Pontes conceituais: uma sequência didática para o Eletromagnetismo no Ensino Médio como proposta de introdução à Física Moderna

Autores

  • Marcello Ferreira Universidade de Brasília - UnB
  • Olavo Leopoldino da Silva Filho Universidade de Brasília http://orcid.org/0000-0001-8078-3065
  • Israel Marinho Araújo Universidade de Brasília - UnB
  • Margarida Irene da Rocha de Meneses Universidade de Brasília - UnB
  • Helena Célia de Souza Sacerdote Universidade de Brasília - UnB

DOI:

https://doi.org/10.26512/rpf.v3i3.28862

Palavras-chave:

Campos conceituais. Eletromagnetismo. Física Moderna.

Resumo

São encontradas, notadamente na área de Pesquisa em Ensino de Física, investigações acerca das possibilidades e das dificuldades de inclusão dos tópicos de física do século XX (em diante) no Ensino Médio brasileiro. Essas investigações se dão, no entanto, em ritmo cadenciado, mormente defendendo sua necessidade e, às vezes, propondo abordagens pontuais. Entretanto, o que a literatura também indica é que parece distante termos a física Moderna e Contemporânea (FMC) como parte significativa dos programas e currículos escolares. O presente texto intenta discutir bases teóricas de aprendizagens por meio da Teoria dos Campos Conceituais de Vergnaud, com o intuito de defender de maneira sistêmica a possibilidade de que os elementos histórico-filosóficos da ciência (e da física) possam deixar de figurar como contextualizadores, complementos ou adereços, para assumir uma posição de matriz estruturante de um plano de curso ou currículo, capaz de dar significado aos campos mais avançados da física. Como exemplo disso, descrevemos um produto educacional experimental (sequência didática) destinado à aplicação no Ensino Básico, com vistas a dar significado ao Eletromagnetismo pela compreensão das Equações de Maxwell por um viés histórico-fenomenológico. O presente trabalho constatou, após a aplicação da sequência didática, que um dos maiores problemas em abordar a FMC é a falta de construção de uma narrativa única, que respeite os conflitos metafísicos, ontológicos e epistemológicos desse saber. Critica-se, assim, o currículo tradicional por, em geral, segmentar os ramos da física e, assim, dificultar estruturalmente qualquer tentativa pedagógica de temas que só foram desenvolvidos originalmente pela unificação ou superação de uma visão de mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Olavo Leopoldino da Silva Filho, Universidade de Brasília

imagem2.jpg INSTITUTO DE FÍSICA, UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA.

  • Formação: Dr. em Física, Mestre em Física, Mestre em Filosofia, Bacharel em Física, Matemática, Ciências da Computação e Filosofia.
  • Interesses: História da Física, Filosofia da Física, Ensino de física, Fundamentos de Mecânica Quântica.
  • Atuação Profissional: Professor Associado do Instituto de Física da Universidade de Brasília - UnB
  • Membro efetivo do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF), Pólo 01
  • Coordenador de Licenciatura em Física - Instituto de Física, Universidade de Brasília - Universidade Aberta do Brasil (UAB)

Referências

FORATO, T. C. de M. A natureza da ciência como saber escolar: um estudo de caso a partir da história da luz. 2009. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

HIGA, I.; OLIVEIRA, O. B.. A experimentação nas pesquisas sobre o ensino de Física: fundamentos epistemológicos e pedagógicos. Educar em Revista, n. 44, p. 75-92, 2012.

MOREIRA, M. A. A teoria dos campos conceituais de Vergnaud, o ensino de ciências e a pesquisa nesta área. Investigações em ensino de ciências. Porto Alegre. Vol. 7, n. 1 (jan./mar. 2002), p. 7-29, 2002.

OSTERMANN, F.; MOREIRA, M. Antonio. Uma revisão bibliográfica sobre a área de pesquisa Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio. Investigações em ensino de ciências, v. 5, n. 1, p. 23-48, 2016.

______. et al. Fundamentos da física quântica à luz de um interferômetro virtual de Mach-Zehnder. Revista electrónica de enseñanza de las ciencias. Ourense. Vol. 8, no. 3 (2009), p. 1094-1116, 2009.

POLITO, A. M. M. A construção da estrutura conceitual da física clássica. São Paulo: editora livraria da física, 2016.

TERRAZAN, E. A. A inserção da Física moderna e contemporânea no Ensino da Física na Escola de Segundo Grau. Atas da V Reunião Latino Americana de Educação em Física, 1992.

VERGNAUD, G. La teoría de los campos conceptuales. Recherches en didactique des mathématiques, v. 10, n. 2, p. 3, 1990.

Downloads

Publicado

2019-12-23

Como Citar

FERREIRA, Marcello; SILVA FILHO, Olavo Leopoldino da; ARAÚJO, Israel Marinho; ROCHA DE MENESES, Margarida Irene da; SACERDOTE, Helena Célia de Souza. Pontes conceituais: uma sequência didática para o Eletromagnetismo no Ensino Médio como proposta de introdução à Física Moderna. Revista do Professor de Física, [S. l.], v. 3, n. 3, p. 119–137, 2019. DOI: 10.26512/rpf.v3i3.28862. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/rpf/article/view/28862. Acesso em: 25 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>