Edição Atual

v. 30 n. 55 (2021): Tensões identitárias, diálogos e desafios na representação do indígena na literatura brasileira desde o século XVI
					Visualizar v. 30 n. 55 (2021): Tensões identitárias, diálogos e desafios na representação do indígena na literatura brasileira desde o século XVI

A proposta do número temático aglutinará estudos que discutem tanto o percurso histórico quanto os recursos estilísticos que (de)limitam a heterogeneidade dos elementos constituintes da identidade cultural no Brasil via representação do indígena e sua materialidade em diferentes gêneros literários, desde o século XVI até a contemporaneidade, podendo também contemplar estudos numa perspectiva comparada com as literaturas latino-americanas. Esse amplo espectro temporal permite examinar Ã  luz das relações complexas entre identidade e alteridade e de conceitos como antropofagia, migração cultural, colonialidade, modernidade e decolonialidade, os sentidos de pertencimento e de identidade na literatura brasileira, tomando em consideração a figuração dos povos indígenas. Algumas pistas de reflexão são propostas :

 

  • a construção literária da figura do indígena através de textos que representam as relações entre povos indígenas e colonizadores ;
  • o imaginário conciliador do processo de construção da nação e sua desconstrução;
  • a mitificação da figura do « índio »
  • os estereótipos e as origens da intolerância na percepção da alteridade dos povos indígenas
  • formas de representação da coexistência de culturas distintas 
  • figurações de territorialidades indígenas na contemporaneidade
  • de objeto da representação a sujeito da enunciação : a literatura indígena contemporânea
Publicado: 2021-05-31

Edição completa

Ver Todas as Edições