Formação de tradutores e tradutoras: sobre o uso da pesquisa narrativa como método para compreender os processos de desenvolvimento da competência tradutória

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v10.n2.2021.29132

Palavras-chave:

Estudos da Tradução. Pesquisa Narrativa. Competência Tradutória. Análise documental.

Resumo

Ao longo das últimas décadas, diferentes discussões vêm sendo realizadas, dentro dos Estudos da Tradução, sobre a noção de Competência Tradutória e seus componentes. Este artigo adota o modelo de competência tradutória do grupo Procés d’Adquisició de la Competència Traductora i Avaluació PACTE (2003) e toma como ponto de partida o relativamente baixo número de investigações específicas sobre o subcomponente psicofisiológico desse modelo. Associando essa lacuna ao fato de se tratar de um componente não facilmente observável ou mensurável por meio de exames ou métodos externos ao indivíduo, este artigo busca discutir como a Pesquisa Narrativa pode contribuir para o campo disciplinar, fornecendo métodos que permitam uma melhor compreensão desse subcomponente e dos processos de desenvolvimento da Competência Tradutória de tradutores e tradutoras em formação. O artigo se ancora em discussões sobre os métodos e possibilidades oferecidas pela Pesquisa Narrativa — como Clandinin et al. (2017), Connelly e Clandinin (2006) e Dutra e Mello (2008) —; em discussões sobre Competência Tradutória — como PACTE (2003) e Lara (2016) —; e discute a narrativa de uma tradutora em formação, com vistas a mostrar a viabilidade da proposta de pesquisa aqui apresentada. A discussão do caso é realizada a partir do registro bibliográfico da narrativa — em que são discutidas as percepções da discente sobre seus processos de desenvolvimento da Competência Tradutória, suas percepções sobre sua capacidade de segmentação textual e sua insegurança em empreender tarefas de tradução. Este artigo sugere que, no médio-longo prazo, um trabalho sistemático de coleta e análise de narrativas de tradutores e tradutoras em formação poderá elucidar questões relativas ao desenvolvimento da Competência Tradutória e, assim, suprir a lacuna aqui identificada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Antonio de Sousa Alves, Universidade Federal da Paraíba

Doutor em Estudos da Tradução (2014) pela Universidade Federal de Santa Catarina. Mestre em Estudos Linguísticos (2006) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Graduado em Letras (2003) pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professor da Universidade Federal da Paraíba.

Edilza Maria Medeiros Detmering , Universidade Federal da Paraíba

Doutoranda em Antropologia, Mestre em Antropologia (2018), Pós-Graduada em Linguística (2010) e Graduada em Tradução (2018) pela Universidade Federal da Paraíba.

Referências

Assis, R. C., Liparini, T., & Leipnitz, L. (2018). Formação de Tradutores e Tradutoras: o currículo de um Bacharelado em Tradução. In G. Pereira, & P. Costa (Eds.), Formação de Tradutores: por uma pedagogia e didática da tradução no Brasil (1ª. ed., v.5, pp. 301-324). Pontes Editores.

Barbosa, E. (2008). Metodologia da pesquisa: Instrumentos de coleta de dados em pesquisas educacionais. http://www.inf.ufsc.br/~vera.carmo/Ensino_2013_2/Instrumento_Coleta_Dados_Pesquisas_Educacionais.pdf

Bevilacqua, C. (2017). Traduzidos: uma experiência na formação de tradutores de português-espanhol. Caracol, (14), 82-102.

Clandinin, D. J., Cave, M. T., & Berendonk, C. (2017). Narrative inquiry: a relational research methodology for medical education. Medical Education, 51(1), 89-96.

Connelly, F. M., & Clandinin, D. J. (2006). Narrative Inquiry. In J. L. Green, G. Camilli, & P. B. Elmore (Eds.), Handbook of Complementary Methods in Education Research (pp. 375-85). Lawrence Erlbaum.

Detmering, E. (2018). Auto-reflexão sobre o desenvolvimento da competência tradutória a partir da tradução de textos técnicos de matemática do francês para o português do Brasil [Monografia, Universidade Federal da Paraíba].

Dutra, D. P., & Mello, H. (2008). Self-Observation and Reconceptualization. In P. Kalaja; V. Menezes; A. M. F. Barcelos (Eds.) Narratives of Learning and Teaching EFL. Palgrave Macmillan.

Gonçalves, J. L. V. R. (2015). Repensando o desenvolvimento da competência tradutória e suas implicações para a formação do tradutor. Graphos, 17, 114-130.

Kiraly, D. (2000). A socio constructivist approach to translator education: empowerment from theory to practice. St. Jerome.

Labov, W. (2006). Narrative pre-construction. Narrative Inquiry, 16(1), 37-45. https://www.ling.upenn.edu/~wlabov/Papers/NPC.pdf

Lara, C. P. (2016). The Competence Paradigm in Education applied to the Multicomponent Models of Translator Competences. In M. Marczak (Ed.), The Journal of Translator Education and Translation Studies, 1(2), pp. 4-19.

Maluf, S. W. (1999). Antropologia, narrativas e a busca de sentido. Horizontes Antropológicos, 5(12), 69-82. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-71831999000300069&lng=en&nrm=iso

Mattos, A., & Caetano, E. (2019). Os Sentidos da formação narrativas de professores de inglês sobre suas experiências de ensino e aprendizagem. Revista do GELNE, 21(1), 3-19.

McMillan, J. H., & Schumacher, S. (1997). Research in Education. Addison Wesley Educational Publishers Inc.

PACTE. (2003). Building a translation competence model. In F. Alves (Ed.). Triangulating Translation (pp. 43-66). John Benjamins.

Paiva, V. L. M. (2008). A pesquisa narrativa: uma introdução. Rev. bras. linguist. apl., 8(2), 261-266. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1984-63982008000200001&lng=en&nrm=iso

Pimentel, A., Neto. (2019). A influência das atividades de extensão em tradução no desenvolvimento dos componentes psicofisiológicos de tradutores em formação [Monografia, Universidade Federal da Paraíba].

Vasconcellos, M. L., Espindola, E., & Gysel, E. (2017). Interdisciplinaridade no ensino da tradução: Formação por competências, abordagem por tarefas de tradução, tipologia textual baseada em contexto. Cadernos de Tradução, 37(2), 177-207. http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-79682017000200177&lng=en&nrm=iso

Publicado

13-05-2021

Como Citar

ALVES, Daniel Antonio de Sousa; DETMERING , Edilza Maria Medeiros. Formação de tradutores e tradutoras: sobre o uso da pesquisa narrativa como método para compreender os processos de desenvolvimento da competência tradutória. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 10, n. 2, p. 01–20, 2021. DOI: 10.26512/belasinfieis.v10.n2.2021.29132. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/29132. Acesso em: 27 maio. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.