Perspectivas de uma literacia arquivística: reflexões sobre arquivos, mediação e usuários

  • Thiago de Oliveira Vieira Universidade de Coimbra / Arquivo Nacional do Brasil
  • Paola Rodrigues Bittencourt Universidade de Coimbra / Arquivo Nacional do Brasil
  • Marcelo Nogueira de Siqueira
Palavras-chave: Arquivologia. Educação patrimonial. Estudo de usuários. Humanidades digitais. Literacia arquivística. Mediação arquivística.

Resumo

Apresenta os conceitos de literacia e literacia da informação e explora a noção de literacia arquivística. Contextualiza a relação arquivo-usuário a partir da mediação arquivística, educação patrimonial e educação em arquivos. Estabelece as diferenças entre a noção de literacia arquivística e o conceito de educação patrimonial. Artigo exploratório, em que a pesquisa bibliográfica sistemática, realizada em bases de dados, serviu de alicerce para o delineamento do estado da arte em torno da noção de literacia arquivística. Os resultados apontam para uma noção emergente de literacia arquivística, ainda não muito explorada em língua portuguesa, conforme evidenciado a partir dos resultados da pesquisa bibliográfica. Destaca algumas reflexões e perspectivas de literacia arquivística para os arquivos e as instituições arquivísticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thiago de Oliveira Vieira, Universidade de Coimbra / Arquivo Nacional do Brasil

Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade de Coimbra. Mestre em Gestão de Documentos e Arquivos pelo Programa de Pós-Graduação em Gestão de Documentos e Arquivos - PPGARQ/Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO (2014). Especialista em Docência do Ensino Superior pela Universidade Cândido Mendes - UCAM (2007). Bacharel em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO (2006). Atualmente é Arquivista do Arquivo Nacional e Membro da Câmara Técnica de Documentos Audiovisuais, Iconográficos e Sonoros do Conselho Nacional de Arquivos - CONARQ. Tem experiências profissionais na área de gestão de arquivos permanentes e arquivos audiovisuais e sonoros. Atua principalmente nos seguintes temas de pesquisa: Arquivologia, gestão de documentos; arquivos permanentes e arquivos audiovisuais e sonoros.

Paola Rodrigues Bittencourt, Universidade de Coimbra / Arquivo Nacional do Brasil

Doutoranda em Ciência da Informação na Universidade de Coimbra. Mestre em Gestão de Documentos e Arquivos pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Pós-graduada em Docência do Ensino Superior pela Universidade Cândido Mendes. Bacharel em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Servidora do Arquivo Nacional, atua como arquivista da Coordenação-Geral de Gestão de Documentos, fornecendo orientação técnica aos órgãos e entidades do Poder Executivo Federal.

Marcelo Nogueira de Siqueira

Doutorando em Ciência da Informação pela Universidade de Coimbra, Portugal. Mestre em História Social pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Bacharel em Arquivologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO). Estudou História na Universidade Federal Fluminense (UFF). Possui especialização em História do Brasil Pós 1930 (UFF) e em Docência do Ensino Superior pela Universidade Cândido Mendes. Foi professor da rede pública municipal do Rio de Janeiro e, atualmente, professor do Departamento de Arquivologia da UNIRIO. Arquivista concursado do Arquivo Nacional. Membro da Câmara Técnica de Paleografia e Diplomática e da Câmara Técnica de Documentos Audiovisuais, Iconográficos, Sonoros e Musicais do Conselho Nacional de Arquivos.

Referências

ANTÓNIA, N. M. O papel do profissional de arquivo nos processos de desenvolvimento e inovação. Bibliotecas e arquivos: informação para a cidadania, o desenvolvimento e a inovação. Anais... In: CONGRESSO NACIONAL DE BIBLIOTECÁRIOS, ARQUIVISTAS E DOCUMENTALISTAS, 9. Ponta Delgada (Açores): BAD, 2007. Disponível em: <https://bad.pt/publicacoes/index.php/congressosbad/article/download/539/328>. Acesso em: 27 dez. 2018.

ARCHER, J.; HANLON, A.; LEVINE, J. A. Investigating Primary Source Literacy. Journal of Academic Librarianship, v. 35, n. 5, p. 410–420, 2009.

BLUNDELL, S. Archival literacy in action: Exploring information literacy capabilities in

the Ludy T. Benjamin, Jr. Popular Psychology Magazine collection. 2013. Disponível em: <http://www.ohioarchivists.org/wp-content/uploads/2013/07/Blundell_soa_2013-04_poster_archlit.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2018.

BLUNDELL, S. The Past is Prologue: Archival Literacy as Bridge between Archivists and Educators. Society of Ohio Archivists, p. 40-46, 2014. Disponível em: <http://www.ohioarchivists.org/wp-content/uploads/2015/05/ohio_archivist_2014_spring.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2018.

CHEPESIUK, R. Archives and the Child: Educational Services in Great Britain and Ireland. Provenance, v. 1, n. 2, p. 45–58, 1983.

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS (CONARQ). Portal do Conselho Nacional de Arquivos. Disponível em: <http://conarq.arquivonacional.gov.br/documentos-eletronicos-ctde/perguntas-mais-frequentes.html>. Acesso em: 27 dez. 2018.

DOYLE, C. S. Outcome Measures for Information Literacy within the National Education Goals of 1990. Final Report to National Forum on Information Literacy. Summary of Findings. Washington, DC: Department of Education, 1992. (ERIC document n. ED 351033)

DUFF, W. Mediação arquivística. In: EASTWOOD, T.; MACNEIL (Eds.). Correntes atuais do pensamento arquivístico. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2016. p. 171–202.

DUFF, W.; FOX, A. ‘You’re a guide rather than an expert’: Archival reference from an archivist’s point of view. Journal of the Society of Archivists, v. 27, n. 2, p. 129–153, 2006.

FRATINI, R. Educação patrimonial em arquivos. Histórica – Revista Eletrônica do Arquivo Público do Estado de São Paulo, n. 34, 2009. Disponível em: <http://www.historica.arquivoestado.sp.gov.br/materias/anteriores/edicao34/materia05/texto05.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2018.

GILLILAND-SWETLAND, A. J.; KAFAI, Y. B.; LANDIS, W. E. Integrating Primary Sources into the Elementary School Classroom: A Case Study of Teachers’ Perspectives. Archivaria, v. 1, p. 89–116, 1999.

HOUAISS, A.; VILLAR, M. S. Dicionário Houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2009.

JARDIM, J. M. O acesso à informação arquivística no Brasil: problemas de acessibilidade e disseminação. In: Caderno de Textos. Mesa Redonda Nacional de Arquivos. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional (Brasil), 1999.

JARDIM, J. M.; FONSECA, M. O. Estudos de usuários em arquivos: em busca de um estado da arte. DataGramaZero, v. 5, n. 5, p. 1–13, 2004. Disponível em: <http://www.brapci.inf.br/index.php/article/download/7650>. Acesso em: 27 dez. 2018.

KOYAMA, A. C. Educação patrimonial em arquivos on-line: narrativas em rede e seus tecidos. RESGATE, v. 20, n. 23, p. 7–17, 2012.

KOYAMA, A. C. Arquivos on-line: práticas de memória, de ensino de História e de educação das sensibilidades. Tese de Doutorado—Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 2013.

KOYAMA, A. C. XI Congresso de Arquivologia do Mercosul. (A. C. N. de Andrade, Ed.) Arquivos, entre tradição e modernidade, volume 2: trabalhos apresentados nas sessões de comunicações livres e os eventos paralelos do XI Congresso de Arquivologia do Mercosul. Anais... In: DIÁLOGOS CONTEMPORÂNEOS SOBRE MEMÓRIA, ENSINO DE HISTÓRIA E ARQUIVOS. São Paulo: Associação de Arquivistas de São Paulo (ARQ-SP), 2015.

KOYAMA, A. C. Acervos documentais on-line, práticas de memória e experiências educacionais. ACERVO: Revista do Arquivo Nacional, v. 29, p. 74–88, 2016.

KRAUSE, M. G. Undergraduates in the Archives: Using an Assessment Rubric to Measure Learning. The American Archivist, v. 73, p. 507–534, 2010. Disponível em: <http://americanarchivist.org/doi/pdf/10.17723/aarc.73.2.72176h742v20l115>. Acesso em: 27 dez. 2018.

Literacia. Léxico Dicionário de Português On-line. [s.l: s.n.]. Disponível em: <https://www.lexico.pt/literacia/>. Acesso em: 27 dez. 2018.

MCCAUSLAND, S. A future without mediation? On-line access, archivists, and the future of archival research. Australian Academic & Research Libraries, v. 42, n. 4, p. 309–319, 2011.

MINAYO, M. C. DE S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: HUCITEC, 2010.

NESMITH, T. What is an archival education? Journal of the Society of Archivists, v. 28, n. 1, p. 1–17, 2007.

NIMER, C. L.; DAINES III, J. G. Teaching Undergraduates to Think Archivally. Journal of Archival Organization, v. 10, n. 1, p. 4–44, 2012.

NORA, Pierre. Entre memória e história: a problemática dos lugares. Projeto História. São Paulo, n. 10, p. 7-28, 1993. Disponível em: <https://revistas.pucsp.br/revph/article/download/12101/8763>. Acesso em: 27 dez. 2018.

PARRELA, I. D. Educação Patrimonial nos arquivos brasileiros: algumas experiências e perspectivas de uso da metodologia. Ciência da Informação, Brasília, v. 42, n. 1, p. 107–116, 2013. Disponível em: <http://basessibi.c3sl.ufpr.br/brapci/_repositorio/2015/09/pdf_2e9fee9105_0000016752.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2018.

SIQUEIRA, M. N. Em busca do multiusuário em instituições arquivísticas: o caso do Arquivo Nacional do Brasil. In: ENCONTRO BAD AO SUL, 3., 2018, Ferreira do Alentejo. Atas... BAD: no prelo.

SNAVELY, L.; COOPER, N. The information literacy debate. Journal of Academic Librarianship, v. 23, n. 1, p. 9–20, 1997.

STEVENSON, J. The on-line archivist: A positive approach to the digital age. In: CRAVEN, L. (Ed.). What are archives? Cultural and theoretical perspectives: a reader. Aldershot: Ashgate, 2008.

TAYLOR, H. A. Clio in the Raw: Archival Materials and the Teaching of History. American Archivist, v. 35, n. 3–4, p. 317–330, 1972.

UNESCO. Convenção para a proteção do patrimônio mundial, cultural e natural, 1972. Disponível em: <https://whc.unesco.org/archive/convention-pt.pdf>. Acesso em: 27 dez. 2018.

WILSON, I. Towards a Vision of Archival Services. Archivaria, v. 31, p. 91–100, 1990-1991.

YAKEL, E. Information Literacy for Primary Sources: Creating a New Paradigm for Archival Researcher Education. OCLC Systems & Services: International Digital Library Perspectives, v. 20, p. 61–64, 2004.

YAKEL, E.; TORRES, D. A. AI: Archival Intelligence and User Expertise. American Archivist, v. 66, p. 51–78, 2003.

Publicado
2018-12-26
Como Citar
Vieira, T., Bittencourt, P., & Siqueira, M. (2018). Perspectivas de uma literacia arquivística: reflexões sobre arquivos, mediação e usuários. Revista Ibero-Americana De Ciência Da Informação, 12(2), 385-404. https://doi.org/10.26512/rici.v12.n2.2019.17159