Festa, Versos e Forró

Representações do São João de Campina Grande em Cordéis

Autores

  • Glauber Paiva da Silva Universidade Federal Rural de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i40.42002

Palavras-chave:

São João, Campina Grande, Cordéis

Resumo

O São João de Campina Grande é uma das maiores festividades do país, tanto na perspectiva financeira quanto em duração. Por conseguinte, foram criadas diversas representações sobre o “Maior São João do Mundo”, que é o slogan utilizado pela prefeitura. Dentre as representações, podemos citar as dos cordéis que em suas narrativas, conseguem fornecer uma variedade de informações sobre a festividade. Assim, o proposito dessa pesquisa é perceber quais as representações criadas pelos cordelistas sobre o São João de Campina Grande e suas narrativas de exaltação a políticos locais. Para a elaboração, nos debruçamos sobre alguns cordéis encontrados na Biblioteca de Obras Raras Átila de Almeida da UEPB. Acerca do conceito de representação, nos utilizamos de Chartier (1988). Acreditamos que este trabalho contribui na tentativa de pensar o São João de Campina Grande para além da festa espetacularizada, na tentativa de ser um fio condutor para tal discussão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BEZERRA, Adriano Alves. O Maior e o Melhor São João do Mundo. Gráfica Martins: Campina Grande, 2013.

CERTEAU, Michel de. A Operação Historiográfica. In: A Escrita da História. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1982.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Rio de Janeiro: Difel, 1988.

CIPRIANO, Arnaldo. Depósito de Mangaios e Capela São Pedro do Sítio São João. Fundação de Cultura e Esportes: Campina Grande, 2000.

DANTAS, João. Viva o São João de Campina Grande. Gráfica Martins: Campina Grande, S.D.

LIMA, Elizabeth Christina de Andrade. A Fábrica dos Sonhos: a invenção da festa junina no espaço urbano. 2° Edição. Campina Grande: EDUFCG, 2008.

MAKOWIECKY, Sandra. Representação: A Palavra, A Ideia, A Coisa. Cadernos de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Humanas. Dezembro, 2003.

MELLO, José Octávio de Arruda. Ronaldo Cunha Lima: a trajetória de um vencedor (1936-2007). João Pessoa: Ideia, 2015.

MONTEIRO, Manoel. Venha viver em Campina O Maior São João do Mundo. Gráfica Martins: Campina Grande, 2005.

MONTENEGRO, Rebeca; VIEIRA, Emilaine. Onde está o maior São João do mundo? Disponível em: https://exame.abril.com.br/entretenimento/onde-esta-o-maior-sao-joao-do-mundo/. Acesso em: 24 de Abril de 2018.

MORIGI, Valdir Jose. Narrativas do encantamento: o maior São João do mundo, mídia e cultura regional. Porto Alegre: Armazém Digital, 2007.

MULATINHA, Antonio da. O Maior São João do Mundo e a Micarande em Campina. FUNCESP: Campina Grande, 2001.

NÓBREGA, Zulmira. A Festa do Maior São João do Mundo: Dimensões Culturais da Festa Junina na Cidade de Campina Grande. Tese de Doutorado em Cultura e Sociedade. Salvador: Universidade Federal da Bahia, 2010.

SANTOS, Iremar. São João é no Luiza Motta. Gráfica Martins: Campina Grande, 2004.

SILVA, Andrêssa Livanilde da. O amor em versos: As relações afetivas e representações femininas na Paraíba Moderna (1920-1930) nos folhetos de cordéis. Licenciatura Plena em História. UFCG: Cajazeiras, 2015.

SOARES, Socorro. A Micarande e o Maior São João do Mundo. Gráfica Diplomata: Campina Grande, 1993.

Vila Sítio São João. Inventário. Disponível em: https://www.paraibacriativa.com.br/artista/vila-sitio-sao-joao/. Acesso em: 08 de fevereiro de 2022.

YÚDICE, George. A conveniência da cultura: os usos da cultura na era global. Belo Horizonte: UFMG, 2004.

Downloads

Publicado

2022-09-03

Como Citar

SILVA, G. P. da. Festa, Versos e Forró: Representações do São João de Campina Grande em Cordéis. Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 40, 2022. DOI: 10.26512/emtempos.v1i40.42002. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/42002. Acesso em: 3 fev. 2023.