O desejo mimético e a missão (im)possível do tradutor

Autores

  • Rosa Maria Olher Universidade Estadual de Maringá

Palavras-chave:

tarefa do tradutor, tradução, desejo mimético

Resumo

Este trabalho tem como objetivo discutir a relação entre desejo mimético e tradução. Ao refletirmos sobre o desejo, podemos admitir (embora raramente) que invejamos ou desejamos, na verdade, aquele ou aquela que possui o objeto de nosso desejo e, que na verdade este último tem muito pouca importância. Em alguns casos, diríamos que ficaríamos mais satisfeitos ou teríamos mais prazer se o Outro não possuísse o objeto e, que no fundo preferíamos nós mesmo possuí-lo. Esse mecanismo é muito comumente usado em publicidade. Se pararmos para pensar, percebemos a tendência do ser humano de imitar o Outro, aquele/a que possui o produto ou objeto e, que nos parece completamente satisfeito/a por tê-lo ou por poder adquiri-lo. Partindo do pressuposto de que o ser humano pode fixar seu desejo em objetos relacionados com suas necessidades, angústias, faltas, etc., pode o tradutor ao executar sua tarefa ser levado pelo mecanismo do desejo?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-06-01

Como Citar

Olher, R. M. (2007). O desejo mimético e a missão (im)possível do tradutor. Revista Horizontes De Linguistica Aplicada, 6(1). Recuperado de https://periodicos.unb.br/index.php/horizontesla/article/view/27461

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.