, em formar um corpo combatente constituído exclusivamente por cidadãos, rechaçando o serviço de africanos libertos, e em distribuir o fardo do “imposto de sangue” sobre os cidadãos considerados menos úteis da sociedade imperial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BRASIL. Anais da Câmara dos Deputados, 1826, tomos III e IV.

BRASIL. Coleção de Leis do Império do Brasil, 1823. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/legislacao/colecao-anual-de-leis

BRASIL. Constituição de 1824. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao24.htm

GRINBERG, Keila. O fiador dos brasileiros. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro Passado. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

KRAAY, Hendrik. Política Racial, Estado e Forças Armadas na época da Independência: Bahia, 1790-1850. São Paulo: Hucitec editora, 2011.

MATTOS, H. A Escravidão Moderna nos Quadros do Império Português: o Antigo Regime em perspectiva atlântica. In: FRAGOSO, João Luís; BICALHO, Maria Fernanda; GOUVÊA, Maria de Fátima (Orgs.). O Antigo Regime nos Trópicos. A Dinâmica Imperial Portuguesa (séculos XVI-XVIII). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001, v. 1, p. 141-162.

PEREIRA, Vantuil. Ao Soberano Congresso. São Paulo: Alameda, 2010.

POCOCK, John. Linguagens do ideário político. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2013.

SILVA, Luiz Geraldo. Gênese das milícias de pardos e pretos na América Portuguesa: Pernambuco e Minas Gerais, séculos XVII e XVIII. Revista de História, São Paulo, nº 169, p. 118. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rh/n169/0034-8309-rh-169-00111.pdf>.

SOUZA, Adriana Barreto de. O exército na consolidação do Império: um estudo histórico sobre a política militar conservadora. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 1999.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

SANTOS, P. H. S. Quem deve contribuir com o imposto de sangue? Discussões parlamentares sobre o recrutamento no I Reinado. Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 39, 2021. DOI: 10.26512/emtempos.v1i39.39130. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/39130. Acesso em: 30 nov. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)