Conflitos políticos e articulações sociais: a história dos limites entre São Paulo e Minas Gerais na formação do território nordeste paulista ”“ 1720 a 1935

Autores

  • Dirceu Piccinato Junior
  • Ivone Salgado

DOI:

https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n13.2014.12042

Palavras-chave:

Disputas e formação, São Paulo e Minas Gerais, Conflitos políticos, Articulações sociais, Território pordeste paulista

Resumo

O desenvolvimento histórico de um determinadocontexto se faz sobre e com o espaço terrestre,e, dessa forma, toda formação social também éterritorial, pois, necessariamente, o social se espacializa.Neste sentido, o objetivo deste trabalhoé analisar e discutir os conflitos políticos acercados limites territoriais entre São Paulo e MinasGerais e as articulações sociais dos entrantesmineiros, conferindo destaque ao significado deterritório e aos processos de formação, ocupaçãoe transformação do que é hoje o territórioocupado do nordeste paulista. A questão acercadas disputas territoriais entre paulistas e mineiroscomeçou no ano de 1720, quando ocorreua primeira demarcação oficial. A partir dessadata, houve inúmeras e sucessivas tentativasde encerrar essas disputas, situação que só foiresolvida em 1935, quando foram efetivamentedefinidos e aceitos entre as partes os limites respectivos.Paralelamente aos conflitos políticos,a migração de mineiros para o nordeste paulistamarcou a conformação social desse espaçofísico. A história da formação desse territóriorevela, portanto, uma sociedade específica emum espaço determinado, num intercâmbio contínuoque possibilitou a humanização dessa área,materializando a sociabilidade numa paisageme numa estrutura territorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Dirceu Piccinato Junior

Arquiteto e urbanista formado pelo Centro Universitário Moura Lacerda, Ribeirão Preto - SP (2001), doutorando em Urbanismo pelo Pontifícia Universidade Católica de Campinas na área de História do pensamento urbanístico; desenvolve pesquisas no campo da História do urbanismo, História urbana e História da urbanização, particularmente sobre questões acerca da propriedade fundiária no processo de formações urbanas no Brasil Colonial e Imperial.

Ivone Salgado

Arquiteta pela FAU-USP (1978), doutora em Urbasnimo pelo Institut d'Urbanisme de Paris (1985) com realização de Pós-doutorado junto ao Instituto Universitario di Architettura di Veneza - Itália (2008). Entre 2006 e 2011 foi Pesquisadora Principal de Projeto Temático - FAPESP, Saberes eruditos e técnicos na configuração e reconfiguração de espaço urbano. Estado de São Paulo. Séculos XIX e XX, coordenado por Maria Stella Martins Bresciani do IFCH-UNICAMP. Atualmente é professora titular d Programa de Pós-graduação em Urbanismo e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC-Campinas; Professora Colaboradora junto ao PROURB da UFRJ, Bolsista Produtividade CNPQ-2; e realiza pesquisas no campo da história do urbanismo e da história urbana, especialmente sobre o higienismo e sobre o processo de fundação de cidade no Brasil Colônia e Império.

Downloads

Publicado

2017-12-13

Como Citar

Piccinato Junior, D., & Salgado, I. (2017). Conflitos políticos e articulações sociais: a história dos limites entre São Paulo e Minas Gerais na formação do território nordeste paulista ”“ 1720 a 1935. Paranoá, 13(13), 9–16. https://doi.org/10.18830/issn.1679-0944.n13.2014.12042

Edição

Seção

Teoria, História e Crítica