História e sociedade

Da política e da cidadania como molas vitais para o fazer histórico

Autores

  • Manoel Santos Mota Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i21.19836

Palavras-chave:

História. Cidadania. Educação.

Resumo

Este artigo analisa a disciplina de história no currículo do Ensino Fundamental e seu potencial enquanto construtora de consciência cidadã nos alunos e alunas desse nível escolar. O estudo promove uma discussão sobre o tema da cidadania, que é aqui entendida como intrínseca à própria concepção filosófica da ciência da história, sem enveredar, entretanto, por um caminho dogmático, que interessa ao status-quo. Nesse intuito, uma vez que discute a história na sala de aula, as elaborações são produzidas a partir de um diálogo crítico entre as Diretrizes Nacionais de Educação para o ensino de História ”“ PCN ”“ e as proposições de estudiosos da área. Recorreu-se ainda, às contribuições de pesquisadores da Cidadania e da Educação, de modo a oferecer ao leitor e à leitora um panorama interdisciplinar de olhares

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manoel Santos Mota, Universidade Federal da Bahia

Historiador e Mestrando em História Social - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas - Universidade Federal da Bahia.

Referências

AFONSO, Celso. Por que me ufano de meu país, Rio de Janeiro, Garnier, 1900.

ANTUNES, Celso. Jogos para a estimulação das múltiplas inteligências, Petrópolis, Vozes, 1998.

BASSANEZI PINSKY, Carla; PINSKY, Jaime, “O que e como ensinar”, in: Leandro Karnal (org.), História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas, (São Paulo, Contexto, 2005);

BITTENCOURT, Circe. “História do Brasil”, in: Leandro Karnal (org.), História na sala de aula: conceitos e métodos, São Paulo, Contexto, 2005.

BORGES, Vavy Pacheco, O que é história, São Paulo, Brasiliense, 1993.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais, História e Geografia/Ministério da Educação, Secretaria Fundamental, Brasília, A Secretaria, 2001.

CANCLINI, Nestor. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. São Paulo: Edusp, 2004.

CHAUÃ, Marilena. Ensaios sobre a universidade, 2001.

CHAUÃ, Marilena. Introdução à história da filosofia: dos pré-socráticos à Aristóteles, São Paulo, Companhia das Letras, 2002.

CHIAVENATO, Júlio José. Inconfidência Mineira: as várias faces, São Paulo, Editora, Contexto, 2000

DaMATTA, Roberto Carnaval. malandros e heróis, Rio de Janeiro, Rocco, 1997.

DEL PRIORE, Mary. O livro de ouro da História do Brasil, Rio de Janeiro, Ediouro, 2003.

DIMENSTAIN, Gilberto. O cidadão de papel: a infância, a adolescência e os direitos humanos no Brasil, São Paulo, Ática, 2004.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. São Paulo, Paz e Terra, 1996.

FURTADO, João Pinto, Inconfidência mineira: crítica histórica e diálogo com a historiografia, Tese (Doutorado em História), Universidade de São Paulo, São Paulo, 2000.

GENTILI, Paulo; ALENCAR, Chico. Educar na esperança em tempos de desencanto, Petrópolis, Editora Vozes, 2003.

HALL, Stuart, A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2006;

KARNAL, Leandro. História na sala de aula: conceitos, práticas e propostas, 2005.

LE GOFF, Jacques. A história nova, São Paulo, Martins Fontes, 2005. LE GOFF, Jacques. História e Memória, Campinas, Ed. Unicamp, 1994.

MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe, São Paulo, HEMUS ”“ Livraria e Editora, 1977.

MARTINELLI Marilu. Aulas de transformação, São Paulo, Peirópolis, 1996.

MAXWELL, Kenneth, A Devassa da Devassa: A Inconfidência Mineira, Brasil - Portugal, 1750-1808, Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1985.

NOVAIS, Carlos Eduardo; LOBO, César. Cidadania para principiantes: a história dos direitos do homem, São Paulo, Ática, 2004;

ORTIZ, Renato, Cultura brasileira e identidade nacional, São Paulo, Brasiliense, 2003.

PERROT, Michelle. Minha História das Mulheres. Contexto: São Paulo, 2007.

PRADO JÚNIOR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo, Brasiliense, São Paulo, 1948.

SANTOS, Milton, Por uma outra globalização, Rio de Janeiro, Record, 2006.

SCHWARTZ, Lilia Moritz, As barbas do imperador: D Pedro II, um monarca nos trópicos, São Paulo, Companhia das Letras, 1998.

Downloads

Publicado

2013-03-01

Como Citar

MOTA, M. S. História e sociedade: Da política e da cidadania como molas vitais para o fazer histórico. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 21, p. 32–50, 2013. DOI: 10.26512/emtempos.v0i21.19836. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/19836. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê