A Nova História no Brasil: Um estudo das apropriações teóricas e metodológicas no livro Festas e Utopias no Brasil Colonial de Mary Del Priore.

Autores

  • Thiago Granja Belieiro Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Unesp Assis. Universidade do Oeste Paulista de Presidente Prudente.

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v0i30.14725

Palavras-chave:

Historiografia. Teoria. Apropriação.

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar as relações teóricas e metodológicas entre a historiografia brasileira e a terceira e a quarta geração dos Annales. Tendo como fonte de investigação o livro Festas e Utopias no Brasil Colonial da historiadora brasileira Mary Del Priore, procura-se através desta visualizar uma pequena parte das apropriações de conceitos, temas e metodologias de pesquisa da historiografia francesa que aportam em parte importante da produção historiográfica brasileira nos final dos anos 80 e início dos anos 90. Cercando-se da perspectiva teórica de Michel de Certeau, Pierre Bourdieu e Roger Chatier, a investigação vai caminhar no sentido de perceber como se deu as apropriações de conceitos, teorias e métodos da historiografia francesa na obra escolhida como fonte, notando ainda como tais apropriações são fundamentais para a Operação Historiográfica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARROS, José D'Assunção. Imaginário, Mentalidades e Psico-História: Uma discussão historiográfica. Revista Eletrônica do Centro de Estudos do Imaginário. Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, RO. 2000. Disponível em: http://www.cei.unir.br/artigo71.html#_ftn1. Acesso em 07 de Julho de 2014.

BELIEIRO, Thiago Granja. História (sociológica) da História:Proposições para o uso de conceitos de Pierre Bourdieu nas análises historiográficas. Não publicado.

BOURDIEU, Pierre. Os Usos Sociais da Ciência: Por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo, Edunesp, 2002.

BOURDIEU, Pierre. O Poder Simbólico. São Paulo: Bertrand Brasil, 1977.

BURKE, Peter. A Escola dos Annales. São Paulo, Unesp, 1990.

BURKE, Peter. O que é História Cultural?Rio de Janeiro, Zahar, 2005.

BURKE, Peter. Cultura Popular na Idade Moderna. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

CAPELATO, Maria Helena Rolim. Perfil dos Programas de Pós-Graduação em História do País. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA. São Paulo, Vol 14, nº 28, 271-303, 1994.

CERTEAU, Michel. A Operação Historiográfica. In: CERTEAU, Michel. A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002. : 45-115.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. 2. ed., Portugal: Difel, 2002.

DIEHL, Astor Antônio. A cultura historiográfica brasileira nos anos 1980. Porto Alegre, Evangraf, 1993.

FERREIRA, André Lopes et AL (orgs) História: Diálogos e Paradigmas. Jundiaí, Paco Editorial, 2013.

FICO, Carlos e POLITO, Ronald A história no Brasil (1980-1989) elementos para uma avaliação historiográfica. Ouro Preto, Editora UFOP, 1992.

FERREIRA, Antonio Celso. A Historiografia profissional Paulista: Expansão e descentramento. In: GLEZER, Raquel (org.) Do passado ao futuro: Edição comemorativa dos 50 anos da Anpuh. São Paulo, Editora Contexto, 2011.

GLEZER, Raquel (org.) Do passado ao futuro: Edição comemorativa dos 50 anos da Anpuh. São Paulo, Editora Contexto, 2011.

GEERTZ, Clifford. A Interpretação das Culturas. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1978.

HUNT, Lynn. A Nova História Cultural. São Paulo: Martins Fontes, 1992. PRIORE, Mary Del. Festas e Utopias no Brasil Colonial. São Paulo, Editora Brasiliense, 1994.

RAMOS, Igor Guedes. Genealogia de uma operação historiográfica: as apropriações dos pensamentos de Edward Palmer Thompson e Michel Foucault pelos historiadores brasileiros na década de 1980. 2014. 378: Tese (Doutorado em História e Sociedade) Unesp, Assis, 2014.

REIS, José Carlos. Escola dos Annales: A inovação em História. São Paulo, Paz e Terra, 2004.

ROJAS, Carlos António Aguirre. Tese sobre o itinerário da historiografia do século 20: uma visão de longa duração. In: ROJAS, Carlos Aguirre e MALERBA, Jurandir. Historiografia Contemporânea em Perspectiva Crítica. Bauru, Edusc, 2007. p. 13-31.

ROIZ, Diogo da Silva, SANTOS, Jonas Rafael dos. As Transferências Culturais na Historiografia Brasileira: Leituras e apropriações do movimento dos Annales no Brasil. Jundiaí, Paco Editorial, 2012.

Downloads

Publicado

2017-10-23

Como Citar

BELIEIRO, T. G. A Nova História no Brasil: Um estudo das apropriações teóricas e metodológicas no livro Festas e Utopias no Brasil Colonial de Mary Del Priore. Em Tempo de Histórias, [S. l.], n. 30, 2017. DOI: 10.26512/emtempos.v0i30.14725. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/14725. Acesso em: 7 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos