Contexto sócio-histórico e econômico no Norte de Mato Grosso (caso de Sinop): a expansão da fronteira agrícola

Autores

  • Andressa Batista Farias Universidade do Estado de Mato Grosso (UNEMAT).

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i31.14718

Palavras-chave:

Expansão da fronteira agrícola. Colonização. Sinop.

Resumo

O presente estudo visa compreender a percepção de sujeitos em relação ao processo de colonização e ocupação das terras na região norte mato-grossense, mais especificamente na cidade de Sinop-Mato Grosso, inserida na Amazônia Legal, e, assim, apreender as relações de poder e dominância, ambientais e econômicas, históricas e sociais, sobre o processo de colonização ocorrido na região a partir da década de 1970. Os procedimentos teóricos metodológicos adotados para execução desta pesquisa sustentam-se sobre construtos teóricos pautados nas discussões pertinentes aos contextos econômicos, sociais, ambientais e histórico de ocupação do município de Sinop. Este estudo permeou-se através de uma análise crítica da realidade social e de pesquisa a campo, utilizando-se de entrevistas semiestruturada. Desta forma, o objetivo do presente trabalho é trazer uma reflexão sobre a influência da expansão da fronteira agrícola, sobre o contexto sócio-histórico e econômico no espaço local. Foram entrevistados 02 (dois) sujeitos, dentre eles um agricultor e um morador antigo da cidade, que estiveram presentes desde o início do processo de colonização. Concluímos, neste estudo que, embora a produção da cultura da soja tenha representado como um vetor para o desenvolvimento econômico da região, trouxe também efeitos negativos sobre a sociedade e meio ambiente.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

JUNIOR, Valdemar João Wesz. O Mercado da Soja e as Relações de Troca Entre Produtores Rurais e Empresas no Sudeste de Mato Grosso (Brasil).Tese de Doutorado. Rio de Janeiro: Universidade Rural do Rio de Janeiro, 2014.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).Disponível em: <http://www.cidades.ibge.gov.br/xtras/perfil.php?lang=&codmun=510790&search=mato-grosso%7Csinop>. Acesso em 15 de jan. de 2017.

ISA, Instituto Socioambiental.Desmatamento na Amazônia explode entre 2015 e 2016.Disponível em:https://www.socioambiental.org/pt-br/noticias-socioambientais/desmatamento-na-amazonia-explode-entre-2015-e-2016. Acesso em 09 de dez. de 2017.

LACERDA, Natalício Pereira. Políticas Públicas, Ocupação do Espaço e Desenvolvimento na Região Norte Mato-Grossense:uma análise crítica dos municípios de Sinop e de Lucas do Rio Verde ”“MT.Tese de Doutorado. Santa Cruz do Sul: Universidade de Santa Cruz do Sul, 2013.

LORD, Lucio. Trabalho, Educação e Cultura: considerações sobre o terceiro movimento de ocupação da Amazônia matogrossense e formação da sociedade local.Revista Educação, Cultura e Sociedade -Sinop/MT, v.1, n.2, p.175-187, 2011.

MAPA, IBGE. Mapa 2”“Geografia da produção de soja na Amazônia (2013).Disponível em:<https://journals.openedition.org/confins/docannexe/image/9949/img-5.png>. Acesso em 17 de set. 2017.

MAPA, IBGE. Mapa 1 ”“Geografia da produção de soja na Amazônia em 2013.Disponível em:<http://www2.fct.unesp.br/nera/atlas/arq_capitulos/cgc/mapa_10.2.png>.Acesso em 17 de set. 2017.

MOURA, Edenilson Dutra. A Produção da Cidade Universitária no Norte de Mato Grosso: Sinop de Gleba a pólo estudantil de nível superior.Anais do VII CBG. Universidade Federal de Mato Grosso, 2014.

Downloads

Publicado

2018-03-06

Como Citar

BATISTA FARIAS, A. Contexto sócio-histórico e econômico no Norte de Mato Grosso (caso de Sinop): a expansão da fronteira agrícola. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 31, 2018. DOI: 10.26512/emtempos.v0i31.14718. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/14718. Acesso em: 10 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê