A MODERNIDADE E O RÁDIO EM RIBEIRÃO PRETO/SP (1924-1937)

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i13.20027

Palavras-chave:

Modernidade. Rádio. Ribeirão Preto.

Resumo

Simbolizando a modernidade enquanto experiência histórica especifica da cultura que procurava lidar com as transformações das esferas tecnológica e econômica, o rádio foi, enquanto a televisão não existia, o meio através do qual as novidades tecnológicas, os modismos culturais, as mudanças políticas, as informações e o entretenimento chegaram ao
mesmo tempo aos mais distantes lugares do país, possibilitando uma intensa troca entre a modernidade e a tradição. Em 1924, um ano após a implantação oficial do rádio no Brasil - com a fundação da “Rádio Sociedade do Rio de Janeiro” - instalava-se em Ribeirão Preto, cidade localizada no nordeste do Estado de São Paulo, a “Rádio Club de Ribeirão Preto”, considerada a terceira emissora a ser instalada no interior paulista. Por aproximadamente três décadas, esta rádio foi a única emissora a operar na cidade, tornando-se uma importante formadora de opinião pública, articuladora do cotidiano, do consumo e dos valores da sociedade em questão. O eixo central deste artigo foi refletir sobre a implantação e o desenvolvimento do rádio em Ribeirão Preto, avaliando sua relação com os anseios e projetos de inserção da cidade na modernidade, assim como as modificações sofridas pelo meio nas décadas de 1920 e 30 e o impacto desse novo veículo de comunicação sobre a vida cotidiana da população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BAUDELAIRE, Charles. O pintor da vida moderna. Lisboa: Vega, 1993.
BERMAN. M. Tudo que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo:
Cia. das Letras, 1986.
CARRATO, José F. Comes e Bebes na Belle Époque ribeirãopretana. Revista Regional de
História, Franca, v. 1, n. 1, p. 189-196, nov., 1990/1991.
CARVALHO, Marta M. Chagas de. Molde nacional e fôrma cívica: higiene, moral e trabalho
no projeto da Associação Brasileira de Educação (1924-1931). 1986. 302 f. Tese (Doutorado
em Educação)- Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 1986.
DOIN, J. E. M. A Belle Époque caipira: problematizações e oportunidades interpretativas da
modernidade e urbanização no mundo do café (1952-1930) ”“ a proposta da Cemumc. In:
Revista Brasileira de História, São Paulo, v.27, n. 53, p. 91-122, 2007.
FAORO, Raymundo. A modernização Nacional. Existe um pensamento político brasileiro?.
São Paulo: Ática, 1994.
HARDMAN, F. F. Trem fantasma: a modernidade na selva. São Paulo: Companhia das
Letras, 1988.
MARANHÃO FILHO, Luiz. Desenvolvimento histórico do rádio no Brasil. 2. ed. Olinda:
Jangada, 2000.
MARCO, Benhur de. O controle da mídia e a radiodifusão em Santa Catarina. 1991. 263 f.
Dissertação (Mestrado em Sociologia Política) - Universidade Federal de Santa Catarina,
Curitiba, 1991.
McLUHAN, Marshall. Rádio: tambor tribal. In: ______. Os meios de comunicação de massa
como extensões do homem. São Paulo: Cultrix, 1971, p. 145-183.
MORIN, Edgar. O espírito do tempo. In: ______. Cultura de massas no século XX. Rio de
Janeiro: Forense Universitária, v. 1, 1981, p. 134-176.
PAZIANI, Rodrigo Ribeiro. Construindo a petit Paris: Joaquim Macedo Bittencourt e a Belle
Époque em Ribeirão Preto (1911-1920). 2004, 248 f. Tese (Doutorado em História) -
Faculdade de História Serviço Social e Direito, Universidade Estadual Paulista “Júlio de
Mesquita Filho”, Franca, 2004.
ROVERI, Wilson. Rádio bom demais. Ribeirão Preto: [s.n], 1986.
SAES, Flávio Azevedo Marques de. A grande empresa de serviços públicos na economia
cafeeira, 1850-1930. São Paulo: Hucitec, 1986.
SAMPAIO, Mário Ferraz. História do rádio e da televisão no Brasil e no mundo: memórias
de um pioneiro, 2 ed. Rio de Janeiro: Fenorte, 2004.
SEMEGHNI, Ulisses. Indústria e café em Campinas. Campinas: Ed. UNICAMP, 1998.
SIMÕES, Roberto. Do pregão ao jingle. In: BRANCO, Renato; MARTENSEN, Rodolfo I. ;
REIS, Fernando (Planej. e coord.). História da propaganda no Brasil. São Paulo: T. A
Queiroz, v. 21, 1990, p. 152-185.
TAVARES, Reynaldo C. Histórias que o rádio não contou. 2. ed. São Paulo: Harbra, 1999.
TINHORÃO, José Ramos. Música popular: do gramofone ao rádio e TV. São Paulo: Ática,
1981.
TOTA, Antônio Pedro. A locomotiva no ar: rádio e modernidade em São Paulo 1924-1934.
São Paulo: Secretaria de Estado da Cultura /PW, 1990.
FONTES DOCUMENTAIS
A ESTAÇÃO do Coração de São Paulo. Diário da Manhã, Ribeirão Preto, 23 maio, 1934.
ALMANAQUE Ilustrado de Ribeirão Preto. Ano I, Ribeirão Preto, Sá, Manaia & Cia., 1913,
p. 07-47.
ASPECTOS locaes. A Cidade, Ribeirão Preto, 20 ago., 1914, p.1.
ATA DA CÂMARA. Atos da Câmara. Microfilmado, rolo 58-A, Flash 06, n. 7, 1898 -1902.
Ribeirão Preto: Câmara Municipal de Ribeirão Preto, 2002.
BENEDICTUS qui venit!... Diário da Manhã, Ribeirão Preto, 20 mar., 1909, p. 3.
BRASIL. Decreto-lei n° 21.111, de 1 março de 1932. Dispõe sobre os serviços de
radiodifusão e regulamenta a inclusão de propaganda comercial. Coleção das leis e decretos
de 1932, Atos do Governo Provisório, Rio de Janeiro, v. 2, p. 292-364, fev. /abr., 1942.
CINEMATÓGRAFO. A Cidade, Ribeirão Preto, 22 jun. 1918, p. 4 apud PAZIANI, Rodrigo
Ribeiro. Construindo a petit Paris: Joaquim Macedo Bittencourt e a Belle Époque em
Ribeirão Preto (1911-1920). 2004, 248 f. Tese (Doutorado em História) - Faculdade de
História Serviço Social e Direito, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”,
Franca, 2004.
IBGE. Recenseamento geral do Brasil. Séries regionais, censos econômicos: agrícola,
industrial, comercial e dos serviços, quadros totais referentes ao Estado de São Paulo e de
distribuição dos municípios. Rio de Janeiro, 1920.
MENDES, Lúcio (Olívio Silvério Filho). Depoimento Projeto Memória Oral. Ribeirão Preto:
MIS (Museu da Imagem e do Som de Ribeirão Preto), 1996. 1 fita cassete (60min.), estéreo.
NO AR a história do rádio. A Cidade, Ribeirão Preto, 13 jul., 1982, p. 9.
O GRANDE concurso de Rádio do Diário da Manhã. Diário da Manhã, Ribeirão Preto, 10
jan., 1937. p. 1.
PORTO ALEGRE. (Pedro Evaristo Schiavon). Depoimento Projeto Memória Oral. Ribeirão
Preto: MIS (Museu da Imagem e do Som de Ribeirão Preto), 1996. 1 fita cassete (60min.),
estéreo
PRA-7, RADIO Club de Ribeirão Preto. A voz do Coração de São Paulo. Vida Doméstica,
Rio de Janeiro, out., 1934, p. 12.
PRA-7. Radio Club de Ribeirão Preto. A Tarde, Ribeirão Preto, 12 jul., 1936, p. 9.
PROGRAMA PARA hoje. Diário da manhã, Ribeirão Preto, 10 dez, 1937, p. 2.
RADIO CLUBE de Ribeirão Preto. A Cidade, Ribeirão Preto, 14 jan., 1934, p. 4.
RADIO de Ribeirão Preto. A Cidade, Ribeirão Preto, 8 jan., 1934, p. 6.
RADIO-THEATRO DA PRA-7. Ribeirão Preto, Diário de Notícias, 17 out., 1937, p. 9.

Downloads

Publicado

2011-04-15

Como Citar

A MODERNIDADE E O RÁDIO EM RIBEIRÃO PRETO/SP (1924-1937). Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 13, p. 41–62, 2011. DOI: 10.26512/emtempos.v0i13.20027. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/20027. Acesso em: 27 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.