Biodiversity, Conservation and Sustainability in Biology Texbooks in Brazil

Authors

  • Daniel Louzada-Silva Universidade de Brasília; Faculdade de Educação; Programa de Pós-Graduação em Educação; Doutorando.
  • Maria Helena da Silva Carneiro Universidade de Brasília; Faculdade de Educação.

DOI:

https://doi.org/10.18472/SustDeb.v5n1.2014.9914

Keywords:

Biodiversity, Conservation, Sustainability, High School, Brazilian National, Program of Textbooks

Abstract

Eight high school biology textbook collections selected by the Brazilian National Program of
Textbooks were evaluated with regards to biodiversity, conservation and sustainability concepts.
The approach given to these themes differed greatly among collections, which could be explained
in part by the flexible standards proposed by the Program. Besides some conceptual inaccuracies,
we also detected that the thought style employed to approach biological topics was not always
strictly scientific being strongly influenced by mass media and virtual information. The subject
with the greater variety of approach was sustainability and all textbooks referred to subjects such as pollution, deforestation, wildfire and recycling.

Downloads

Download data is not yet available.

Metrics

Metrics Loading ...

Author Biographies

Daniel Louzada-Silva, Universidade de Brasília; Faculdade de Educação; Programa de Pós-Graduação em Educação; Doutorando.

Biólogo, mestre em Desenvolvimento Sustentável, doutorando em Educação. Professor licenciado da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal.

Maria Helena da Silva Carneiro, Universidade de Brasília; Faculdade de Educação.

Bióloga, Pedagoga, Doutora em Educação Universidade Paris VII. Professora da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília.

References

AMABIS, J; MARTHO, G. Biologia. São Paulo: Editora Moderna. 2010.
BEGON, M.; TOWSEND, C.R.; HARPER, J. Ecologia ”“ de indivíduos a ecossistemas,
4ª edição. Porto Alegre: Artmed. 2007.
BIZERRIL, M.X.A. O cerrado nos livros didáticos de geografia e ciências. Ciência
Hoje, v. 32, n.192, p. 56-60. 2003.
BIZERRIL, M.X.A.; FARIA, D.S. A escola e a conservação do cerrado: uma análise do
ensino fundamental do Distrito Federal. Revista Eletrônica do Mestrado em
Educação Ambiental, v. 10, p. 19-31. 2003.
BIZZO, N. Novas bases da Biologia. São Paulo: Editora Ática. 2010.
BRASIL, Ministério da Educação, Programa Nacional do Livro Didático. Edital de
convocação para inscrição no processo de avaliação e seleção de obras didáticas
para o Programa Nacional do Livro Didático PNLD 2012 ”“ Ensino Médio. Brasília,
DF. 2009. Disponível em http://www.fnde.gov.br/programas/livro-didatico/livrodidatico-
editais/item/3014-editais-anteriores, acesso em 19 de setembro de 2013.
BRASIL, Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Guia de livros
didáticos: PNLD 2012: Biologia. ”“ Brasília: 76 p.: il. 2011.
CACHELIN, A.; NORVELL, R.; DARLING, A. Language Fouls in Teaching Ecology: Why
Traditional Metaphors Undermine Conservation Literacy. Conservation Biology, v.
24, n. 3, p. 669-674. 2010.
CARDOSO-SILVA, C.B.; OLIVEIRA, A.C. Como os livros didáticos de Biologia abordam
diferentes formas de estimar a biodiversidade? Ciência & Cultura, v.19, n.1, p.
169-180. 2013.
CARNEIRO, M.H.S.; SANTOS, W.L.P.; MÓL, G.S. Livro didático inovador e professores:
uma tensão a ser vencida. Ensaio ”“ Pesquisa em Educação em Ciências, v. 7, n.2,
p. 119-130. 2005.
DRUMMOND, J.A. A primazia dos cientistas naturais na construção da agenda
ambiental contemporânea. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 21, n. 62, p. 5-
25. 2006.
EL-HANI, C.; ROQUE, N.; ROCHA, P.L.B.R. Livros didáticos de Biologia do ensino
médio: Resultados do PNLEM/2007. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 27,
n.1, p. 211-240. 2011.
FLECK, L. Gênese e Desenvolvimento de um Fato Científico. Belo Horizonte:
Fabrefactum. 2010.
FONSECA, M.J.C.F. A biodiversidade e o desenvolvimento sustentável nas escolas
do ensino médio de Belém (PA), Brasil. Educação e Pesquisa, v. 33, n.1, p. 63-79.
2007.
GOODLAND, R. The Concept of Environmental Sustainability. Annu. Ver. Ecol. Syst.,
v. 26, p. 1-24. 1995.
GRACE, M. Developing High Quality Decision-Making Discussions About Biological
Conservation in Normal Classroom Setting. International Journal of Science
Education, v. 31, n.4, p. 551-570. 2009.
GRACE, M.M.; RATCLIFFE, M. The science and values that young people draw upon
to make decisions about biological conservation issues. International Journal of
Science Education, v. 24, n.11, p.1157-1169. 2002.
LINHARES, S.E.; GEWANDSNAJDER, F. Biologia Hoje. São Paulo: Editora Ática. 2010.
LOPES, S.E.; ROSSO, S. Bio. São Paulo: Editora Saraiva. 2010.
LOUZADA-SILVA, D.; CARNEIRO, M.H.S. Fotografia e Diversidade Biológica em Livros
Discurso: compartilhando reflexões e sugerindo uma agenda para a pesquisa. Pro-
Posições, v. 17, n.1, p. 117-136. 2006.
MENDONÇA, V.E.; LAURENCE, J. Biologia para a nova geração. São Paulo: Editora
Nova Geração. 2010.
ODUM, E.P.; BARRET, G.W. Fundamentos de Ecologia. São Paulo: Thompson
Learning. 2007.
OLIVEIRA, B.J. Os circuitos de Fleck e a questão da popularização da ciência. In:
CONDÉ, M.L.L. (Organizador), Ludwik Fleck, estilos de pensamento na ciência, p.
121-144. Belo Horizonte: Fino Traço. 2012.
OTTE, G. Fato e pensamento em Ludwik Fleck e Walter Benjamin. In: CONDÉ, M.L.L.
(Organizador), Ludwik Fleck, estilos de pensamento na ciência, p. 109-119. Belo
Horizonte: Fino Traço. 2012.
PEZZI, A.; GOWDAK, D.E.; MATTOS, N. Biologia. São Paulo: FTD. 2010.
PRIMACK, R.; RODRIGUES, E. Biologia da Conservação. Londrina: Editora Planta.
2001.
REDFORD, K.; PADOCH, C. SUNDERLAND, T. Fads, Funding, and Forgetting in Three
Decades of Conservation. Conservation Biology, v. 27, n. 3, p. 437”“438. 2013.
RICKLEFS, R.E. A economia da natureza. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan.
2010.
SANTOS, F.S.; AGUILAR, J.B.V.; OLIVEIRA, M.M.A. (Organizadores) Ser Protagonista
Biologia. São Paulo: Edições SM. 2010.
SILVA JÚNIOR, C.; SASSON, S.; CALDINI, N. Biologia. São Paulo: Editora Saraiva.
2010.
SILVA, S.N.; SOUZA, M. L. O tema ambiente no livro didático de Biologia: uma análise
de conteúdo de três unidades temáticas. In: VI Encontro Pesquisa em Educação
Ambiental (EPEA), Ribeirão Preto: UNESP-UFSCAR. p. 1-12. 2012.
SOULÉ, M.E. What Is Conservation Biology? BioScience, v. 35, n. 11, p. 727-734.
1985.
WILSON, E.O. Introduction, In: REAKA-KUDLA, M.L.; WILSON, D.E. & WILSON, E.O.
(Editores). Biodiversity II, p. 1-3. Washington: Joseph Henry Press. 551 p. 1997.
WYNER, Y.; DESALLE, R. Taking the Conservation Biology Perspective to Secundary
School Classroom. Conservation Biology, v. 24, n. 3, p. 649-654. 2010.

Published

2014-04-30

How to Cite

Louzada-Silva, D., & Carneiro, M. H. da S. (2014). Biodiversity, Conservation and Sustainability in Biology Texbooks in Brazil. Sustainability in Debate, 5(1), 98–116. https://doi.org/10.18472/SustDeb.v5n1.2014.9914

Issue

Section

Artigos