Políticas públicas aplicadas à indústria 4.0: estudo comparativo entre o Brasil e o Canadá com foco na competência em informação

  • Selma Leticia Capinzaiki Ottonicar Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho
  • Marta Lígia Pomim Valentim Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Elaine Mosconi Université de Shebrooke (UdeS)
Palavras-chave: competência em informação, políticas públicas, ações governamentais, Indústria 4.0, estudo comparativo

Resumo

As políticas públicas têm contribuído para transformações nos negócios dos países. Essas políticas têm como missão ajudar os negócios a se tornarem mais competitivos e ter condições de investir em inovação. A indústria 4.0 vem trazendo novas transformações para as organizações e por isso, vários países têm aplicado políticas públicas a fim de contribuir com a competitividade econômica. O objetivo é analisar as ações e políticas públicas do Brasil e do Canadá para que as organizações possam inovar e conseguir ser competitivas no contexto da indústria 4.0. Além disso, demonstrar a relevância da competência em informação para que os indivíduos acessem tais políticas.  Essa pesquisa é um estudo comparativo que conta com o método da pesquisa documental sobre as políticas públicas e ações voltadas a indústria 4.0 do Brasil e do Canadá. Os resultados demonstraram que ambos os países têm aplicado esforços para que as empresas conheçam as implicações da 4ª Revolução Industrial, bem como as oportunidades de negócios. As considerações finais apontam que o Brasil necessita maior engajamento da esfera pública para a aplicação de uma política. O Canadá necessita de maior investimento, principalmente para as indústrias de micro e pequeno porte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marta Lígia Pomim Valentim, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Professora Titular do departamento de Ciência da Informação da Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC) Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP), Marília

Elaine Mosconi, Université de Shebrooke (UdeS)

Professora adjunta da École de Gestion da Université de Sherbrooke (UdeS), Québec, Canadá

Referências

ASSOCIATION OF COLLEGE AND RESEARCH LIBRARIES (ACRL). First part of the draft framework for information literacy for higher education. 2014. Disponível em: <http://acrl.ala.org/ilstandards/wp-content/uploads/2014/02/Framework-for-IL-for-HE-Draft-1-Part-1.pdf>. Acesso em: 09 jan. 2019.

ALBERS, A.; GLADYSZ, B.; PINNER, T.; BUTENKO, V.; STÜRMLINGER, T. Procedure for Defining the System of Objectives in the Initial Phase of an Industry 4.0 Project Focusing on Intelligent Quality Control Systems. Procedia CIRP, v. 52, p. 262–267, 2016. Disponível em: <https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2212827116308666>

AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL (ABDI). Rumo à Indústria 4.0. 2018. Disponível em: <https://www.abdi.com.br/inovacao/agenda-para-a-industria-4-0> . Acesso em 07 jan. 2019.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 4.ed. Lisboa: Edições 70, 2009.

BELLUZZO, R. C. B. Construção de mapas: desenvolvendo competências em informação e comunicação. Bauru: Cá Entre Nós, 2007.

BELLUZZO, R. C. B.; FERES, G. G. Competência em informação, redes de conhecimento e as metas educativas para 2021: reflexões e inter-relações. In: BELLUZZO, R. C. B; FERES, G. G.; VALENTIM, M. L. P. (Orgs.). Redes de conhecimento e competência em informação: interfaces da gestão, mediação e uso da informação/organização. Rio de Janeiro: Interciência, 2015. 414p.; p.1-35.

BERNARDI, A. C. C.; BETTIOL, G. M.; GREGGO, C. R.; ANDRADE, R.G.; RABELLO, L. M.; INAMASU, R. Y. Ferramentas de agricultura de precisão como auxílio ao manejo da fertilidade do solo. Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v. 32, n. 1/2, p. 205-221, jan./ago. 2015. Disponível em: <http://seer.sct.embrapa.br/index.php/cct/article/view/23314/13165>. Acesso em 08 jan. 2019.

BRASIL. GOVERNO FEDERAL. Programa Indústria 4.0 receberá mais incentivos no Brasil, 2017. Disponível em: <http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2017/09/programa-industria-4-0-recebera-mais-incentivos-no-brasil>. Acesso em 3 jan. 2018.

BRASIL. MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO E COMUNICAÇÕES. Página inicial. 2017. Disponível em: <http://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/index.html>.

BRASIL. MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA, COMÉRCIO EXTERIOR E SERVIÇOS. MDIC instala grupo de trabalho que definirá a estratégia nacional para a indústria 4.0 no Brasil, 2017. Disponível em: <http://www.mdic.gov.br/index.php/noticias/2640-mdic-instala-grupo-de-trabalho-que-definira-estrategia-nacional-para-a-industria-4-0-no-brasil>. Acesso em 6 jan. 2019.

BULGACOV, S. Estudos Comparativo e de Caso de Organizações de Estratégias. Organizações & Sociedade (O&S), Salvador, v. 5, n. 11, p. 53-76, Abril 1998. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-92301998000100001>.

BUNDY, A. Australian and New Zealand Information Literacy Framework: principles, standards and practice. 2. ed. Adelaide: Australian and New Zealand Institute for Information Literacy, 2004. Disponível em: <http://archive.caul.edu.au/info-literacy/InfoLiteracyFramework.pdf>. Acesso em 31 out. 2018.

CANADA. INDUSTRY CANADA. Building an Advanced Manufacturing Supercluster for Canada. Ottawa: Innovation Science and Economic Development for Canada, 2018. Disponível em: <http://www.ic.gc.ca/eic/site/064.nsf/eng/08135.html>. Acesso em: 08 jun. 2018.

CANADA. INDUSTRY CANADA. Key small businesses statistics. 2016. Disponível em: . Acesso em 16 jan. 2018.

CANADA. NATIONAL RESEARCH COUNCIL (NRC). Canada-Germany Industry 4.0 partnering mission. 2018. Disponível em: <https://www.nrc-cnrc.gc.ca/eng/about/global/proposals/canada_germany_industry.html> . Acesso em: 08 jan. 2019.

CLARK, G. Vista da Política Econômica e Estado. Estudos Avançados, São Paulo, v. 22, n. 2, 2008.

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA (CNI). Oportunidades para a Indústria 4.0: aspectos da demanda e oferta no Brasil. Brasília, 2017. Disponível em: <http://www.portaldaindustria.com.br/publicacoes/2018/2/oportunidades-para-industria-40-aspectos-da-demanda-e-oferta-no-brasil/>. Acesso em 06 jun., 2018.

DEMASSON, A.; PARTRIDGE, H.; BRUCE, C. Information literacy and the serious leisure participant: variation in the experience of using information to learn. Information Research, v. 21, n. 2, June 2016. Disponível em: < http://www.informationr.net/ir/21-2/paper711.html#.WX83_4jyvIU>. Acesso em: 31 jul. 2018.

ETZKOWITZ, F.; LEYDESDORFF, L. The triple helix---university-industry-government relations: a laboratory for knowledge based economic development. EASST Review, n. 14, p. 14-19, 1995.

ENTREPRISES QUÉBEC. L'industrie 4.0 et l'avènement de l'usine intelligente. 2017. Disponível em: <https://www2.gouv.qc.ca/entreprises/portail/quebec/infosite?lang=fr&x=3408021445>. Acesso em 04 jan. 2018.

ESCRITÓRIO DO QUÉBEC EM SÃO PAULO, 2018. Disponível em: <http://www.international.gouv.qc.ca/pt/sao-paulo>. Acesso em 05 jan. 2019.

FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO (FIESP). Fiesp identifica desafios da Indústria 4.0 no Brasil e apresenta propostas. 2018. Disponível em: <https://www.fiesp.com.br/noticias/fiesp-identifica-desafios-da-industria-4-0-no-brasil-e-apresenta-propostas/>. Acesso em 08 jan. 2019.

FRAU-MEIGS, D. Transliteracy as the new research horizon for media and information literacy. Media Studies, v. 3, n. 6, p. 14-27, 2012.

INDUSTRIE 4.0 QUÉBEC (I4QC). Faire du Québec um leader de l’industrie 4.0. 2016. Disponível em: <http://www.i4qc.ca/>. Acesso em: 03 jan. 2018.

INVESTE SÃO PAULO. 2019. Disponível em: <https://www.investe.sp.gov.br/por-que-sp/politicas-de-incentivo/>. Acesso em 8 jan. 2019.

KAGERMANN, H.; WAHLSTER, W.; J. HELBIG, J. Recommendations for implementing the strategic initiative Industrie 4.0: Final report of the Industrie 4.0 Working Group, 2013. Disponível em: <https://www.din.de/blob/76902/e8cac883f42bf28536e7e8165993f1fd/recommendations-for-implementing-industry-4-0-data.pdf>.

KIRTON, J.; BARHAM, L. Information literacy in the workplace. Australian Library Journal, v. 54, n. 4, p. 365-376, 2005. DOI: 10.1080/00049670.2005.10721784

LIBRARY AND INFORMATION ASSOCIATION (CILIP). What is information literacy? Disponível em: <https://www.cilip.org.uk/news/421972/What-is-information-literacy.htm>. Acesso em 31 out. 2018.

LOO, M. Canadian small business exporters: performance, challenges and recommendations for sustainable growth. International Journal of Arts & Sciences, v. 8, n. 1, p. 573–605, 2015. Disponível em: <http://www.universitypublications.net/ijas/0801/html/U4K605.xml>.

MARCONI, M. A; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2013.

MOUVEMENT DESJARDINS. Pour un Québec plus prospère et plus entrepreneurial : la contribution des entreprises québécoises à l’économie (défis, recommandations, partage des responsabilités et priorités). Études économiques. 2014. Disponível em: . Acesso em 6 fev. 2018.

MOEUF, A.; PELLERIN, R.; LAMOURI, S.; TAMAYO-GIRALDO, S.; BARBARAY, R. The industrial management of SMEs in the era of Industry 4.0, International. Journal of Production Research, v. 56, n. 3, p. 1118-1136, 2018. DOI:10.1080/00207543.2017.1372647

ORGANISATION FOR ECONOMIC CO-OPERATION AND DEVELOPMENT (OECD). G20 Innovation Report: Report prepared for the G20 Science, Technology and Innovation Ministers Meeting, 2016. Disponível em: <http://www.g20chn.org/English/Documents/Current/201611/P020161125474288889305.pdf>.

OTTONICAR, S.L.C.; VALENTIM, M.L.P.; FERES, G.G. Competência em informação e os contextos educacional, tecnológico, político e organizacional. Revista Ibero-americana de Ciência da Informação, Brasília, v. 9, n. 1, p. 124-142, jan./jun. 2016.

OTTONICAR, S. L. C. Análise teórico-descritiva da competência em informação de gestores como fator de competitividade das indústrias de eletroeletrônicos da cidade de Garça/SP. 271 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2016.

PETROLO, R.; LOSCRÌ, V.; MITTON, N. Towards a Smart City based on Cloud of Things. In: ACM INTERNATIONAL WORKSHOP ON WIRELESS AND MOBILE TECHNOLOGIES FOR SMART CITIES, 2014. Proceedings. Philadelphia, PA: 2014. P. 61-66. Disponível em: <https://dl.acm.org/citation.cfm?doid=2633661.2633667>. Acesso em 07 jan. 2019

QUEBEC. CENTRE DE RECHERCHE INDUSTRIELLE DU QUÉBEC (CRIQ). Industrie 4.0. Québec, 2018. Disponível em: <https://www.criq.qc.ca/fr/offre-de-service/productivite/2014-10-25-19-57-12/industrie-4-0.html>. Acesso em: 8 jun. 2018.

QUEBEC. MINISTÈRE DE L’ÉCONOMIE, SCIENCES ET INNOVATION. Plan d’action en économie numèrique: feuille de route industrie 4.0. 2017. Disponível em: <https://www.economie.gouv.qc.ca/objectifs/ameliorer/formation-et-perfectionnement/page/guides-et-outils-22006/?no_cache=1&tx_igaffichagepages_pi1%5Bmode%5D=single&tx_igaffichagepages_pi1%5BbackPid%5D=31&cHash=ba7ef05aabd192c4b1e58c83ea76be1c&tx_igaffichagepages_pi1%5BparentPid%5D=22020>. Acesso em 3. Jan. 2018.

QUEBEC. MINISTÈRE DE L’ÉCONOMIE, SCIENCES ET INNOVATION. S’améliorer: Industrie 4.0. Québec, 2019. Disponível em: <https://www.economie.gouv.qc.ca/objectifs/ameliorer/industrie-40/?no_cache=1>. Acesso em 08 jun. 2018.

REISCHAUER, G. Industry 4.0 as policy-driven discourse to institutionalize innovation systems in manufacturing. Technological Forecasting & Social Change, n. 132, p. 26–33, 2018.

SÃO PAULO (Estado). SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO (SDECTI). Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação. 2019. Disponível em: <http://www.desenvolvimento.sp.gov.br/>. Acesso em 8 jan. 2019.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE). O que é Indústria 4.0 para pequenas empresas. 2018. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/ce/sebraeaz/o-que-e-industria-40-para-pequenas-empresas,58db6ddceeca6610VgnVCM1000004c00210aRCRD>. Acesso em 6 jan. 2019.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE). Pequenos negócios em números. 2018. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/sp/sebraeaz/pequenos-negocios-em-numeros,12e8794363447510VgnVCM1000004c00210aRCRD>. Acesso em 07 jan. 2019.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS (SEBRAE). Saiba o que é a Indústria 4.0 e descubra as oportunidades que ela gera. 2016. Disponível em: <http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/saiba-o-que-e-a-industria-40-e-descubra-as-oportunidades-que-ela-gera,11e01bc9c86f8510VgnVCM1000004c00210aRCRD>. Acesso em 04 jan. 2019.

SILVA, V. L.; KOVALESKI, J. L.; PAGANI, R. N. Technology transfer in the supply chain oriented to industry 4.0: a literature review, Technology Analysis & Strategic Management, September 2018. DOI: 10.1080/09537325.2018.1524135.

SILVA, E. O conhecimento científico no contexto de sistemas nacionais de inovação: análise de políticas públicas e indicadores de inovação. Tese (Doutorado) Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, 2018.

SCHWAB, K. The fourth industrial revolution. New York: Crown Business, 2016.

TRIVIÑOS, A. N. da S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 2008.

VEZA, I.; GJELDUM, N.; MLADINEO, M. Lean Learning Factory at FESB – University of Split. In: CONFERENCE ON LEARNING FACTORIES (CLF), 5th, University of Split, Croacia, 2015. DOI: 10.1016/j.procir.2015.02.223

XU, L. D.; XU, E. L.; LI, L. Industry 4.0: state of the art and future trends. International Journal of Production Research, v. 56, n. 8, p. 2941-2962, 2018. DOI: 10.1080/00207543.2018.1444806.

YAFUSHI, C. A. P. A Competência em informação para a construção de conhecimento no processo decisório: estudo de caso na Duratex de Agudos (SP). 232 f. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2015.

Publicado
2019-03-11
Como Citar
Ottonicar, S., Valentim, M., & Mosconi, E. (2019). Políticas públicas aplicadas à indústria 4.0: estudo comparativo entre o Brasil e o Canadá com foco na competência em informação. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 12(2), 558-584. https://doi.org/10.26512/rici.v12.n2.2019.19596