Perspectivas acerca da assessoria jurídica popular

Novo projeto institucional do MAJUP Isabel da Silva

Autores

  • Valéria Fiori da Silva MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Flávia Costa Gosch MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Isabela Tassia Lopes MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Jamili Vieira de Oliveira MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Isabelle Balan Bortolotti MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Vinicius Brasil MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Guilherme Dalazuana MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Gabriela Ferreira MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Anna Carolina Lucca Sandri MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Pedro de Perdigão Lana MAJUP Isabel da Silva - UFPR
  • Jaqueline Andrade
  • Daiane Moraes Pego

DOI:

https://doi.org/10.26512/insurgncia.v2i2.19350

Palavras-chave:

AJUP. Universidade. Projeto de extensão

Resumo

O Movimento de Assessoria Jurídica Universitária Popular (MAJUP) Isabel da Silva é um coletivo de extensão/comunicação popular que existe desde 2001, ainda que com outro nome, e que neste quadriênio de 2016 a 2020 busca novo reconhecimento institucional junto á Universidade Federal do Paraná.  O presente projeto foi construído coletivamente por docentes e discentes, a partir dos princípios extensionistas de nossa universidade e da experiência acumulada pelo grupo nos últimos anos.

 

Referências

CAMACHO, Daniel. “Movimentos sociais: algumas discussões conceituais”. Em: KRISCHKE, Paulo J.; WARREN, Ilse Scherer (Org.). Uma revolução no cotidiano? Os novos movimentos sociais na América Latina. São Paulo: Brasiliense, 1987.
CAMPILONGO, Celso. “Assistência jurídica e realidade social: apontamentos para uma tipologia do serviços legais”. Em: _____; PRESSBURGER, Miguel. Discutindo a assessoria popular. Rio de Janeiro: AJUP/FASE, 1991.
DUSSEL, Enrique Domingo. Ética da libertação na idade da globalização e da exclusão. Tradução de Ephraim F. Alves, Jaime A. Clasen e Lúcia M. E. Orth. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 2002.
FREIRE, P. Extensão ou Comunicação. 10 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.
GALEANO, Eduardo. As veias abertas da América Latina. Tradução de Galeno de Freitas. 43 ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.
GONÇALVES, M. R. G. Pensar é seguir a linha de fuga do voo da bruxa: Pesquisa sociopoética com estudantes de Direito sobre a arte na formação do jurista. Tese (Doutorado em Direito), Faculdade de Direito, Universidade de Brasília, Brasília. 2013.
LUZ, Vladimir de Carvalho. Assessoria jurídica popular no Brasil: paradigmas, formação histórica e perspectivas. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2008.
OIKAWA, Marcelo. Porecatu: a guerrilha que os comunistas esqueceram. São Paulo: Expressão Popular, 2011.
PONTES, Daniele Regina. Direito à moradia: entre o tempo e o espaço das apropriações. Curitiba: Programa de Pós-Graduação (Doutorado) em Direito da UFPR, 2012.
PRESSBURGER, Miguel. “A construção do estado de direito e assessorias jurídicas populares”. Em: _____; CAMPILONGO, Celso. Discutindo a assessoria popular. Rio de Janeiro: AJUP/FASE, 1991.
RIBAS, Luiz Otávio. “Assessoria jurídica universitária popular (verbete)”. Em: Captura Críptica: direito, política e atualidade, Florianópolis: CPGD/UFSC, v. 1, n. 1, jul/dez. de 2008.
SODRÉ, Nelson Werneck. Brasil: radiografia de um modelo. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 1977.

Downloads

Publicado

19.11.2018

Como Citar

SILVA, Valéria Fiori da et al. Perspectivas acerca da assessoria jurídica popular: Novo projeto institucional do MAJUP Isabel da Silva. InSURgência: revista de direitos e movimentos sociais, Brasília, v. 2, n. 2, p. 101–124, 2018. DOI: 10.26512/insurgncia.v2i2.19350. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/insurgencia/article/view/19350. Acesso em: 20 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.