O conceito bermaniano de “estrangeiro” sob o prisma da tradução pós-colonial

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v9.n1.2020.28143

Palavras-chave:

Antoine Berman. Pós-colonialismo. Teorias pós-modernas. Vernaculização literária. Ética da tradução.

Resumo

O conceito bermaniano de “a prova do estrangeiro” é particularmente capaz de elucidar e explicar a prática tradutória pós-colonial. A escrita literária em línguas europeias na África é caracterizada pela vernaculização e pela diglossia literária como estratégia de escrita em um contexto de comunicação intercultural. O emprego de línguas coloniais suscita questões de identidade e de ideologia, assim como o problema das relações de poder entre o centro e a periferia. A estratégia de desterritorialização e de reterritorialização, frequentemente utilizada por escritores pós-coloniais para tentar se reapropriar da língua colonial e reivindicar seu espaço próprio, é um exemplo do que Berman chama de “a escrita-de-tradução”. Esse estilo de escrita tem fundamentos ideológicos e socioculturais e coloca questões importantes relativas às escolhas tradutórias, questões às quais apenas se pode esperar responder por meio de uma ética séria e global da tradução. As teorias pós-modernas podem contribuir para a definição de um quadro ético da tradução que permite se distanciar da dicotomia presente na base de grande parte das teorias em tradutologia e que opõe a tradução estrangeirizadora à tradução domesticadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paul Bandia, Concordia University

Doutor em Linguística e Mestre em Tradução pela Université de Montréal, Canadá. Graduado em Lettres modernes bilingues, Paris/Yaoundé, Camarões. É professor titular na Concordia University, Canadá. Montréal, Québec, Canadá.

Andressa Franco Oliveira, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Mestranda em Estudos Linguísticos pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Bacharel em Letras com habilitação em Tradução (2017) pela mesma instituição.

Maria Angélica Deângeli, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutora em Letras (2010) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Mestre em Didactologie des Langues et Cultures (1995) pela Université de La Sorbonne Nouvelle Paris III, França. Realizou maîtrise de Français Langue Étrangère (1994) e Certificat Didactique Français Langue Étrangère (1992) pela mesma instituição. Bacharel em Letras com Habilitação de Tradutor (1990) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. É professora assistente na Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil.

 

Referências

BERMAN, Antoine. L’Épreuve de l’étranger. Paris: Gallimard, 1984. (Essais).

BERMAN, Antoine. Les tours de Babel: essais sur la traduction. Mauvezin: Trans-europ repress, 1985.

BERMAN, Antoine. Pour une critique des traductions: John Donne. Paris: Gallimard, 1995.

BHABHA, Homi K. The Location of Culture. London: Routledge, 1994.

DERRIDA, Jacques. L'écriture et la différence. Paris: Seuil, 1967.

DERRIDA, Jacques. Positions. Paris: Minuit, 1972.

LECERCLE, Jean-Jacques. The Violence of Language. London: Routledge, 1990.

LEWIS, Philip E. The Measure of Translation Effects. In: VENUTI, Lawrence. The Translation Studies Reader. London: Routledge, 1985. p. 264-283.

MEHREZ, Samia. Translation and the Postcolonial Expérience. In: VENUTI, Lawrence. Rethinking Translation. London: Routledge, 1992. p. 120-138.

OKARA, Gabriel. The Voice. London: Heinemann, 1964.

OKARA, Gabriel. La voix. Tradução: J. Sevry. Paris: Hatier, 1985.

TINE, Alioune. La diglossie linguistique et la diglossie littéraire et leurs effets dans la pratique esthétique d’Ousmane Sembène. In: TINE, Alioune. Littérature et cinéma em Afrique francofone: Ousmane Sembène et Assia Djebar. Paris: L’Harmattan, 1995. p. 82-97.

VENUTI, Lawrence. The Translator’s Invisibility: A History of Translation. London: Routledge, 1995.

VENUTI, Lawrence. The Scandals of Translation: Towards an Ethics of Difference. London: Routledge, 1998.

VENUTI, Lawrence. The Translation Studies Reader. London: Routledge, 2000.

Downloads

Publicado

24-01-2020

Como Citar

BANDIA, Paul; FRANCO OLIVEIRA, Andressa; DEÂNGELI, Maria Angélica. O conceito bermaniano de “estrangeiro” sob o prisma da tradução pós-colonial. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 9, n. 1, p. 205–221, 2020. DOI: 10.26512/belasinfieis.v9.n1.2020.28143. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/28143. Acesso em: 24 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos Traduzidos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.