A vocalidade em um devir-professora nas artes da cena

reverberar memórias e subjetividades, confabular encantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/vozcen.v4i01.48487

Palavras-chave:

Vocalidade, Subjetividade, Memória, Devir-professora, Epistemologias feministas

Resumo

O artigo propõe uma reflexão sobre os conceitos de memória e subjetividade, considerando sua relação com as práticas da oralidade e da vocalidade como elementos que integram um processo de formação docente na área da voz na cena. A partir do que nomeia como um devir-professora, postula a multiplicidade dos saberes vocais como possibilidade de ensino-aprendizagem situada em perspectivas feministas e decoloniais, para além dos disciplinamentos e construções de outridades impostos pelas epistemologias ocidentalizadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Franciele Machado de Aguiar, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, Florianópolis/SC, Brasil

Franciele Machado de Aguiar é doutora em Artes Cênicas pelo PPGAC/UDESC, mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e bacharela em Teatro com habilitação em Interpretação Teatral pela mesma instituição. Cursa Licenciatura em Teatro pelo Sistema Universidade Aberta do Brasil da Universidade de Brasília - UAB/UnB e é integrante do Coletivo Escrita Performativa. Foi docente substituta na área de Práticas Vocais no curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) entre 2021 e 2022. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Teatro, atuando principalmente nos seguintes temas: processos de criação cênica, atuação, vocalidade e imaginário, poéticas e pedagogias vocais, pedagogias feministas e decoloniais nas artes da cena, escrita performativa e escritas de pesquisa em artes.

Referências

AGUIAR, Franciele Machado de. Confabular o encante nos afetos da voz: ressonâncias imaginais da vocalidade em um devir-professora nas artes da cena. Florianópolis: Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas/Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Artes, Design e Moda. 2022. Tese (Doutorado em Artes Cênicas). Disponível em: http://sistemabu.udesc.br/pergamumweb/vinculos/0000a2/0000a2b5.pdf Acesso em: 10 jun. 2023.

BERTH, Joice. O que é empoderamento? São Paulo: Sueli Carneiro/Pólen, 2019.

CAVARERO, Adriana. Vozes plurais: filosofia da expressão vocal. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

DUNN, Leslie C.; JONES, Nancy A. (org.) Embodied voices: representing female vocality in western culture. New York: Cambridge University Press, 1994.

FEDERICI, Silvia. Mulheres e caça às bruxas. São Paulo: Boitempo Editorial, 2019.

HOOKS, bell. A língua: ensinando novos mundos, novas palavras. In: HOOKS, bell. Ensinando a transgredir: a educação como prática da liberdade. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2013, p. 223-234.

HOOKS, bell. Erguer a voz: pensar como feminista, pensar como negra. São Paulo: Editora Elefante, 2019.

JESUS, Luciano Mendes de; PEREIRA, Sayonara Souza. Ressonâncias/vibrações e ondas/radiações: os cantos africano-diaspóricos na obra de Jerzy Grotowski através da cosmopercepção Bantu-Kongo. Voz e Cena, [S. l.], v. 2, n. 01, p. 88-117, jun. 2021. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/vozecena/article/view/34138. Acesso em: 05 mai. 2023.

KILOMBA, Grada. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

MARTINS, Leda Maria. Oralitura e pesquisa em arte: aproximações entre escritas e arquivamento. Seminário Modos de escrita e arquivamento da pesquisa em arte - Nossas revoluções. Rio de Janeiro: PPGArtes UERJ, 31 de março de 2023. YouTube. 1 vídeo (150min). [Live] Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=DzvAvJNyY8s Acesso em 08 abr. 2023.

MARTINS, Leda Maria. Performances da oralitura: corpo, lugar da memória. Letras, [S. l.], n. 26, p. 63-81, jun. 2003. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/letras/article/view/11881. Acesso em: 09 abr. 2023.

RUFINO; Luiz; SIMAS, Luiz Antônio. Encantamento: sobre política de vida. Rio de Janeiro: Mórula Editorial, 2020.

WALSH, Catherine; OLIVEIRA, Luiz Fernandes de; CANDAU, Vera Maria. Colonialidade e pedagogia decolonial: para pensar uma educação outra. Arquivos Analíticos de Políticas educativas, [S.l.], v. 26, n. 83, p. 1-12, jul. 2018. Disponível em: https://epaa.asu.edu/index.php/epaa/article/view/3874/2102 Acesso em: 06 mai. 2023.

ZUMTHOR, Paul. Introdução à poesia oral. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2010.

Downloads

Publicado

29-06-2023

Como Citar

Aguiar, F. M. de. (2023). A vocalidade em um devir-professora nas artes da cena: reverberar memórias e subjetividades, confabular encantes. Voz E Cena, 4(01), 63–74. https://doi.org/10.26512/vozcen.v4i01.48487

Edição

Seção

Dossiê Temático - Artigos

Categorias