A participação do Ministério do Turismo nas políticas de educação profissional em turismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/revistacenario.v9i2.35428

Palavras-chave:

educação profissional, políticas públicas, turismo, Ministério do Turismo

Resumo

A educação profissional supõe a possibilidade de empregabilidade dos indivíduos, bem como o aumento da qualidade dos serviços no turismo e da competitividade dos destinos turísticos nacionais. Dessa forma, é objetivo deste trabalho analisar a participação do Ministério do Turismo nas políticas públicas de educação profissional em turismo. Foram utilizados como metodologia os procedimentos de: pesquisa bibliográfica; análise documental nos Planos Nacionais de Turismo; e coleta de dados secundária em páginas, publicações e reportagens oficiais de Ministérios. Como resultados, observou-se que as políticas do Ministério do Turismo neste campo revelaram raras ações no ensino superior e médio, nenhuma na pós-graduação e uma forte concentração de ações em qualificação profissional. Sua análise confirmou a postura desarticulada com as demais pastas e políticas públicas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aguinaldo Cesar Fratucci, Universidade Federal Fluminense

Professor Associado do Departamento de Turismo da Universidade Federal Fluminense - UFF desde setembro de 2006. Coordenador do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Turismo (PPGTUR) da UFF no período de maio de 2015 a setembro de 2019. Doutor (2008) e Mestre (2000) em Geografia pela Universidade Federal Fluminense. Especialista na área de planejamento turístico e gestão de políticas públicas de turismo. Coordenador do Curso de Graduação em Turismo da UFF, entre outubro de 2006 a dezembro de 2009. Líder do Grupo de Pesquisa "Turismo, gestão e territórios". Coordenador do Grupo de Trabalho de Turismo em Áreas Protegidas (GTTAP) da Universidade Federal Fluminense, entre 2006 e 2013. Técnico da Diretoria de Planejamento da Cia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro - TurisRio, entre 1979 e 2002, onde ocupou diversos cargos gerenciais e participou de diversos projetos e atividades na área de planejamento turístico, com destaque para o Plano Diretor de Turismo do Estado do Rio de Janeiro 2000-2003. Áreas de interesse: turismo; ordenamento territorial do turismo; epistemologia do turismo; planejamento e gestão de destinos turísticos; políticas públicas de turismo; planejamento turístico; turismo, trabalho e território; trabalhadores do turismo: paradigma da complexidade; Rio de Janeiro (estado e cidade).

Referências

Bardin, L. (2011). Análise de conteúdo. Tradução Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70.

Brasil (2008). Lei nº 11.771, de 17 de setembro de 2008. Dispõe sobre a Política Nacional de Turismo. Brasília, 17 de setembro de 2008.

Brasil (1999). LEI Nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 20 de dezembro de 1996.

Campos, J. R. V. (2005). Educação profissional no brasil. In: Trigo L. G. G. Análises regionais e globais do turismo brasileiro. São Paulo: Roca.

Catramby, T. C. V; Costa, S. R. R. (2005). Estudo de caso sobre a capacitação docente na área de turismo no estado do Rio de Janeiro. Caderno Virtual de Turismo. v. 5, n. 2, p. 11-28.

Dwyer, L.; Forsyth, P.; Dwyer, W. (2010). Tourism Economics and Policy. Grã-Bretanha: Channel View Publications.

Feres, M. M. (2015). Políticas Públicas para Educação Profissional e Tecnológica (EPT) no Brasil. São Paulo, 01 de setembro de 2015. Disponível em http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=22151-apresentacao-mec-setec-estadao-pdf&Itemid=30192. Acessado em 13 de setembro de 2018.

Manfredi, S. M. (2016). Educação Profissional no Brasil. Atores e Cenários ao Longo da História. Paco Editorial.

Ministério da Educação. (2016). Linha do tempo. Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica. Brasília, 11 de abril de 2016. Disponível em http://redefederal.mec.gov.br/images/pdf/linha_tempo_11042016.pdf. Acessado em 13 de setembro de 2018.

Ministério do Turismo (2015). Diretrizes Nacionais de Qualificação em Turismo. Brasília.

Ministério do Turismo (2003). Plano Nacional do Turismo: diretrizes, metas e programas, 2003 - 2007. Brasília.

Ministério do Turismo (2007). Plano Nacional do Turismo: uma viagem de inclusão. 2007 - 2011. Brasília.

Ministério do Turismo (2013a). Plano Nacional do Turismo: o turismo fazendo muito mais pelo Brasil, 2013 - 2016. Brasília.

Ministério do Turismo (2013b). Conheça o programa. Disponível em: http://www.pqi.turismo.gov.br/site/conheca-o-programa.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo. (2013c) Perguntas frequentes. Disponível em: http://www.pqi.turismo.gov.br/site/conheca-o-programa.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2017a). Governo Federal anuncia o Brasil + Turismo, pacote de medidas para desenvolver o setor no país. Disponível em http://www.turismo.gov.br/ultimas-noticias/7691-governo-federal-anuncia-o-brasil-turismo,-pacote-de-medidas-para-desenvolver-o-setor-no-pa%C3%ADs.html. Acessado em 29 de dezembro de 2017.

Ministério do Turismo (2017b). Portaria nº 8, de 6 de janeiro de 2017. Brasília.

Ministério do Turismo (2017c). Portaria nº 46, de 4 de abril de 2017. Brasília.

Ministério do Turismo (2018a). Plano Nacional do Turismo: mais emprego e renda para o Brasil, 2018-2022. Brasília.

Ministério do Turismo (2018b). Brasil Braços Abertos: Perguntas Frequentes. Disponível em http://www.turismo.gov.br/assuntos/7857-perguntas-mais-frequentes-%E2%80%93-brasil-bra%C3%A7os-abertos.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2018c). Brasil Braços Abertos: Sobre. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/assuntos/11530-brasil-bra%C3%A7os-abertos-inscri%C3%A7%C3%B5es-2018.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2018d). Curso Gestor de Turismo: Perguntas Frequentes. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/assuntos/11771-perguntas-mais-frequentes-gestor-de-turismo.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2018e). Curso Gestor de Turismo: Sobre. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/assuntos/11538-curso-gestor-de-turismo.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2018f). MédioTec PRESENCIAL. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/assuntos/7957-mediotec.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2018g). PRONATEC. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/assuntos/7959-pronatec-turismo.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2018h). Perguntas Mais Frequentes ”“ PRONATEC Voluntário EAD. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/assuntos/7858-perguntas-mais-frequentes-%E2%80%93-pronatec-volunt%C3%A1rio-ead.html. Acessado em 01 de dezembro de 2018.

Ministério do Turismo (2020). Qualificação. Disponível em: http://www.turismo.gov.br/qualifica%C3%A7%C3%A3o.html. Acessado em 23 de novembro de 2020.

Nogueira, E. M.; Costa-Neto, C. P. L.; Silva, G.P. (2013). Qualificação profissional como suporte para implantação do etnoturismo na comunidade indígena Ingarikó (RR). Revista Brasileira de Ecoturismo, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 424-441, mai/jul.

Parente, F; Moesch, M. (2016). Desafios das políticas de qualificação para um turismo mais humanizador. Anais do Seminário da ANPTUR.

Pimentel, T. D.; Paula, S. C.; Oliveira, M. C. B. (2016). Uma reflexão sobre a qualificação na formação em turismo: relevância da micro e pequena empresa para o destino turístico. Turismo y Sociedad, v. 18, p. 159-177, jan/jun.

Rejowski, M. (2001). Ensino em turismo no Brasil: reflexões sobre a realidade do ensino de graduação de 1970 a 2000. Caxias do Sul: EDUCS.

Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (2004). Proposta em Discussão: Políticas Públicas para a Educação Profissional e Tecnológica. Brasília.

Tomazoni, E. L. (2007). Educação Profissional em Turismo. Cria-se Mercado pela Formação? Turismo em Análise, v. 18, n. 2, p. 197-219.

Downloads

Publicado

2021-05-28

Como Citar

Silva, I. C. M. da, & Cesar Fratucci, A. (2021). A participação do Ministério do Turismo nas políticas de educação profissional em turismo. Cenário: Revista Interdisciplinar Em Turismo E Território, 9(2), 135–149. https://doi.org/10.26512/revistacenario.v9i2.35428

Edição

Seção

Artigos