Tradução comentada do conto “Petrosinella” de Giambattista Basile

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/belasinfieis.v8.n3.2019.23056

Palavras-chave:

Literatura Italiana. Literatura Infantil. Conto maravilhoso. Rapunzel. Giambattista Basile.

Resumo

Trata-se da tradução literária do conto de fadas “Petrosinella”, presente no livro Lo cunto de li cunti ovvero lo trattenemiento de peccerille (O conto dos contos ou o entretenimento dos garotinhos), também chamado de Pentamerone ossia la fiaba delle fiabe (Pentamerão, ou seja, a fábula das fábulas), obra-prima do escritor italiano Giambattista Basile, original de Nápoles, que viveu entre 1575-1632. Lo cunto de li cunti é uma antologia composta por quarenta e nove contos maravilhosos narrados durante cinco dias ou jornadas e enquadrados por uma narrativa que é também um conto maravilhoso, totalizando cinquenta deles articulados entre si para compor a obra. Essa coletânea foi publicada póstuma e originalmente em dialeto napolitano, língua falada na porção meridional da Itália, na região de Nápoles, fato que dificultou a divulgação da obra de Basile no restante da península e na Europa, por conta da restrição linguística ligada ao dialeto. Assim, a obra prima do autor napolitano permaneceu, durante muito tempo, desconhecida do público literário em geral. Foi somente em 1925 que a obra foi traduzida para o italiano standard, recebeu o nome Pentamerone, título atribuído pelo filósofo e crítico literário Benedetto Croce, que realizou tal tradução em alusão à estrutura narrativa empregada no Decamerone, de Giovanni Boccaccio. Contudo, antes mesmo dos italianos em geral terem contato com a obra, os bibliotecários, escritores e filólogos alemães Jacob e Wilhelm Grimm conheceram-na por intermédio do amigo Clemens Brentano (de família com origem italiana), fato que impulsionou a tradução da obra para a língua germânica, em 1846 pelo estudioso Félix Liebrecht, para a qual os irmãos Grimm escreveram um prefácio. Em virtude desse dado, atestado pelo pesquisador Andrea Lombardi (2015), e da confluência entre seus enredos, é possível afirmar que “Petrosinella”, primeiro conto maravilhoso narrado na segunda jornada do Pentamerone, pode ser o texto-fonte de “Rapunzel”, conhecidíssimo conto de fadas pela versão dos Grimm, que legou à Literatura Infantil e ao imaginário popular a figura da famosa personagem de longuíssimos cabelos, reclusa durante muitos anos numa alta torre. Em outras palavras, a personagem “donzela da torre”, forma pela qual a bela Rapunzel é identificada pelos folcloristas. Com isso, chegamos à conclusão de que é inegável a contribuição de Basile para o nascer da Literatura infantil. Nesse sentido, com o objetivo de alargar o escopo de autores europeus estudados nesse campo de pesquisa em nosso país, acreditamos ser relevante propor para o público brasileiro a leitura da versão infantojuvenil do conto em italiano, agora traduzida para o português e acompanhada de notas explicativas a respeito de questões que envolvem aspectos culturais e tradutórios. A intenção é tanto a de promover uma leitura em português quanto de contribuir para que a obra de Basile seja mais conhecida no Brasil.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adriana Aparecida de Jesus Reis, UNESP/IBILCE

É graduanda do Curso de Licenciatura em Letras com habilitação em Português/ Italiano pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Câmpus de São José do Rio Preto. Desenvolveu duas pesquisas, em nível de Iniciação Científica, com fomento da FAPESP (Nº do processo: 2016/09280-4) e sob a orientação da Profa. Dra. Maria Celeste Tommasello Ramos, atuando nos seguintes temas na área dos Estudos Literários: Intertextualidade; Literatura Comparada; Literatura Italiana, Mitologia e Conto Maravilhoso (Conto Popular). Atualmente, é bolsista do Programa de Iniciação à Docência (PIBID), projeto de extensão voltado ao ensino de Língua Portuguesa para alunos da Escola Estadual Maria de Lourdes Murad de Camargo de São José do Rio Preto-SP.

Maria Celeste Tommasello Ramos, Unesp - Ibilce / Docente

Doutora (2001) e Mestre (1994) em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp). Graduada em Letras com Habilitações em Português e Francês (1989) e em Italiano (1993) pela mesma instituição. Realizou estágio de pós-doutorado (2007) na Universidade de São Paulo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2. É professora livre-docente aposentada pela Universidade Estadual Paulista.

Downloads

Publicado

25-07-2019

Como Citar

REIS, Adriana Aparecida de Jesus; RAMOS, Maria Celeste Tommasello. Tradução comentada do conto “Petrosinella” de Giambattista Basile. Belas Infiéis, Brasília, Brasil, v. 8, n. 3, p. 245–256, 2019. DOI: 10.26512/belasinfieis.v8.n3.2019.23056. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/belasinfieis/article/view/23056. Acesso em: 16 jul. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.