A revista caleidoscópio: literatura e tradução publica traduções, artes (poemas, contos, imagens, fotografias, autotraduções), entrevistas, artigos analíticos (traduzidos ou não), resenhas de livros e resenhas de traduções que se relacionem às seguintes áreas de conhecimento: Estudos da Tradução, Literatura, Filosofia, Artes, Antropologia, Sociologia, Linguística e áreas afins cujo foco seja a tradução. 

v. 4 n. 2 (2020): caleidoscópio: literatura e tradução

Publicado: 2021-05-28

caleidoscópio, tradução e produção científica

Ana Helena Rossi (Gerente da revista)

Era

Emerson Silva Caldas

Mancha de Óleo

Cristóvão José dos Santos Júnior

Capela

José D'Assunção Barros

Heri, hodi et cras

Paulo Ricardo Batista

La dessinatrice

Peresch Aubham Edouhou
Ver Todas as Edições

caleidoscópio: literatura e tradução

A revista”¯”¯caleidoscópio: literatura e tradução”¯”¯é uma publicação do grupo de pesquisa”¯Walter Benjamin: tradução, linguagem e experiência, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Literatura da Universidade de Brasília,”¯e”¯ativo no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq desde 2012.”¯A revista”¯”¯publica artigos, artigos traduzidos, entrevistas, resenhas, resenhas de tradução, traduções, assim como poemas, contos, imagens e autotraduções que, juntos, integram na revista a dimensão artística que pertence ao caleidoscópio que é a tradução. ”¯ 

A palavra caleidoscópio é a inspiração do título de nossa revista, pois nos remete ao conceito elaborado de forma inédita por Boris Schnaiderman em sua obra”¯Tradução, ato desmedido. A etimologia da palavra”¯caleidoscópio”¯rastreia-se em sua origem grega [kalós”¯(belo), +”¯eidos”¯(forma, imagem) +”¯skopein”¯(ver, olhar)]. O caleidoscópio é um aparelho óptico resultante de uma combinação de espelhos que se refletem a partir do momento em que as pedras de seu interior produzem novas formas. Transplantando esse conceito para o novo campo de reflexão, pode-se definir a tradução não mais como um elemento estático, mas móvel dentro de um processo de alterações / mudanças / visualizações diversas obtidas a partir das operações que o tradutor realiza sobre o texto, sejam elas de natureza linguística, sintática, retórica ou imagética. Assim, a tradução reorganiza-se dentro de um longo processo de”¯assemblage”¯de formas textuais.”¯”¯ 

Esta dimensão caleidoscópica também se configura na escolha da revista em publicar em quatro línguas (português, espanhol, francês e inglês), estabelecendo um diálogo tanto com a internacionalização na pesquisa científica que se faz com grupos de pesquisa, como discutindo e publicando em equipes inter-relacionadas. 

Acompanhem as atualizações da revista”¯  caleidoscópio: literatura e tradução”¯ ”¯também através de nossa rede social:”¯https://pt-br.facebook.com/revistacaleidoscopiounb/