ANÁLISE DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

Analysis of conservation units in the municipality of aparecida of goiânia: report of an experience of university extension

Autores

  • Alex Mota dos Santos
  • Estela Leal Chagas do Nascimento
  • Elisa Soares Rocha Barbosa
  • Rodrigo de Almeida Heringer
  • Marcília Alves Bezerra Pires
  • Bruno dos Santos Pereira

Palavras-chave:

ensino continuado, pratica extensionista

Resumo

Esse artigo tem como objetivo revelar uma experiência de extensão universi- tária que teve como foco analisar a importância da vegetação em áreas urbanas e urbanizadas. Para alcançar o objetivo aplicou-se a metodologia Hands-on a partir das atividades de extensão do projeto Aprender Fazendo para estudantes do ensino médio de escolas públicas e estudantes do ensino superior da Universidade Federal de Goiás, Aparecida de Goiânia. Os principais resultados revelaram práticas multi- disciplinares de ensino através de atividades em campo. Desse modo, na perspectiva das geociências, realizou-se análises integradas da paisagem nas Unidades de Con- servação e da relação entre a geologia local, preservação dos solos com a presença de vegetação nativa e das nascentes. Na perspectiva da cartografia, os estudantes do ensino superior elaboraram mapeamentos temáticos que foram analisados por estu- dantes do ensino médio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARAGÃO, R.; SANTOS NETO, E. dos; SILVA, P. B. da. Tratando da indisso- ciabilidade ensino, pesquisa, extensão. São Bernardo do Campo: UMESP, 2000.

BASSOLI, F. Atividades práticas e o ensino-aprendizagem de ciência (s): mitos, tendências e distorções. Ciência & Educação, v. 20, n. 3, p. 579-593, 2014. Disponível em: < http://dx.doi.org/10.1590/1516-73132014000300005>. Acesso em: Acesso em: 06 mai. 2020.

CRICHYNO, J. Áreas verdes: bem-estar e segurança nos espaços públicos na área central da cidade do Rio de Janeiro. Cidades Verdes, v.03, n. 4, p. 85-100, 2015. Disponível em: < https://www.amigosdanatureza.org.br/publicacoes/index.php/ci- dades_verdes/article/viewFile/948/971>. Acesso em: 20 dez. 2019.

DE LA BARRERA, F., REYES-PAECKE, S.; HARRIS, J.; BASCUÑÁN, D.; FA-

RÍAS, J. M. People’s perception influences on the use of green spaces in socioecono- mically differentiated neighborhoods. Urban Forestry & Urban Greening, v. 20, p. 254-264, 2016. Disponível em: < https://doi.org/10.1016/j.ufug.2016.09.007>. Acesso em: 25 jan. 2020.

ERNESTO, M.; CORDANI, U.G.; CARNEIRO, C.D.; DIAS, M.A.F.S.; MEN-

DONÇA, C.A.; BRAGA, E.S. Perspectivas do ensino de Geociências. Estudos Avan- çados, v. 32, n. 94, 2018. Disponível em: < https://www.scielo.br/pdf/ea/v32n94/0103- 4014-ea-32-94-00331.pdf>. Acesso em: 17 mar. 2020.

MARCIA ERNESTO, I UMBERTO G. CORDANI, II CELSO DAL RÉ CAR- NEIRO, III MARIA ASSUNÇÃO F. DA SILVA DIAS, IV CARLOS ALBERTO MENDONÇA V e ELISABETE DE SANTIS BRAGA V

FREITAS, H.; OLIVEIRA, M.; SACCOL, Z. A.; MASCAROLA, J. O método de

pesquisa survey. Revista de Administração, São Paulo, v.35, n.3, p. 105-112, 2000.

GAGO, E. J.; ROLDAN, J.; PACHECO-TORRES, R., ORDOÑEZ, J. (2013). The

city and urban heat islands: A review of strategies to mitigate adverse effects. Re- newable and Sustainable Energy Reviews, v. 25, p. 749-758, 2013. Disponível em:

<https://doi.org/10.1016/j.rser.2013.05.057>. Acesso em: 13 dez. 2019.

GOMES, M.A.S.; SOARES, B.R. A vegetação nos centros urbanos: considera- ções sobre os espaços verdes em cidades médias brasileiras. Estudos Geográficos, v. 1, n. 1, p. 19-29, 2003.

GOMIDE, M.L.; SANTOS, A. Registros das Terras Indígenas de Rondônia por meio de mapas mentais. Revista de Cultura e Extensão USP, v.13, p. 55-63, 2015. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/issn.2316-9060.v13i0p55-63>. Acesso em: 13 dez. 2020.

HEILBRONNER, N., REZULLI, J. 2016. The Schoolwide Enrichment Model in Science (A Hands-On Approach for Engaging Young Scientists. Prufrock Press Inc., Waco, Texas. 192 p.

JACOBI, C.M.; FLEURY, L.C.; ROCHA, A.C.C.L. Percepção Ambiental em Unidades de Conservação: Experiência com Diferentes Grupos Etários no Parque Estadual da Serra Do Rola Moça, MG. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE EXTEN- SÃO UNIVERSITÁRIA BELO HORIZONTE, 2., 2004, Belo Horizonte. Anais...

Belo Horizonte: 2004.

HUMAIDA, N.; PRASETYO, L.B.; RUSHAYATI, S.B. Priority assessment

method of green open space (case study: Banjarbaru City). Procedia Environ-

mental Sciences, v. 33, p. 354-364, 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2019.

LIRA, T.M.; CHAVES, M.P.S.R. Comunidades ribeirinhas na Amazônia: orga- nização sociocultural e política. INTERAÇÕES, v. 17, n. 1, p. 66-76, 2016. Dispo- nível em: < https://www.scielo.br/pdf/inter/v17n1/1518-7012-inter-17-01-0066.pdf>. Acesso em: 12 dez. 2019.

MENDONÇA, A.; ALCALA, S. G. S.; SANTOS, A.M. Experiências de Extensão Universitária na área de arborização da Universidade Federal de Goiás. Revista de Extensão, v. 15, p. 2-14, 2018. Disponível em:

n31p2>. Acesso 11 nov. 2019.

MENDONÇA, S. G. L.; SILVA, P. S. Extensão universitária: uma nova relação com a administração pública. Extensão Universitária: ação comunitária em univer- sidades brasileiras. São Paulo, v. 3, p. 29-44, 2002.

MONFREDINI, I. A extensão universitária no Brasil e as possibilidades de for- mação de sujeitos. In: XII CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - EDURE-

CE, 2015, Curitiba. Anais…. Curtiba: PUCPR, 2015.

NEVES, I. S.; VARGAS, K.B. Projeto de extensão em unidade de conservação: possibilidade de capacitação discente através do estágio do bacharel em geografia e do voluntariado. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICA-

DA, 18., 2019, Fortaleza. Anais...Fortaleza, UFC, Fortaleza: 2019.

NOGUEIRA, Maria das Dores Pimentel. Extensão Universitária no Brasil: uma revisão conceitual. In: FARIA, Dóris Santos de (org.). Construção Conceitual da Ex- tensão Universitária na América Latina. Brasília: Universidade de Brasília, p.57-72.

PAULA, J.P.L.; ZAINE, J.E.; LIMA, M.S.; OLIVEIRA, E.M. Análise fisiográfi-

cas aplicada à elaboração de mapa geológico-geotécnico de região da Serra do Mar e Baixada Santista. Geociências, v. 27, n. 2, p. 249-264, 2008. Disponível em: < http:// www.ppegeo.igc.usp.br/index.php/GEOSP/article/view/7060/6505>. Acesso em: 03 mar. 2020.

REIS, L.C.L.; SEMÊDO, L.T.A.S.; GOMES, R.C. Conscientização Ambiental: da Educação Formal a Não Formal. Revista Fluminense de Extensão Universitária, v. 2, n. 1, p. 47-60, 2012. Disponível em: < http://editora.universidadedevassouras.edu.

br/index.php/RFEU/article/view/442>. Acesso em: 26 nov. 2029.

SANTOS, A.M.; HOLMES, D.C.S.C.; RAMOS, H.F. Densidade demográfica: um estudo comparativo de duas metodologias a partir de imagens orbital e suborbital na

cidade de Aparecida de Goiânia/Goiás. Ateliê Geográfico, v. 12, n. 1, 175-200, 2018. Disponível em: < https://doi.org/10.5216/ag.v12i1.45968>. Acesso em 14 nov. 2019.

SANTOS, A. M.; FRANCO, T. F.; FARIAS, T. S. S.; SOUZA, D. L. L. Aprender

Fazendo: Cartografias: Relatos de experiência através da extensão universitária. Re- vista Conexão, v. 16, p. 1-1, 2020. Disponível em: <https://doi.org/10.5212/Rev.Cone- xao.v.16.14160.016>. Acesso em: 13 nov. 2019.

SANTOS, A. M. D.; MOTA, V. C. Análise espacial dos usos e da cobertura da terra no pantanal dos rios Guaporé e Mamoré/Rondônia. Revista Brasileira de Geo- mática, v. 5, p. 433-452, 2017. Disponível em: <https://periodicos.utfpr.edu.br/rbgeo/

article/download/5421/4357>. Acesso em: 15 nov. 2019.

SANTOS, A. M. Educação para o trânsito na escola: relato de uma experiência pedagógica a partir da extensão universitária. Revista diálogos: Pesquisa e exten- são universitária, v. 22, p. 19-34, 2019. Disponível em: < https://portalrevistas.ucb. br/index.php/RDL/article/view/9491/6100>. Acesso em: 18 dez. 2019.

SILVA, P. B. A dimensão da extensão nas relações com o ensino e a pesquisa. In: Plano Nacional de Extensão Universitária. Pró-Reitoria de Extensão. Disponível em: <http://uenf.br/reitoria/extensao/principal/plano-nacional-de-extensao-univer- sitaria/>. Acesso em: 18 fev. 2020.

TAVARES, Maria das Graças Medeiros. Os múltiplos conceitos de extensão. In: FARIA, Dóris Santos de (org.). Construção Conceitual da Extensão Universitária na América Latina. Brasília: Universidade de Brasília, p.73-84. 2001.

TAVARES, Maria das Graças Medeiros. Os múltiplos conceitos de extensão. In: FARIA, Dóris Santos de (org.). Construção Conceitual da Extensão Universitária na América Latina. Brasília: Universidade de Brasília, p.73-84. 2001.

ZARDIN, M.C.; OLIVEIRA, J.D.; ARTHUSO, J.P.; BIONDI, D. Perfil e percep-

ção dos frequentadores do parque municipal São Lourenço de Curitiba – PR. RE- VSBAU, v.12, n.3, p. 37-50, 2017. Disponível em: < https://revistas.ufpr.br/revsbau/ article/view/63573/pdf>. Acesso em: 14 dez. 2019.

Downloads

Publicado

2022-01-04

Como Citar

ALEX MOTA DOS SANTOS; ESTELA LEAL CHAGAS DO NASCIMENTO; ELISA SOARES ROCHA BARBOSA; RODRIGO DE ALMEIDA HERINGER; MARCÍLIA ALVES BEZERRA PIRES; BRUNO DOS SANTOS PEREIRA. ANÁLISE DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO NO MUNICÍPIO DE APARECIDA DE GOIÂNIA: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: Analysis of conservation units in the municipality of aparecida of goiânia: report of an experience of university extension. Participação, [S. l.], v. 20, n. 36, p. 97–113, 2022. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/participacao/article/view/45989. Acesso em: 18 jun. 2024.

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.