Resenha da tradução para língua inglesa de Mulheres de Cinzas (2015), de Mia Couto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v12.n1.2023.48520

Palavras-chave:

Estudos da Tradução. Tradução Literária. Paratextos. Tradutor. Estudos Descritivos da Tradução.

Resumo

Resenha da tradução do romance Mulheres de Cinzas, de Mia Couto, para a língua inglesa, Women of Ashes, traduzida por David Brookshaw. O livro em português foi publicado pela editora Caminho, em 2015. Sua versão em inglês foi publicada pela editora Picador, em 2018. Esta resenha analisa elementos textuais e paratextuais do texto-fonte, bem como do texto-alvo. Além disso, observamos quais estratégias tradutórias foram adotadas diante de trechos potencialmente difíceis de traduzir para o idioma inglês.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Carneiro, T. D. (2015). Proposta de parâmetros para análise de paratextos de livros traduzidos. Tradução em Revista, 2 (19), 113-127. https://www.maxwell.vrac.pucrio.br/25577/25577.PDF

Couto, M. (2015). Mulheres de Cinzas. Caminho.

Couto, M. (2018). Women of Ashes. (D. Brookshaw, Trad.). Picador. (Trabalho original publicado em 2015).

Venuti, L. (2019). Escândalos da Tradução: Por uma ética da diferença. (L. M. Villela, M.D. Esqueda & V. Biondo, Trad.). Editora Unesp. (Trabalho original publicado em 1998).

Downloads

Publicado

02-11-2023

Como Citar

SILVA DE SOUZA SABOIA, Samira. Resenha da tradução para língua inglesa de Mulheres de Cinzas (2015), de Mia Couto. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 12, n. 1, p. 01–13, 2023. DOI: 10.26512/belasinfieis.v12.n1.2023.48520. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/48520. Acesso em: 12 jun. 2024.

Edição

Seção

Resenhas de Tradução

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.