A gestão da informação sob a ótica do pensamento complexo: uma reflexão

Autores

  • Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Departamento de Ciência da Informação, Marília, SP, Brasil http://orcid.org/0000-0001-8620-2612
  • Marta Lígia Pomim Valentim Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Departamento de Ciência da Informação, Marília, SP, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4248-5934
  • Ieda Pelógia Martins Damian Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Departamento de Ciência da Informação, Marília, SP, Brasil http://orcid.org/0000-0001-5364-3243

DOI:

https://doi.org/10.26512/rici.v13.n1.2020.23413

Palavras-chave:

Gestão da Informação, Teoria da Complexidade, Pensamento Complexo

Resumo

A sociedade contemporânea imersa em uma quantidade significativa de informação deve integrar os mais variados contextos organizacionais e informacionais, a fim de gerar conhecimento com características inter, multi, pluri e transdisciplinares. Nesse cenário, a informação e o conhecimento produzidos necessitam da intervenção do pensamento complexo para a própria valorização e desenvolvimento eficaz de seus processos. No intuito de contribuir para agregar valor aos processos informacionais, apresenta-se o seguinte problema: é possível agregar valor às práticas tradicionais da gestão da informação, por meio dos princípios do pensamento complexo? Objetiva-se discorrer sobre a gestão da informação em consonância à ótica do pensamento complexo. A justificativa para o desenvolvimento de tal pesquisa reside em contribuir para o arcabouço teórico da Ciência da Informação que, por sua vez, estuda a gestão da informação nos mais variados contextos organizacionais. Para tanto, realizou-se uma revisão de literatura, em que foi possível verificar quais aspectos do pensamento complexo podem auxiliar na quebra de paradigmas que habitam as práticas tradicionais oriundas de distintos modelos de gestão da informação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Rosa Pinheiro dos Santos, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Departamento de Ciência da Informação, Marília, SP, Brasil

Graduada em Gestão Empresarial pela Faculdade de Tecnologia de Garça, onde realizou Iniciação Científica.
Mestre em Ciência da Informação pela UNESP/FFC. Atualmente é doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da UNESP de Marília-FFC, vinculada à linha de pesquisa: Gestão, Mediação e Uso da Informação e membro do grupo de pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP - FFC). Realiza pesquisas no âmbito da Gestão da Informação, Gestão do Conhecimento, Competência em Informação e Cultura Informacional e suas relações com as organizações públicas e privadas, assim como inteligência organizacional, empreendedorismo informacional, processos gerenciais, planejamento estratégico, metodologias ativas de aprendizagem adaptada ao campo empresarial, entre outros. Atuou como Agente Local de Inovação, implantando uma metodologia de inovação em pequenas empresas da região de Marília, juntamente ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e o CNPq.

Marta Lígia Pomim Valentim, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Departamento de Ciência da Informação, Marília, SP, Brasil

Professora Titular da Universidade Estadual Paulista (Unesp), 2018. Pós-Doutorado pela Universidad de Salamanca (USAL), Espanha, 2012. Livre Docente em Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional pela Unesp, 2009. Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), 2001. Mestre pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), 1995. Docente de graduação e pós-graduação da Unesp, campus de Marília. Bolsista Produtividade em Pesquisa (PQ-1D) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) na área de inteligência organizacional, gestão da informação, gestão do conhecimento e cultura informacional desde 2002. Líder do Grupo de Pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional. Coordena o projeto de pesquisa Inteligência organizacional e inteligência social no contexto do big data: análise de dados para a geração de diferenciais competitivos. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da Unesp, campus de Marília, gestão 2017-2021. Organizadora e autora de vários livros na área. Presidente da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), gestão 2016-2019. Exerceu o cargo de Vice-Presidente da Asociación de Educación e Investigación en Ciencia de la Información de Iberoamérica y el Caribe (EDICIC), gestão 2009-2011. Exerceu o cargo de Presidente da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), gestão 2001-2004.

Ieda Pelógia Martins Damian, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências, Departamento de Ciência da Informação, Marília, SP, Brasil

Docente da Universidade de São Paulo no curso de graduação em Ciência da Informação e Documentação do Departamento de Educação, Comunicação e Informação da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - FFCLRP/USP. Docente do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação na Unesp - Marília - SP. Possui graduação em Analise de Sistemas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1994), mestrado em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP (2009), doutorado em Administração de Organizações pela FEA-RP/USP (2012). Áreas de concentração: gestão da informação e do conhecimento, serviços de referência e informação, redes de informação, base de dados, administração de varejo, sistemas de informação, comércio e governo eletrônico.

Downloads

Publicado

2019-10-01

Como Citar

Santos, B. R. P. dos, Valentim, M. L. P., & Damian, I. P. M. (2019). A gestão da informação sob a ótica do pensamento complexo: uma reflexão. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 13(1), 20–37. https://doi.org/10.26512/rici.v13.n1.2020.23413

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)