“Nunca foi tão divertido descascar batatas”

os jogos como possibilidade a ser explorada no ensino de história

Autores

  • Rodrigo Cardoso Soares de Araújo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.26512/hh.v7i13.19351

Palavras-chave:

Ludicidade, Jogo, Ensino de História

Resumo

Em uma variedade de metodologias para se abordar em sala de aula os conteúdos do currículo de História vêm ganhando relevo, nas últimas décadas, práticas lúdicas das quais professores têm lançado mão em busca de aprendizagens significativas por parte dos alunos. Entre diversos tipos de atividades lúdicas empregadas, interessa lançar um olhar em direção às potencialidades didáticas dos jogos educativos assim como às suas limitações. Professores de História atuando na educação básica têm, em diversas partes do país, apostado nos jogos educativos como instrumentos didáticos, desde aqueles que não demandam maiores recursos específicos até os games ou aplicativos gamificados. Assim, o objetivo do presente artigo é propor uma reflexão a respeito da relação entre ludicidade e educação em interface com o ensino de História.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-04-01

Como Citar

Araújo, R. C. S. de. (2019). “Nunca foi tão divertido descascar batatas”: os jogos como possibilidade a ser explorada no ensino de história. História, histórias, 7(13), 78–94. https://doi.org/10.26512/hh.v7i13.19351

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.