A História da Câmara de Vereadores de Taquari no Século XIX, Rio Grande do Sul

Autores

  • Fernanda Schmitt Universidade do Vale do Taquari
  • Neli Galarce Machado Universidade do Vale do Taquari
  • Karen Pires Universidade do Vale do Taquari
  • Marcos Rogério Kreutz Universidade do Vale do Taquari

DOI:

https://doi.org/10.26512/emtempos.v1i41.43074

Palavras-chave:

Povoado. História. Taquari. Rio Grande do Sul.

Resumo

A fundação e formação política do município de Taquari, Rio Grande do Sul, está ligada, dentre outros fatores, às pretensões da Coroa portuguesa nos séculos XVIII e XIX. Portugal disposto a tomar posse do território conquistado a partir do Tratado de Madrid, estabeleceu um povoado transformado, ainda no século XVIII, em Freguesia, o qual alcançou o status de vila em 1849. A emancipação política da Vila de Taquari propiciou a formação de uma elite local representada na Câmara de Vereadores. O objetivo do artigo é apresentar a história do estabelecimento da Câmara de Vereadores entre os anos de 1849 e 1852. Fez-se uso de bibliografias regionais, das Atas e dos Ofícios da Câmara de Vereadores de Taquari, do período descrito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Schmitt, Universidade do Vale do Taquari

Mestre em História - UFRGS

 

Karen Pires, Universidade do Vale do Taquari

Doutora em Ciências - PPGAD Universidade do Vale do Taquari

Graduada em História

Marcos Rogério Kreutz, Universidade do Vale do Taquari

Doutor em Ciências - PPGAD Univates

Referências

AUTO DA CREAÇÃO. Auto da Creação da Villa de Taquari. Câmara de Vereadores de Taquari, 1849.

CHRISTILLINO, Cristiano Luís. Estranhos em seu próprio chão: o processo de apropriações e expropriações de terras na província de São Pedro do Rio Grande do Sul (O Vale do Taquari no período de 1840-1889). Dissertação (Mestrado em História) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2004.

CHRISTILLINO, Cristiano Luís. Litígios ao sul do Império: a Lei de Terras e a consolidação política da Coroa (1850-1880). Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2010.

COMISSOLI, Adriano. Os ‘homens bons” e a Câmara Municipal de Porto Alegre (1767- 1808). Porto Alegre: Editora UFRGS, 2008.

COSTA E SILVA, Riograndino. São José de Taquari: a história de minha terra. Porto Alegre: Edições Flama, 1972.

ECKERT, José. Maior parte dos bens nacionais foram devastados irresponsavelmente: ação governamental e extrativismo de erva mate durante o século XIX no Rio Grande do Sul. Temas Históricos, Marechal Cândido Rondon, v. 15, p. 457-480, 2011.

EIFLER, Ellen W. Bom Retiro do Sul: sua história... sua vida. Porto Alegre: Feplam, 1992.

FARIA, Octávio A. Monografia do município de Taquari. Porto Alegre: Instituto Estadual do Livro, 1981.

FARIAS, Jovani. Fazenda Vilanova sua história. Lajeado: Editora da Univates, 2012.

FERREIRA, Manoel. A evolução do sistema eleitoral brasileiro. Brasília: TSE/SDI, 2005.

FONSECA, Cláudia. Arraiais e vilas d’El Rei. Espaço e poder nas Minas setecentistas, Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

GODOY, Paulo. A cidade no Brasil: período colonial. Caminhos de Geografia. Uberlândia, v. 12, n. 38, p. 8 -15, 2011.

GOLIN, Tau. A fronteira: governos e movimentos espontâneos na fixação dos limites do Brasil com o Uruguai e a Argentina. Porto Alegre: L&PM, 2002.

GOLIN, Tau. Cartografia da Guerra Guaranítica. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE CARTOGRAFIA HISTÓRICA, 1. 2011, Paraty. Anais... Paraty: Universidade Federal de Minas Gerais, 2011.

CARTOGRAFIA HISTÓRICA. Cartografia da geopolítica e das guerras: Brasil Meridional. In: ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, 11, 2012, Rio Grande. Anais Eletrônicos... Rio Grande: Universidade Federal do Rio Grande, 2012.

HESSEL, Lothar. O município de Estrela: história e crônica. Porto Alegre: Editora UFRGS, 1983.

KREUTZ, Marcos; SCHNEIDER, Patrícia; MACHADO, Neli Galarce; SCHNEIDER, Fernanda. Arroio do Meio: entre rios e povos. Lajeado, Editora da Univates, 2011.

LAZZAROTTO, Danilo. História do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Sulina, 1978.

LIVRO de registro de ofícios e representações dirigidas ao governo Provincial, Geral e Assembleia Provincial e Geral, 1850 à 1852. Livro 12. Acervo da Câmara de Vereadores de Taquari. Centro de Memória, Documentação e Pesquisa da Univates, 1850 a 1852.

LOPEZ, Luiz Roberto. História do Brasil imperial. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1982.

LUVIZOTTO, Caroline. Cultura gaúcha e separatismo no Rio Grande do Sul. São Paulo: Editora UNESP/Cultura Acadêmica, 2009.

MAIA, Doralice S. Normativas urbanas no Brasil Imperial: a cidade e a vida urbana na legislação brasileira (1822-1850). Geo UERJ, Rio de Janeiro, n. 25, v. 2, 2014.

MATTOSO, Katia. Bahia século XIX, uma província no Império. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1992.

MIRANDA, Márcia; MARTINS, Liana. (Coords.). Capitania de São Pedro do Rio Grande: correspondência do Governador Paulo José da Silva Gama 1808. Porto Alegre: CORAG, 2008.

MOREIRA, Paulo. Saquear a povoação, roubar as mulheres e se reunir com os castelhanos: Seduções, boatos e insurreições escravas no Rio Grande do Sul na segunda metade dos oitocentos. Revista de História Regional, Ponta Grossa, n. 21, p. 34-61, 2016.

MOREIRA, Paulo; Cardoso, Raul. Insurreição escrava, desordem e cotidiano: políticas senhoriais e comunidades negras e cativeiro (Taquari – RS – Século XIX). In: ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA, 11. 2012, Rio Grande. Anais ... Rio Grande: FURG, 2012.

MOREIRA, Paulo; Cardoso, Raul. Trabalhadores, insubmissos e lavradores: ocupações escravas em uma unidade produtiva mista (Taquari, século XIX). História em Revista, Pelotas, n. 19, p. 311-329, 2013.

NICOLAU, Jairo. A participação eleitoral: evidências sobre o caso brasileiro. In: CONGRESSO LUSO-AFRO-BRASILEIRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS, 8. 2004, Coimbra, Anais... Coimbra, 2004.

OSÓRIO, Helen. A organização territorial em um espaço de fronteira com o império espanhol e seu vocabulário. Claves - Revista de História, Montevideo, n. 1, p. 67-90, 2015.

PIRES, Karen Daniela. O trabalho escravo e suas implicações na paisagem urbana e rural de Taquari, Estrela e Santo Amaro/RS – Final do século XIX. Dissertação (Mestrado em Ambiente e Desenvolvimento) - Universidade do Vale do Taquari, Lajeado, 2016.

RIOS, Ana M; MATTOS, Hebe. O pós-abolição como problema histórico: balanços e perspectivas. Revista Topoi, Rio de Janeiro, v.5, n.8, p. 170-198, jan./jun. 2004. Disponível em: <http://www.revistatopoi.org/numeros_anteriores/Topoi08/topoi8a5.pdf>. Acesso em: 24 jun.2015.

RUBERT, Arlindo. História da igreja no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Edipucrs, 1994.

SARMENTO, Christiane F. Povoações, freguesias e vilas na Paraíba Colonial: Pombal e Sousa, 1697-1800. Dissertação (Mestrado e Arquitetura e Urbanismo) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2007.

VOGT, Olgário P.; ROMERO, Maria R. Z. Uma luz para a história do Rio Grande: Rio Pardo 200 anos – cultura, arte e memória. Santa Cruz do Sul: Editora Gazeta Santa Cruz, 2010.

Downloads

Publicado

2023-05-02

Como Citar

SCHMITT, Fernanda; GALARCE MACHADO, Neli; PIRES, Karen; KREUTZ, Marcos Rogério. A História da Câmara de Vereadores de Taquari no Século XIX, Rio Grande do Sul . Em Tempo de Histórias, [S. l.], v. 1, n. 41, 2023. DOI: 10.26512/emtempos.v1i41.43074. Disponível em: https://periodicos.unb.br/index.php/emtempos/article/view/43074. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.