Inimigos da Luz: A antifilosofia no jornal brasileiro A Voz da Religião

Autores

  • José Lourenço de Sant'Anna Filho Universidade de Brasília

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i26.14799

Palavras-chave:

História

Resumo

Os estudos sobre a antifilosofia ganharam espaço na historiografia atual. Destacam-se, nesse processo de renovação, os historiadores Didier Masseau e Darrin McMahon que têm publicado trabalhos com o propósito de compreender esse movimento de ataque ao Iluminismo. Os “anti-iluministas”, contemporâneos dos philosophes Voltaire, Rousseau e Diderot, tinham por objetivo criticar o pensamento e a ascensão política e social dos representantes das “Luzes”. As manifestações antifilosóficas circularam na imprensa religiosa brasileira. Distingue-se nesse movimento de propagação de ideias o jornal católico A Voz da Religião de 1846, escrito pelo cônego Francisco José Tavares da Gama. O presente trabalho objetiva analisar tal periódico, de modo a perceber a circulação e apropriação dessas ideias antifilosóficas no Império do Brasil.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BERLIN, Isaiah. The Counter-Enlightenment. In: BERLIN, Isaiah. Against the Current. Essays in the history of ideas. New Jersey: Princeton University Press, 2001.

CHAUÃ, Marilena de Souza. Espinosa, vida e obra. In: ESPINOSA, Baruch.Espinosa, os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1997.

CHAUÃ, Marilena de Souza. Voltaire, vida e obra. In: VOLTAIRE, Dicionário Filosófico. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

ESPINOSA, Baruch de.Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1997.

ESPINOSA, Baruch de. Tratado teológico-político. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

GARRANDER, Graeme. Rousseau's counter-Enlightenment. A republican critique of the philosophes. New York: State University of New York Press, 2003.

GAULTIER, L'abbé Jean-Baptiste. Les Lettres persanes convaincues d'impiété, 1751. In: GUYAUX, André. Mémoire de la critique. Paris: Presses de l'Université de Paris-Sorbonne, 2003.

ISRAEL, Jonathan I. Radical Enlightenment,philosophy and the making of modernity 1650-1750.Oxford: Oxford University Press, 2001.

ISRAEL, Jonathan . Enlightenment Contested:philosophy, modernity, and the emancipation of a man: 1670-1752. Oxford: Oxford University Press, 2008.

ISRAEL, Jonathan . Democratic Enlightenment, Philosophy, Revolution, and Human Rights 1750-1790. Oxford: Oxford University Press, 2011.

KIRSCHNER, Tereza Cristina. José da Silva Lisboa, Visconde de Cairu. Itinerários de um ilustrado luso-brasileiro.São Paulo: Alameda, Belo Horizonte, MG: PUC-Minas, 2009.

KURY, Lorelai (org). Iluminismo e império no Brasil: O Patriota (1813-1814). Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2007.

MASSEAU, Didier. Les ennemies des philosophes.L’antiphilosophie au temps des Lumières.Paris: Éditions Albin Michel S.A, 2000.

McMAHON, Darrin M. Enemies of the Enlightenment. The French Counter-Enlightenment and the making of modernity. Oxford: Oxford University Press, 2001.

PALMER, Robert. Catholics and Unbelievers in Eighteenth-Century France. Princeton: Princeton University Press, 1939.

SALDANHA, Jozé da Natividade. Poemas oferecidos aos Amantes do Brazil por seu autor Jozé da Natividade Saldanha, natural de Pernambuco, e estudante do terceiro ano de leis na Universidade de Coimbra.Coimbra: 1822.

STERNHELL, Zeev. The anti-enlightenment tradition; tradução de David Maisel. Yale University: 2010.

Downloads

Publicado

2015-08-19

Como Citar

DE SANT’ANNA FILHO, J. L. Inimigos da Luz: A antifilosofia no jornal brasileiro A Voz da Religião. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 26, 2015. DOI: 10.26512/emtempos.v0i26.14799. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/14799. Acesso em: 1 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.