Os modos de governar de Gomes Freire de Andrada no Rio de Janeiro

entre o poder central e os poderes locais no século XVIII (1733-1743)

Autores

  • Victor Hugo Abril UNIRIO

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i13.20034

Palavras-chave:

Império Português. Governos Coloniais. Rio de Janeiro.

Resumo

O presente artigo pretende de maneira sucinta deslindar os dez, dentre trinta, anos de governo de Gomes Freire de Andrada na capitania do Rio de Janeiro. Percebendo nessa conjuntura a questão do Estado do Brasil e como se tecem as redes de relação entre o dito governador, as elites locais e o governo em Lisboa. Através disso, questionar a maneira como se dão os embates e negociações entre os poderes locais e o poder geral nessas conquistas, que tinha seu representante nesses domínios no ultramar na instituição do ofício de governador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABRIL, Victor Hugo. “Modos de Governar nos Domínios Ultramarinos Portugueses: Gomes Freire de Andrada
entre as ordens régias e os poderes locais no Rio de Janeiro do século XVIII”. In: Mneme ”“ Revista de
Humanidades. Caicó (Rio Grande do Norte), vol. 09 nº 24, setembro e outubro, 2008.
BETHENCOURT, Francisco, CHAUDHURI, Kirti (orgs.). História da Expansão Portuguesa. O Brasil na
Balança do Império (1697-1808). vol. 3 Lisboa: Círculo de Leitores, 1999.
BICALHO, Maria Fernanda. A Cidade e o Império. O Rio de Janeiro no século XVIII. Rio de Janeiro:
Civilização Brasileira, 2003.
________ A Cidade do Rio de Janeiro e a Articulação da Região em torno do Atlântico-Sul: Séculos XVII e
XVIII. Revista de História Regional, v. 3, nº. 2, inverno de 1998.
BOXER, Charles Ralph. O Império Marítimo Português (1415-1825). São Paulo: Companhia das Letras, 2002.
BURKE, Peter. A Escrita da História. São Paulo: Editora UNESP, 1992.
CAVALCANTE, Paulo. Negócios de Trapaça. Caminhos e Descaminhos na América Portuguesa (1700-1750).
São Paulo: Hucitec: Fapesp, 2006.
CARDIM, Pedro. Corte e Cultura Política no Portugal do Antigo Regime. Lisboa: Cosmos, 1998.
CHARTIER, Roger, FERROS, Antônio (dir.). Europa, America y el mundo. Tiempos Historicos. Madrid:
Marcial Pons, 2006.
ELLIOT, John. Imperio del Mundo Altántico. España y Gran Bretaña em America (1492-1830). Madrid:
Taurus, 2006.
FERLINI, Vera Lúcia Amaral, BICALHO, Maria Fernanda (orgs.). Modos de Governar. Idéias e Práticas
Políticas no Império Português séculos XVI a XIX. São Paulo: Alameda, 2005.
FERNANDES, Valter Lenine. “Embates e ajustes na política e administração do Império Ultramarino Português:
a dinâmica da alfândega do Rio de Janeiro (1728-1743). In: Mneme ”“ Revista de Humanidades. Caicó (Rio
Grande do Norte), vol. 09 nº 24, setembro e outubro, 2008.
FRAGOSO, João, BICALHO, Maria Fernanda, GOUVÊA, Maria de Fátima (orgs.). O Antigo Regime nos
Trópicos: A Dinâmica Imperial Portuguesa (séculos XVI-XVIII). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2001.
GREENE, Jack. Negociated Authorities. Essays in Colonial Political and Constitucional History. Chalottesville
and London: The University Press of Virginia, 1994.
________ “Tradições de governo consensual na construção da autoridade do Estado na América dos Impérios
Europeus da Época Moderna”. In: GOUVÊA, Maria de Fátima, FRAGOSO, João. Na Trama das Redes. Rio de
Janeiro: Civilização Brasileira, (no prelo).
HESPANHA, António Manuel, XAVIER, Ângela Barreto. A Representação da Sociedade e do Poder. IN:
MATTOSO, José (org.). História de Portugal. Lisboa: Editorial Estampa, 1999.
________ As vésperas do Leviathan: instituições e poder político. Lisboa: Almedina, 1994.
________ Depois do Leviathan. Revista Almanack Braziliense. São Paulo, n.5. maio de 2007, p. 55-66.
MONTEIRO, Nuno Gonçalo, CARDIM, Pedro, CUNHA, Mafalda Soares da. Optima Pars. Elites Ibero-
Americanas do Antigo Regime. Lisboa: ICS, 2005.
PRADO JUNIOR, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo. 15ª ed. São Paulo, Ed. Brasiliense, 1977.
PUJOL, Xavier Gil. “Centralismo e Localismo? Sobre as relações Políticas e Culturais entre Capital e
Territórios nas Monarquias Européias dos Séculos XVI e XVII”. Penélope: Fazer e Desfazer História, nº 6,
Lisboa, 1991
RAMINELLI, Ronald. Viagens Ultramarinas. Monarcas, Vassalos e Governo a Distância. São Paulo: Alameda,
2008.
RUSSEL-WOOD, A. J. R. “Centros e Periferias no Mundo Luso-Brasileiro (1500-1808)”. Revista Brasileira de
História. São Paulo, vol.18, nº 36, 1998.
SAMPAIO, Antônio Carlos Jucá. Na Encruzilhada do Império. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001.
SCHAUB, Jean-Frédéric. Portugal na Monarquia Hispânica (1580-1640). Lisboa: Livros Horizonte, 2001.
SOIHET, Rachel, BICALHO, Maria Fernanda Baptista, GOUVÊA, Maria de Fátima Silva (orgs.). Culturas
Políticas: ensaios de história cultural, história política e ensino de história. Rio de Janeiro: FAPERJ, 2006.
SOUZA, Laura de Mello e. O Sol e Sombra: Política e Administração na América Portuguesa do Século XVIII.
São Paulo: Companhia das Letras, 2006.
THOMAZ, Luis Filipe. De Ceuta a Timor. Lisboa: Difel, 1994.
VAINFAS, Ronaldo (org.). Dicionário do Brasil Colonial. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

Downloads

Publicado

2011-04-15

Como Citar

ABRIL, Victor Hugo. Os modos de governar de Gomes Freire de Andrada no Rio de Janeiro: entre o poder central e os poderes locais no século XVIII (1733-1743). Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 13, p. 175–186, 2011. DOI: 10.26512/emtempos.v0i13.20034. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/20034. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.