A poética de Louise de Vilmorin: um desafio tradutório

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v9.n5.2020.31536

Palavras-chave:

Louise de Vilmorin. L’Alphabet des aveux. Transcriação. Intraduzibilidade. Estudos da Tradução.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo discorrer sobre a obra poética de Louise de Vilmorin, escritora francesa do século XX, de reputada fama nos meios literários parisienses e com vasta publicação e incursões em diferentes gêneros literários, tendo escrito romances, novelas, contos, poemas etc., cuja obra permanece ainda hoje inédita no Brasil. Dada a extensão de sua produção poética, que conta com dezenove obras, o foco do artigo foi direcionado ao seu décimo livro, L’Alphabet des aveux, publicado em 1954, pela editora Gallimard, com ilustrações de Jean Hugo. Será questão a reflexão sobre os desafios tradutórios que envolvem a obra L’Alphabet des aveux, caracterizada por um complexo trabalho linguístico, em que identificamos a presença de palíndromos, versos (h)olorimes, caligramas, rébus, entre outros procedimentos reputados intraduzíveis. Para tanto, serão utilizadas obras de cunho biográfico, como Je suis née inconsolable: Louise de Vilmorin (2008), ou ainda Essai sur Louise de Vilmorin (1962), escrito por seu irmão, André de Vilmorin, para apresentar a trajetória profissional e pessoal da escritora. Ademais, no que no tange à análise da obra em questão por um viés tradutório, serão utilizados os textos de Haroldo de Campos sobre a Teoria da Transcriação que constam no livro organizado por Marcelo Tápia, intitulado Transcriação (2013), corrente teórica escolhida para refletir sobre as possibilidades tradutórias de sua obra, uma vez que permite pensar a relação entre original e tradução sob uma perspectiva não prescritiva,  na qual o tradutor exerce função análoga ao autor com vistas a uma recriação paramórfica, bem como os textos do crítico e tradutor Henri Meschonnic, Critique du rythme (1982) e Poétique du traduire (1999), de modo a embasar teoricamente a discussão sobre os elementos melopeicos que estruturam os poemas de L’Alphabet des aveux e constituem um verdadeiro desafio tradutório aos que desejam apresentar tal obra a um novo público-leitor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sheila Maria dos Santos, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora adjunta da Universidade Federal de Santa Catarina. Doutora em Estudos da Tradução (2018) pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mestre em Literatura Comparada, Tradutologia e Filologia (2013) pela Université Paris IV ”“ Sorbonne. Graduada em Letras Português/Francês (2010) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Centro de Comunicação e Expressão, Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil.

Referências

BOTHOREL, Jean. Louise ou la vie de Louise de Vilmorin. Paris: Grasset, 1993.

CAMPOS, Haroldo de. Transcriação. In: TÁPIA, Marcelo; NÓBREGA, Thelma Médici (Org.). Haroldo de Campos ”“ Transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013.

CATFORD, John C. Um teoria linguística da tradução: um ensaio de linguística aplicada. Tradução do Centro de Especialização de Tradutores de Inglês do Instituto de Letras da Pontifícia Universidade Católica de Campinas. São Paulo: Cultrix; Campinas: Pontifícia Universidade Católica de Campinas, 1980.

MAURIÈS, Patrick. Louise de Vilmorin, un album. Paris : Le Promeneur, 2002.

MESCHONNIC, Henri. Critique du rythme: anthropologie historique du langage. Lagrasse: Verdier, 1982.

MESCHONNIC, Henri. Poétique du traduire. Lagrasse: Verdier, 1999.

MILTON, John. Literary Translation Theory in Brazil. Meta. XLI, n.2, p. 196-207, 1996.

NIDA, Eugene. Toward a Science of translating. Leiden: E. J. Brill, 1964.

POUND, Ezra. ABC da literatura. Traduzido por Augusto de Campos e José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1970.

TÁPIA, Marcelo; NÓBREGA, Thelma Médici (Org.). Haroldo de Campos ”“ Transcriação. São Paulo: Perspectiva, 2013.

VILMORIN, André de. Essai sur Louise de Vilmorin. Vienne : Pierre Seghers, 1962.

VILMORIN, Louise de. L’Alphabet des aveux. Paris : Gallimard, 2004.

WAGENER, Françoise. Je suis née inconsolable : Louise de Vilmorin (1902-1969). Paris : Albin Michel, 2008.

Downloads

Publicado

31-10-2020

Como Citar

SANTOS, Sheila Maria dos. A poética de Louise de Vilmorin: um desafio tradutório. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 9, n. 5, p. 193–210, 2020. DOI: 10.26512/belasinfieis.v9.n5.2020.31536. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/31536. Acesso em: 27 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.