Em Busca Da África no Brasil: o olhar etnográfico de Pierre Verger sobre a São Luís negra

Autores

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v22i42.50517

Palavras-chave:

Cultura Visual, Pierre Verger, Imagens, São Luís

Resumo

Este artigo propõe-se a analisar, com base no campo da Cultura Visual e na metodologia da análise serial de imagens, a produção do fotógrafo de origem francesa Pierre Verger. A análise recai sobre uma série de 6 imagens que mostra manifestações da cultura afro-brasileira existente na cidade de São Luís do Maranhão em 1948. Como resultado, observou-se a importância e polissemia da produção de Verger na valorização da “africanidade” enquanto herança cultural, especialmente em São Luís, considerando a construção histórica de estigmatização da cultura negra pelas elites locais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alvaro Moreira do Rego Neto, IFPA/UNIFESSPA

Mestrando do Programa de História e Cultura da Amazônia da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará. Especialista em Arte, Mídia e Educação pelo Instituto Federal do Maranhão. Graduado em História pela Universidade Estadual do Maranhão. Professor de História no Instituto Federal do Pará - IFPA, Campus Marabá Industrial onde também é integrante do NEABI (Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas), da Rede de NEAB, NEABIS e Grupos Correlatos - RENNEABI e do Comitê do Observatório do Mundo do Trabalho. Membro do Grupo de Pesquisa Mundus Novus: Núcleo de Estudos sobre História Moderna e Contemporânea da UFV e membro/pesquisador do Grupo de Pesquisa Territórios Indígenas e Etnoenvolvimento do IFPA. Tem experiência e interesse na área de História, com ênfase em História e Imagem, Ensino de História e História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena.

Referências

BARROS, A. E. A. O pantheon encantado: sujeitos, culturas e questão racial no processo de formação de identidade maranhense. In: BARROS, A. E. A.; NERIS, C. S. C.; BARROSO JÚNIOR, R. dos S.; BARBOSA, V. de O.; SALES, T. da S.; NERIS, W. S. (Org.). Histórias do Maranhão em tempos de república. São Luís, Edufma; Jundiaí, Paco Editorial: 2015. p. 37-73.

BOULER, J.-P. Le. Pierre Fatumbi Verger: Um homem livre. Salvador: Fundação Pierre Verger, 2002.

CAMARGO, D. Verger, a fotografia e um complexo sistema de crenças. In: Anais do ... XXXV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, 2012, Fortaleza - CE. São Paulo, SP: Intercom, 2012. v. 1. p. 150-165.

COELHO, M. B. O campo da fotografia profissional no Brasil. In: Varia História, Belo Horizonte, v. 22, n. 35: p. 79‐99, jan./jun., 2006.

CORRÊA, R. Formação social do Maranhão. São Luís: SIOGE, 1993.

COSTA, H.; SILVA, R. R. da. A fotografia moderna no Brasil. São Paulo: Cosac & Nasify, 2004.

COSTA, H. Entre o Local e o Global: A invenção da revista o cruzeiro. In: COSTA, H.; BURG, S. (Org.). As origens do fotojornalismo no Brasil: Um olhar sobre O Cruzeiro 1940/1960. 1. ed. Rio de Janeiro: Instituto Moreira Salles, 2012, v. 1, p. 8-31.

FERRETTI, M. Tambor de Mina em São Luis: dos registros da missão de pesquisas folclóricas aos nossos dias. Pós Ciências Sociais, v. 3, n. 6., 2006.

FERRETTI, S. Mario de Andrade e o tambor de crioula do Maranhão. Revista Pós Ciências Sociais, v. 5, p.93-112, 2006.

FERRETTI, S. Contribuição cultural do negro na sociedade maranhense. São Luís: UFMA, 2008. Trabalho apresentado em Mesa Redonda no Curso de Letras da Universidade Federal do Maranhão.

FERRETTI, S. Estórias da Casa Grande das Minas Jeje. In: Folheto casa das minas, Querebentã de Zomadônu. São Luís: IPHAN, 2008a, p 15-24.

FERRETTI, S. Querebentã de Zomadônu: etnografia da Casa das Minas do Maranhão. 3. ed. Rio de Janeiro: Pallas, 2009.

HOBSBAWM, E. J. Tempos fraturados. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

KNAUSS, P. O desafio de fazer história com imagens: arte e cultura visual. ArtCultura. Uberlândia, v. 8, n. 12, p. 97-115, jan./jun., 2006.

KOSSOY, B. Fotografia e história. São Paulo: Ateliê Editorial, 2001.

KOSSOY, B; CARNEIRO, M. L. T. O olhar europeu: o negro na iconografia brasileira do século XIX. São Paulo: Edusp, 1994.

LOUZADA, S. Decifrando as imagens técnicas. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. Rio de Janeiro: UERJ, 2005, p. 1-15.

LÜHNING, E. A. Pierre Fatumbi Verger e sua obra: uma homenagem. Afro-Ásia, n. 21/22, p. 315-364, 1999.

LÜHNING, E. A. Pierre Verger: repórter fotográfico. Rio de Janeiro. Editora: Bertrand Brasil, 2004.

MARTINI, G. T. A fotografia como instrumento de pesquisa na obra de Pierre Fatumbi Verger. 1999. Dissertação (Mestrado em Comunicação). Universidade de Brasília, Programa de pós-graduação em Comunicação, 1999.

MATORY, James Lorand. Jeje: repensando nações e transnacionalismo. Mana — Estudos de Antropologia Social, 5, 1, 1999, 57-80.

MAUAD, A. M. de S. A. Através da imagem: fotografia e história: interfaces. Revista Tempo, Niterói, UFF, Relume-Dumará, v. 1, p. 73-98, 1996.

MIGUEL, N. M. D.; CORREIA, Maria Rosa dos Santos. Os intelectuais no IPHAN e no IBGE na era Vargas. In: Anais... Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, 5. Salvador: ENECULT, 2009.

MORIN, F. (Org.). Roger Bastide - Pierre Verger: diálogo entre filhos de xangô. Correspondência 1947-1974. São Paulo: Edusp, 2017.

PARÉS, L. N. A correspondência entre Roger Bastide e Pierre Verger. Revista USP, v. 1, p. 177-184, 2019.

PÔSSA, C. M. de M. Estudio de la obra fotográfica de Pierre Verger. 2007. Tese (Doutorado em Artes) – Facultat de Belles Arts/Universitat de Barcelona, 2007.

ROLIM, I. C. P. Primeiras imagens: Pierre Verger entre burgueses e infrequentáveis. 2009. Tese (Doutorado em Sociologia). São Paulo, 2009.

SANTOS, E. R. Pierre Verger: O fotógrafo da cultura popular (Influências estéticas e estilos). In: Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura. Fotografia e Arte. Salvador – BA, 2010.

SCHWARCZ, L. M. O espetáculo das raças: cientistas, instituições e questão racial no Brasil 1870-1931. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

SOUTY, J. Pierre Fatumbi Verger: do olhar livre ao conhecimento iniciático. São Paulo: Ed. Terceiro Nome, 2011.

TEIXEIRA, M. H. Intercâmbio de ideias: Arthur Ramos e intelectuais das américas sobre a questão cultural negra (1930-1949). In: XXIX Simpósio Nacional de História (Contra os Preconceitos: História e Democracia), ANPUH, Brasília: UNB, 2017.

VERGER, P. Flux e reflux de le traite des esclaves entre le golfe du Bénin et Bahia de todos os santos, du dix-septième au dix-neuviè-me siècle. Paris: Mouton, 1968.

VERGER, P. Pierre Verger: 50 Anos de fotografia. 2. ed. Salvador: Fundação Pierre Verger: Andrea Jakobsson Estúdio, 2011.

VERGER, P. Uma rainha africana mãe de santo em São Luís. Revista da USP, São Paulo, v. 6, p. 151-158, jun./ago. São Paulo, 1990.

Downloads

Publicado

2023-12-22

Como Citar

REGO NETO, Alvaro Moreira do. Em Busca Da África no Brasil: o olhar etnográfico de Pierre Verger sobre a São Luís negra . Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 22, n. 42, p. 110–128, 2023. DOI: 10.26512/emtempos.v22i42.50517. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/50517. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.