Edições anteriores

  • Dossiê 50 anos - Jornal Arte&Educação
    v. 1 n. 20 (2021)

    Imagem da Capa:
    Primeira página da edição experimental do Jornal Arte & Educação
    editado em setembro de 1970.
    Fonte: MIRANDA, Orlando. Coletânea do Jornal Arte & Educação. RJ: Editora Teatral, 2009.

  • O OLHAR DE JANO
    v. 19 n. 2 (2020)

    Este dossiê tem por objetivo investigar as relações entre a imagem (filmes, documentários, fotografia, vIdeoartes etc.) e o texto (literário, histórico, documentário etc.) para identificar, por meio do reconhecimento do uso específico da ficção textual e visual, como obras e artistas de diferentes épocas deram origem a todo um sistema de pensamento estético e filosófico no qual a ficção indica uma semântica do ver/ser visto como um motivo questionador da existência do sujeito.

  • Imagem de Philippe Enrico a partir do Disco de Festo (Museu Arqueológico de Heraklion)

    IMAGENS LEGíVEIS, TEXTOS VISíVEIS
    v. 19 n. 1 (2020)

    O dossiê Imagens legíveis, textos visíveis reúne artigos que exploram a relação entre a escrita e a imagem, o diálogo entre a literatura e as artes, tanto do ponto de vista teórico-metodológico quanto por meio de estudos de caso. 

  • Imagem e Utopia
    v. 18 n. 2 (2019)

    Este número da Revista VIS parece-nos de grande atualidade. O tema do dossiê é quanto mais pertinente em relação aos tempos difíceis e sombrios que o País está atravessando. Docentes de universidades brasileiras e estrangeiras se ocupam de utopias e distopias e seus elos complexos, mas fascinantes, criativos e transdisciplinares com as imagens e os textos literários. A utopia é, por excelência, um tema interdisciplinar. Sua complexidade advém da polissemia que a caracteriza. Questões políticas e ideológicas estão profundamente envolvidas em textos literários e produções visuais utópicas (paisagens, cidades-modelo, instalações, etc.). A natureza dualista da utopia é construída sobre a influência da estética e da política, criando as mais diversas posições interpretativas.

    Este dossiê mostra a complexidade das relações - antropológicas, históricas, filosóficas, estéticas, literárias, semióticas, etc. - sobre a utopia em suas múltiplas aparições e materializações nos campos da visualidade e da textualidade, destacando as relações entre imagens e a imaginação utópica e seus aspectos especulativos (tempo e espaço, em particular). 

  • Lars Tyrenius: no title, chalk and oil on canvas, 1978. Foto: Antenor Ferreira

    O FENÕMENO RÌTMICO NAS ARTES
    v. 18 n. 1 (2019)

    O Fenômeno Rítmico nas Artes:

    a pluridade e a complexidade do conceito "ritmo" em sua acepção lata considerada sob a perspectiva da estética, da filosofia e de diversas linguagens artísticas. 

  • Imagens e(m) Cena
    v. 17 n. 2 (2018)

    O dossiê Imagens e(m) Cena apresenta um recorte a partir do diálogo entre as Artes da Cena e as tecnologias de produção de imagem e de som, em especial a utilização das tecnologias digitais na composição cênica.

  • v. 17 n. 1 (2018)

    Fotografia de Alice Monteiro, 2014.

  • v. 16 n. 2 (2017)

    O Dossiê contempla  potencialidades da Investigação Baseada em Arte (IBA)  em: deslocar intencionalmente modos estabelecidos de se fazer pesquisa e conhecimentos em artes, ao aceitar e ressaltar categorias como incerteza, imaginação, ilusão, introspecção, visualização e dinamismo; explorar métodos de pesquisa qualitativa que sugerem respostas a questões que têm a ver com atitudes, sentimentos, sensações, percepções e construções sociais de sentido; apresentar perspectivas, exemplos, problemas, assuntos que sirvam como uma orientação e ajudem a ampliar o entendimento de pesquisa que se baseiam em conceitos, processos e formas de representação das artes.

  • v. 16 n. 1 (2017)

     

     

     

     

    Foto de Oto Reifschneider

  • v. 15 n. 2 (2016)

    Capa: Nelson Maravalhas, A Babelcedário (A Biblioteca Circular dos livros de pedra), 2007, óleo sobre tela, 131 x 150 cm. Fotógrafo Vinícius Goulart

     

  • v. 14 n. 2 (2015)

    Capa: Gê Orthof, noturno] [soturno - 2014.

  • Revista VIS, volume 12, número 2, ano 2013 - Editor Responsável: Thérèse Hofmann Gatti Rodrigues da Costa
    v. 12 n. 2 (2013)

    Editorial

     

    A morfogênese no contexto da arte computacional evolutiva

    Tiago Barros Pontes e Silva

     

    Metainstalações: expografia e montagem de exposições em arte computacional

    Tania Fraga

     

    Projetos ZN:PRDM e Ø25 ”“ Quarto Lago

    Gilberto Prado e Grupo Poéticas Digitais

     

    Da singulariade da arte tecnológica

    Cleomar Rocha

     

    ARTeligent: princípios e relações entre emergências e criatividade em arte computacional com agentes de inteligência artificial

    Francisco de Paula Barretto

     

    Diálogos criativos na gameficação da arte

    Carlos Praude

     

    Entre forma e comportamento: fluxos, metaestabilidade, interações

    Carlos Augusto Moreira da Nóbrega

     

    Aspectos teóricos e práticos em estética na produção do software e instalações A-Memory Garden 1.0

    Marília Lyra Bergamo

     

    O corpo ilustrado

    Mônica Tavares e Grupo arte, design e mídias digitais

     

    O hibridismo radical da arte digital

    Lúcia Santaella

     

    Mídias sociais expressivas e colaborativas

    Paulo Meirelles e Suzete Venturelli

     

    Memorias del futuro, prospectivas de la imaginación poética

    Raúl Niño Bernal

     

    Politique & poétique dans l’art-contemporain: 12 renversements. Hommage à Walter Zanini

    François Soulages

     

    Dissertações e Teses defendidas no PPG-Arte no período 2º/2013

     

    Normas para colaboradores

  • Dramaturgias da Cena: Tradições e Rupturas
    v. 9 n. 2 (2010)

    Editor responsável: Marcus Mota