A Empregada da Sufragista

discurso, produção cultural e acolhimento em um espetáculo negro feminino

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/vozcen.v4i01.48468

Palavras-chave:

Teatro Negro Feminino, Teatro Negro, A Empregada da Sufragista, Processo Criativo, Produção Cultural, Vozes Negras

Resumo

O presente artigo objetiva, a partir do encontro entre seis mulheres negras, apresentar o processo criativo e produção cultural do espetáculo A Empregada da Sufragista, de Gabriela Porfírio e Naiara Lira, estreado em 30 de julho de 2019 em Brasília - DF. Como coluna vertebral da construção do espetáculo, as autoras relatam experiências de dororidade, acolhimento, produção cultural e construção da voz/ vocalidades das personagens a partir de um discurso feminino negro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Naiara Gonçalves de Almeida (Naiara Lira) , Universidade de Brasília - UnB, Brasília/DF, Brasil

Naiara Gonçalves de Almeida (Naiara Lira) - é Mestra em Artes Cênicas pela Universidade de Brasília - UnB (2021) com a pesquisa A RAIVA COMO AFETO: produção cultural, processo criativo e acesso às Teatralidades Negras Brasileiras. A pesquisa recebeu Menção Honrosa de Melhor Dissertação no Prêmio UnB de Pós Graduação 2022. Atriz premiada pelo 23º Troféu Câmera Legislativa do DF durante o 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (2018), Naiara recebeu Menção Honrosa de melhor atriz de curta metragem no Five Continents International Film Festival – Venezuela (2019), ambos pelo protagonismo no curta "Presos que Menstruam" de Alisson Sbrana. Já em 2020, recebeu 3 prêmios de teatro pela lei Aldir Blanc DF: "Duo Camboatá" (atriz, cantora e diretora) "A Empregada da Sufragista" (diretora e roteirista) e como atriz do Coletivo Enleio. Como cantora profissional, lançou o álbum autoral "Retalhos" (2013) e realizou turnês na Holanda (2012), Sérvia (2012 e 2013) e Austrália (2015).

Gabriela Porfírio, Universidade de Brasília - UnB, Brasília/DF, Brasil

Formada em Letras - Português/Latim; especialista em Língua Portuguesa e Mestra em Linguagens pela Universidade Federal Fluminense, onde também foi monitora de Língua Portuguesa. Já foi professora do Curso Pré-Vestibular Social do CEDERJ (Rio de Janeiro) durante cinco anos. Dá aulas de Língua Portuguesa, Literatura Brasileira, Inglês e Redação para alunos do Ensino Fundamental II e Médio. Atualmente é professora do Ensino Fundamental II no município do Rio de Janeiro.

Referências

LIMA, Evani Tavares. Um olhar sobre o teatro negro do Teatro Experimental do Negro e do Bando de Teatro Olodum. 307 p. Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Artes, Campinas, SP, 2010. Disponível em: http://www.repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/283930 Acesso em 13/07/21.

LORDE, Audre. Irmã Outsider; tradução Stephanie Borges. Título original: Sister Outsider. Belo Horizonte (MG): Autêntica Editora, 2019. Disponível em: https://docero.com.br/doc/eex5xve - Acesso em 18/08/21.

MARTINS, Leda Maria. A cena em sombras. São Paulo: Perspectiva, 1995.

NASCIMENTO, Abdias do. Teatro experimental do negro: trajetória e reflexões. Estudos Avançados. São Paulo, USP, vol.18, n.50, pp. 209-24, 2004. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/240971972_Teatro_experimental_do_negro_trajetoria_e_reflexoes - Acesso em 23/11/20.

NEPOMUCENO, Nirlene. Testemunhos de Poéticas Negras: De Chocolat e a Cia Negra de Revistas no Rio de Janeiro (1926 a 1927). 167 f. Mestrado em História. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2006. Disponível em: http://livros01.livrosgratis.com.br/cp007937.pdf - Acesso em 18/08/21.

VAN DIJK, T. El estudio del discurso. In: VAN DIJK, T. El discurso como estructura y proceso. Barcelona: Gedisa, 2000. Cap. 1, pp. 21-65.

VAN DIJK, T. Ideology. In: The International Encyclopedia of Political Communication (MAZZOLENI [Ed.]). 2002.

Downloads

Publicado

29-06-2023

Como Citar

Almeida, N. G. de, & Porfírio, G. (2023). A Empregada da Sufragista: discurso, produção cultural e acolhimento em um espetáculo negro feminino. Voz E Cena, 4(01), 126–144. https://doi.org/10.26512/vozcen.v4i01.48468

Edição

Seção

Dossiê Temático - Artigos

Categorias

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.