A civilização chega à selva

O domínio da natureza e o desejo do “Brasil Grande” no regime civil-militar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i38.37071

Palavras-chave:

Natureza. Regime civil-militar. O Cruzeiro. Manchete.

Resumo

Neste texto analiso como o regime civil-militar procurou objetivar a natureza, dominando-a e integrando-a ao projeto modernizante e tecnocrático que desejaram implantar no Brasil a partir do golpe de 1964. As revistas de grande circulação nacional – sobretudo as que lançavam mão da técnica do fotojornalismo, O Cruzeiro e Manchete – compõem o corpus documental da pesquisa, que se fundamenta tanto na análise das fotografias quanto nos discursos veiculados nos textos das fotorreportagens. Indo além, busquei perceber como essa concepção almejou atingir amplamente a população brasileira, imprimindo nela novas formas de identificação, condizentes com o país em formação, isto é, o “Brasil Grande”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

A ERA das superestradas. O Cruzeiro, 20 jan. 1970, n. 4, p. 130-135.

À GERAÇÃO 2000. O Cruzeiro, 10 jan. 1972, n. 2, pp. 12-13.

A MARCHA do dilúvio. O Cruzeiro, 07 jul. 1971, n. 27, p. 14-17.

ACRE: explosão de progresso. O Cruzeiro, 03 jan. 1973, n. 1, p. 118-119.

ANDRADE, Ana Maria; CARDOSO, José Leandro. Aconteceu, virou Manchete. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 21, n.41, p.243-264, 2001.

ANDREAZZA: “A Transamazônica é uma trincheira contra as ambições estrangeiras”. Manchete. Rio de Janeiro: n. 1223, 27 set. 1975, p. 4-11.

ARAÚJO CASTRO, J. A. de. O congelamento do poder mundial. Revista Brasileira de Estudos Políticos. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, n. 33, 1972, p. 18-19.

ASFALTO na Belém-Brasília. O Cruzeiro, 14 jul. 1971, n. 28, p. 122-125.

BAITZ, Rafael. Um continente em foco: a imagem fotográfica da América Latina nas revistas semanais brasileiras (1954-1964). Série Teses. São Paulo: Humanitas / FFLCH/USP, 2003.

CIDADE Vera: a civilização chega à selva. O Cruzeiro, set. 1972, p. 240-242.

COLONOS na Transamazônica: bandeirantes da esperança. O Cruzeiro, 03 jan.1973, n. 1, p. 84-89

COMO corre o São Francisco. Manchete, n. 909, 20 set. 1969, pp. 94-107.

CUNHA, Luís Henrique; COELHO, Maria Célia Nunes. Política e Gestão Ambiental. In: CUNHA, Sandra Baptista; GUERRA, Antônio José (Orgs.). A questão ambiental: diferentes abordagens. 2ª edição. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2005. p. 43-79.

FICO, Carlos. Reinventando o Otimismo: ditadura, propaganda e imaginário social no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1997.

HORA Decisiva. O Cruzeiro, 08 set. 1971, n. 36, p. 130.

LONDRES, 1952: 4000 mortos em um dia de poluição. Realidade. Ano X, n. 115, outubro de 1975, pp. 30-34.

MARANHÃO: a estrada e o progresso. O Cruzeiro. 25 abr. 1973, n. 17, p. 120-123.

O NINHO ecológico de Krajcberg. Manchete, 17 mai 1980, n. 1465, p. 134.

O PARAÍSO perdido do Brasil. Manchete, 22 ago 1981, n. 1531, p. 34-38 e 41.

O PROJETO Radam. O Cruzeiro, set. 1972, p. 68.

OPERAÇÃO Oswaldo Cruz montou as bases para a Transamazônica. O Cruzeiro, 08 set. 1971, n. 36, p. 116-119.

ORTIZ, Renato. A moderna tradição brasileira. 5ª edição. São Paulo: Brasiliense, 2001.

OS CAMINHOS da Transamazônica. O Cruzeiro, 02 ago. 1972, n. 31, pp. 16-18.

POLUIÇÃO. O Cruzeiro, 03 nov 1971, n. 44, p. 130.

POLUIÇÃO: perigo ou não? O Cruzeiro, 20 jan 1970, n. 4, p. 114-117.

PROJETO Rio Formoso: uma revolução na agricultura. Manchete, 05 jul. 1980, 1472, p. 108-111

SAMAÚMA: o barco da esperança para a Amazônia. Manchete, 17 mar. 1979, n. 1404, p. 132-134.

SANTOS, Laymert Garcia dos. Politizar as novas tecnologias: o impacto sócio-técnico da informação digital e genética. São Paulo: 34, 2003.

SOUZA, Laura de Mello. O diabo e a Terra de Santa Cruz: feitiçaria e religiosidade popular no Brasil colonial. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

TONELADAS de pó. Veja, 4 jul. 1973. p. 50.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

MARRA, J. R. A civilização chega à selva: O domínio da natureza e o desejo do “Brasil Grande” no regime civil-militar. Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 38, 2021. DOI: 10.26512/emtempos.v1i38.37071. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/37071. Acesso em: 3 fev. 2023.