Memórias de uma folia real

arte e vida do saltimbanco Pára-Raios

Autores

  • Ivany Neiva

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i08.20121

Palavras-chave:

História cultural. Memória. Arte. Teatro de rua. Ary Pára-Raios.

Resumo

A partir dos depoimentos de sete amigos, registram-se fragmentos da trajetória do ator, diretor de teatro, jornalista e ambientalista3 Ary Pára-Raios no cenário artístico e cultural do Distrito Federal, nos últimos trinta anos. O mote é o espetáculo Folia Real, em cena nas ruas de Brasília a partir de 2002, e que nos remete a discussões correntes na História Cultural, privilegiando como conduta de pesquisa a história oral. As descobertas e os contatos feitos durante o trabalho reafirmaram o interesse e a viabilidade de ampliar essa rede de memória, dando continuidade à pesquisa e ampliando seu objeto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivany Neiva

Socióloga e fotógrafa. Professora do Curso de Comunicação Social da Universidade Católica de Brasília, participa do Núcleo de Estudos e Pesquisas da Imagem e do Núcleo de Fotografia Captura. Cursa o Doutorado em História Cultural da Universidade de Brasília. É amiga de Ary Pára-Raios desde os anos setenta.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. São Paulo: Edusp, 1993.

BENJAMIN, Walter. O Conceito de História. In: Magia e Técnica, arte e política ”“ ensaios sobre literatura e história da cultura. Obras Escolhidas, vol.I. São Paulo: Brasiliense, 1996.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: DIFEL, 1988.

CORRÊA, Roberto e SAENGER, Juliana. Sertão Ponteado ”“ memórias musicais do Entorno do DF. Brasília: ViolaCorrea, 1998.

Correio Braziliense. Saltimbanco Pára-Raios. Brasília, 13.02.2003.

FALCÃO, M.C. e NETTO, J.P. Cotidiano: conhecimento e crítica. São Paulo: Cortez, 1982.

GINZBURG, Carlos. O queijo e os vermes. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

HELLER, Agnes. O cotidiano e a história. São Paulo: Paz e terra, 1989.

HILÁRIO, Rodrigo. Folias brasileiras. Correio Braziliense, janeiro 2003.

HILÁRIO, Rodrigo. O palco é na rua. Correio Braziliense, Brasília. 05.05.2001.

MAFFESOLI, Michel. A Lógica da Dominação. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

MAFFESOLI, Michel. Notas sobre a pós-modernidade ”“ o lugar faz o elo. Rio de Janeiro: Atlântida, 2004.

MAFFESOLI, Michel. O tempo das tribos ”“ o declínio do individualismo nas sociedades de massa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

MARCONDES FILHO, Ciro (coord.). Pensar ”“ pulsar: cultura comunicacional, tecnologias, velocidade. São Paulo: USP /ECA /NTC, 1996.

MELLO, Thereza Negrão. Se esta quadra fosse minha. In: MEDINA, Cremilda (org.). Narrativas a céu aberto: modos de ver e viver Brasília. Brasília: Editora UnB, 1998.

NEIVA, Ivany C.. Esquecer nosso passado é que eu nunca consegui: lembrando Ary Pára-Raios. In: Labirinto. Revista Eletrônica do Centro de Estudos do Imaginário. Universidade Federal de Rondônia. Ano III nº 5. jan.-dez. 2003.

NEIVA, Ivany Câmara, TORRES, Cristina e LACERDA, Nara. Festa, trabalho e pão: o meio ambiente no meio da rua. VII Encontro Nacional de História Oral. Anpuh, UFG, UCG. Goiânia, maio de 2004.

NEIVA, Ivany Câmara, TORRES, Cristina e LACERDA, Nara. Trilhas de educação ambiental: cirandas e redes no Distrito Federal. In: II Congresso Mundial de Educação Ambiental/ 2Weec. Rio de Janeiro, Fiocruz: setembro de 2004.

OLIVEIRA, Maíra. Entrevista ao Correio Braziliense, 29.01.2003. 29 HILÁRIO, Rodrigo. Folias brasileiras. Correio Braziliense, Brasília. janeiro 2003.

PANIAGO, Paulo. Guerrilheiros rumo ao Sul. Correio Braziliense, Brasília. 10.01.1998.

PANIAGO, Paulo. Guerrilheiros rumo ao Sul. Correio Braziliense,Brasília.10.01.1998.

PÁRA-RAIOS, Ary. Curupira ”“ diálogo entre Estive e Curupira. Canção da peça Os Sete Trabalhos de Estive. Brasília, 1979.

PÁRA-RAIOS, Ary. O Bicho Homem e Outros Bichos ”“ roteiro de teatro. Encarte. Brasília: Sociedade Cultural Esquadrão da Vida, 1999.

ROUANET, Sérgio Paulo. “É a cidade que habita os homens ou são eles que moram nela?”. Revista USP; n 15. Dossiê Walter Benjamin. São Paulo, set/out./nov. 1992.

SAN MIGUEL, Petro L. Visiones híbridas del Caribe: entre la mirada imperial y las resistencias de los subalternos. In:Revista Brasileira do Caribe. Vol.I nº. 2 pg. 61. Goiânia / Brasília, CECAB, 2000.

SANTOS, Milton. A natureza do espaço ”“ técnica e tempo, razão e emoção. São Paulo: Hucitec, 1999.

Downloads

Publicado

2011-02-07

Como Citar

NEIVA, I. Memórias de uma folia real: arte e vida do saltimbanco Pára-Raios. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 08, 2011. DOI: 10.26512/emtempos.v0i08.20121. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/20121. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos