Preocupações ambientais?

A Argentina e suas ações no contexto do projeto hidro energético de Itaipu entre o Brasil e o Paraguai (1966-1979)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i38.37048

Palavras-chave:

Diplomacia. Ditaduras militares. Bacia do Prata.

Resumo

O presente artigo trata das relações entre o Brasil, o Paraguai e a Argentina nas décadas de 1960 e 1970 em um contexto que os três países eram governados por ditaduras militares. O projeto hidro energético no Rio Paraná envolvendo o Brasil e a Argentina era visto como uma ameaça pelo Estado argentino por estar a jusante de ambos e depender do referido rio. Como consequência os argentinos utilizaram argumentos ambientais para inibir o projeto de seus vizinhos. O resultado foi um considerável período de crise política entre o Brasil e a Argentina durante a década de 1970. O objetivo do presente artigo é analisar como a questão ambiental foi explorada pelos argentinos no cenário geopolítico da época. A metodologia de pesquisa envolve a análise e interpretação de documentos diplomáticos e periódicos da época. Conclui-se que as questões internas tiveram impacto na política externa da Bacia do Prata.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AMARAL E SILVA, Ronaldo Alexandre do. Brasil-Paraguai: Marcos da política pragmática na reaproximação bilateral, 1954-1973. Um estudo obre o papel de Stroessner e a importância de Itaipu. Dissertação (mestrado em Relações Internacionais). Brasília. IREL/UNB, 2006.

CAUBET, Christian Guy. As grandes manobras de Itaipu: energia, diplomacia e direito na Bacia do Prata. São Paulo- Christian Guy Caubet. Academia, 1989.

DORATIOTO, Francisco. O Brasil no Rio da Prata (1822-1994), 2 ed. Brasília: FUNAG, 2014.

ESPÓSITO NETO, Tomaz. Itaipu e as relações brasleiro-paraguaias de 1962 a 1979: fronteira, energia e poder. São Paulo. Tese de doutorado pela PUC, 2012.

LLAVER, Maria del Carmem . El Problema del aprovechamento hidroelétrico del Alto Paraná. RARI, V, nº15, 1979, p.27

LIMA, Maria Regina Soares de. The Political Economy of Brazilian Foreign Policy. Brasília: IPRI-FUNAG, 2013.

MELO, Luciano Morais. O Paraguai e o processo de aproveitamento dos potenciais hidrelétricos dos rios da Bacia do Prata nos anos 1960 e 1970. Dissertação (mestrado em História). Dourados: UFGD, 2011.

MELLO, Leonel Itaussu Almeida. Argentina e Brasil: a balança de poder no Cone Sul- São Paulo: ANNABLUME, 1996.

PEREIRA, Osny Duarte. Itaipu: prós e contras. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

RICUPERO, Rubens. “O Brasil no mundo”. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz (org.) História do Brasil Nação: 1808-2010. Rio de Janeiro: Objetiva/MAPFRE, v. 1, COSTA E SILVA, Alberto (org). “Crise colonial e independência (1808-1830)”, 2011.

ROSA, J. Eliseo. Economics, Politics and Hydroeletric Power: The Parana River

Basin. Latin American Research Review, vol. XVIII, nº 3, p. 77-107, 1983.

SPEKTOR, Matias. O Brasil e a Argentina entre a cordialidade oficial e o projeto de integração: a política externa do governo Ernesto Geisel (1974-1979), Revista Brasileira de Política Internacional [online]. 2002, vol.45, n.1, pp.117-145.

YAHN FILHO, Armando Gallo, Conflito e cooperação na Bacia do Prata em relação aos cursos d’água internacionais. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) São Paulo: PUCSP, 2005

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

BARROS, L. E. P. Preocupações ambientais? A Argentina e suas ações no contexto do projeto hidro energético de Itaipu entre o Brasil e o Paraguai (1966-1979). Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 38, 2021. DOI: 10.26512/emtempos.v1i38.37048. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/37048. Acesso em: 3 fev. 2023.